Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

RECOMENDAÇÃO

Fora da Globo, Miguel Falabella diz que superou demissão com série do Prime Video

REPRODUÇÃO/CNN BRASIL

Imagem de Miguel Falabella com blusa azul e expressão facial empolgada em entrevista na CNN Brasil

Miguel Falabella em entrevista para O Mundo Pós-Pandemia; autor disse que superou demissão com série

REDAÇÃO

Publicado em 22/8/2020 - 0h01

Demitido da Globo após 38 anos de trabalho, Miguel Falabella disse que superou o luto do desligamento com a série The Marvelous Mrs. Maisel, do Prime Video. Nesta sexta-feira (21), em entrevista para O Mundo Pós-Pandemia, da CNN Brasil, o ator confessou que entrou em um bloqueio criativo após a saída da emissora, e que a trama do serviço de streaming da Amazon foi a responsável por tirá-lo desta situação.

"Assisti a uma série que me salvou, me trouxe [de volta]. O poder da arte, nada me interessava, dizia: 'Deus, me dê uma coisa que me prenda atenção, que eu goste de ver!' Assisti à maravilhosa, aliás, não percam a brilhante, maravilhosa Mrs. Maisel, na Amazon, que é uma joia de interpretação, roteiro, direção de arte e conceito", comentou o veterano para Daniela Lima, Thaís Herédia, Lia Bock e Luciana Barreto.

"E a Mrs. Maisel foi me alegrando, queria escrever outra vez, trabalhar, quero fazer, quero fazer. Aí, não parei mais e tô que tô!", complementou ele.

Na entrevista, Falabella comentou sobre a sua saída da Globo, que ocorreu durante a pandemia do novo coronavírus (Covid-19). "Tive que viver um luto profissional de abandonar um local de trabalho em que atuei por 38 anos, ainda que tudo tenha sido feito na maior elegância, [não tenho] nada do que reclamar", destacou.

"Era um luto, uma despedida de um lugar em que passei toda a minha vida, minha juventude, e estar confinado [por causa da pandemia]. Logo que me confinei, eu pensei: 'Nossa, que maravilha, eu tenho tempo!'. Tenho um romance por terminar, peças que eu não terminei. Agora vou poder entrar no meu computador e resolver a vida", esperava o roteirista.

No entanto, a expectativa logo foi frustrada. "Não consegui fazer nada. Eu sentava na frente do computador e falava: 'Mas pra quê?'. Eu vou terminar esse romance pra quê? Fiquei um mês assim, aí falei que tinha que viver meu luto, ficar quietinho comigo mesmo, achar alguma coisa que me interesse muito". Assim, ele encontrou a série do Prime Video, que lhe trouxe a alegria para voltar aos seus projetos.

A comédia protagonizada por Rachel Brosnahan coloca a mulher no protagonismo ao narrar a história de uma dona de casa, em plena Nova York do fim dos anos 1950, que busca independência em uma sociedade dominada por homens. A série está renovada para a quarta temporada e já conquistou 54 indicações ao Emmy.

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você quer ver no retorno de Amor de Mãe?