Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

PROJETO IDENTIDADE

Globo investe em voz a idosos, indígenas e LGBTQ+ com série de especiais

ESTEVAM AVELLAR/TV GLOBO

Carol Duarte usa caracterização masculina e está sentada com a mão na boca

Carol Duarte viveu o trans Ivan em A Força do Querer; comunidade LGBTQ+ terá especial na Globo

PIERO VERGÍLIO

pierovergilio@gmail.com

Publicado em 24/2/2021 - 7h15

A Globo decidiu investir no chamado Projeto Identidade, criado com o objetivo de valorizar importantes temáticas sociais, e definiu o calendário da primeira temporada dos especiais. Após o Falas Negras e o Falas Femininas, a emissora prepara homenagens aos idosos, indígenas e à comunidade LGBTQ+ no decorrer do ano.

A previsão é de que as atrações sejam exibidas, respectivamente, no Dia do Índio (19 de abril), Dia do Orgulho LGBTQ+ (28 de junho) e Dia do Idoso (1º de outubro). Esses grupos e seus dilemas já foram retratados anteriormente na ficção. Atualmente, por exemplo, o público revê a interpretação de Carol Duarte como o transsexual Ivan em A Força do Querer (2017).

A Globo ainda está definindo como serão os formatos de cada especial, mas a certeza é de que todos serão baseados nos Falas anteriores. A proposta é dar voz aos personagens em primeira pessoa, e esta narrativa estará presente em todos os episódios da temporada.

A emissora pode optar por repetir a experiência do Falas Negras, exibido em 20 de novembro do ano passado, no qual atores negros representaram personalidades, ativistas e anônimos em um recorte de vários séculos. Já o Falas Femininas, por sua vez, vai seguir por outro caminho. A ideia é mostrar a rotina de cinco mulheres promovendo um encontro entre elas. Há ainda a possibilidade de criar uma nova vertente para cada especial.

Falas Femininas

O próximo especial do Projeto Identidade irá ao ar em 8 de março, após o BBB21. As mulheres escolhidas representam a diversidade cultural, social, racial e religiosa do país. Uma delas é a diarista Sebastiana dos Santos Oliveira.

Nascida na Bahia, Tina tem 47 anos e paga todas as suas contas com o dinheiro de seu trabalho como faxineira. Atualmente morando com os dois filhos na capital paulista, ela não chegou a concluir o ensino fundamental. Embora não siga nenhuma religião, ela se considera uma mulher de fé.

Além de mostrar o dia a dia das protagonistas, o programa ainda vai promover um encontro entre elas, mediado pela atriz Fabiana Karla, que deixou o Se Joga. A equipe do especial é majoritariamente feminina, liderada pelas diretoras Patrícia Carvalho e Antônia Prado, que apontou características comuns entre as personagens.

"Todas essas mulheres carregam marcas e cicatrizes de uma história dura e muito batalhada. Entretanto, isso não impede que tenham alegria, espontaneidade e leveza para superar os problemas e enxergar a vida com esperança. No slam ou na sanfona, na cozinha ou no hospital, elas têm a garra e a força típicas da mulher brasileira", valoria Antônia em comunicado enviado pela Globo à imprensa.

O Projeto Identidade se junta a outras iniciativas da Globo para valorizar a inclusão, o respeito e a diversidade. Entre elas, estão os institucionais da campanha Tudo pelo Respeito. Em parceria com a Unesco, Unicef, Unaids e ONU Mulheres, a iniciativa foi criada para ampliar a discussão sobre os direitos de negros, mulheres, idosos, LGBTQ+, deficientes, religiosos, soropositivos e públicos vulneráveis à discriminação e ao preconceito.

Destacam-se também os avisos do Disque-Denúncia (180), que vão aparecer no final de capítulos ou episódios sempre que há uma cena que envolve violência ou qualquer outra situação de risco nas produções da dramaturgia.


Leia também

Web Stories

+
De Fernanda Montenegro a Sônia Braga: Cinco atrizes que entraram para a históriaDe série com Liniker a nova temporada de Elite: Confira os lançamentos da semanaBastidores de O Diabo Veste Prada tiveram atriz deprimida e look vetado, saiba maisJuliette, Zico e Anitta: Sete celebridades que viraram tatuagens de fãsOportunidade de brilhar: Cinco PCDs que atuaram na TV brasileira

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou da saída antecipada de Faustão da Globo?