Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

NOVAS DIRETRIZES

Globo ameaça demitir funcionários que se recusam a tomar vacina contra Covid

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

William Bonner e Renata Vasconcellos exibem seus braços, erguendo as mangas de suas camisetas

William Bonner e Renata Vasconcellos na campanha Vacina Sim, promovida pela Globo

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 1/9/2021 - 19h28

A Globo anunciou que irá demitir os funcionários que se recusarem a tomar a vacina contra a Covid-19. Em um comunicado enviado aos chefes de todas as áreas na tarde desta quarta-feira (1º), a diretoria informou que a imunização passa a ser obrigatória, e que os comprovantes de vacinação deverão ser apresentados no departamento de Recursos Humanos.

"Seguindo o compromisso de contribuir para um ambiente seguro para nossas pessoas, informamos em primeira mão a você, gestor, que a vacinação contra a Covid-19 passa a ser uma condição obrigatória para todos os colaboradores trabalharem na Globo, incluindo estagiários e jovens aprendizes", diz o comunicado, obtido pelo Notícias da TV.

Somente entrarão no grupo de exceções os funcionários que, por orientações médicas, não podem tomar nenhum dos imunizantes disponíveis no país. "A não vacinação poderá resultar no desligamento", continua a carta.

Comunicado enviado pela direção da Globo

A Globo é a primeira emissora brasileira a impor esta medida. Nos Estados Unidos, a gigante Netflix e a CNN também ameaçaram de demissão os rebeldes.

Para se assegurar da veracidade dos históricos de imunizações de seus funcionários, a Globo criou um canal de comunicação interno para que todos enviem os comprovantes de vacinação.

"Todos devem enviar o comprovante de qualquer dose recebida (seja apenas da primeira, das duas doses ou da dose única) até o dia 10/9", segue o comunicado, indicando o e-mail para onde os funcionários deverão anexar seus documentos.

Leia a mensagem na íntegra:

"Em mais de um ano de pandemia, temos aprendido a cada dia sobre formas de prevenção e combate à Covid-19. E este é um aprendizado contínuo. A partir dele, podemos dizer que a aplicação das vacinas é uma estratégia eficaz contra a disseminação do vírus e uma forte aliada para proteção de todos.

Seguindo o compromisso de contribuir para um ambiente seguro para nossas pessoas, informamos em primeira mão a você, gestor, que a vacinação contra a Covid-19 passa a ser uma condição obrigatória para todos os colaboradores trabalharem na Globo, incluindo estagiários e jovens aprendizes. Com exceção daqueles que não podem ser vacinados por motivos médicos, a não vacinação poderá resultar no desligamento.

A obrigatoriedade da vacina está em linha com a prática de diversas empresas no mercado atualmente, uma vez que a decisão por não se vacinar impacta o coletivo e coloca em risco a saúde dos outros colaboradores.

As lideranças passarão a receber um relatório de Recursos Humanos com o status dos comprovantes de vacinação dos profissionais do seu time. É muito importante que você acompanhe e incentive sua equipe a enviar os comprovantes. Se houver recusas, o gestor deverá conversar com o seu parceiro de Recursos Humanos para sensibilização do colaborador sobre o tema, condução e tratativas destes casos."


Leia também

Enquete

Você gostou da escolha de Tadeu Schmidt para o BBB22?

Web Stories

+
Após derrota em eleição, Victor Pecoraro perde mais uma votação e deixa A Fazenda 13Deixaram saudade: Conheça cinco atores de O Clone que já morreramEsqueceram de Mim ganha novo filme no Disney+; veja como está o elenco originalTadeu Schmidt no BBB22: Conheça a carreira do apresentador na GloboRenascer no Globoplay: Saiba por onde anda o elenco da novela 28 anos depois

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas