Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

CANCELADOS

Ex-participantes do MasterChef culpam Paola Carosella por linchamento virtual

REPRODUÇÃO/BAND

A apresentadora e chef de cozinha Paola Carosella no MasterChef, da Band

Paola Carosella no MasterChef em 21 de julho; apresentadora foi criticada por ex-competidores do reality

REDAÇÃO

Publicado em 26/7/2020 - 12h11

Considerado o vilão da quarta temporada do MasterChef, Léo Santos desabafou nas redes sociais e culpou a jurada Paola Carosella pelo linchamento virtual que sofreu após deixar o reality da Band. Outros ex-participantes da competição entraram na onda dele ao expor o que passaram, além de reforçar a acusação feita pelo cozinheiro.

Em seu perfil no Twitter, a argentina perguntou o que era "ser cancelada" após receber várias mensagens de haters por ter feito comentários criticando a comida processada. Santos compartilhou o questionamento da chef para criticá-la. 

"Pois qualquer ex-master [ex-MasterChef] pode te explicar [o que é ser cancelado]. É sofrer uma porrada da hate [porrada de ódio], é ter as frases ditas usadas fora de contexto contra a gente. É ser material de criação de conteúdo de alguém [memes]. É ver as pessoas sentirem prazer em te humilhar publicamente, mesmo você tentando só fazer algo bom", explicou o ex-competidor do MasterChef.

"É abrir o celular para ver uma rede social e só ter crítica, bullying, xingamento, é sofrer ameaça, ver a vida virar um inferno. No básico, é isso. Mas você supera, chef. [Se] A gente consegue, você também consegue, forças!", completou Léo. 

Juliana Fraga desabafou nas redes sobre linchamento virtual (Reprodução/Twitter)

Juliana Franga, participante da sexta temporada do reality, também disse que foi humilhada na internet, mas apagou o comentário. "[Ser cancelado] É não entrar em rede social para não surtar, não entrar no YouTube porque estão satirizando a sua imagem em canais de 'humor'", disse a jovem. 

Em seguida, Abel Chang, que competiu com Léo na quarta temporada, alfinetou a colega de Henrique Fogaça. "Na internet, é uma musa inspiradora pela sua constante luta e militância nas causas sociais. Nos bastidores, [é] a pessoa que mais me fez mal na vida. Não recomendo", disse ele. 

Chang também relembrou a experiência. "Ser cancelado foi a bronca que tomei por descartar um talo de alho-poró, que a produção mesmo ia ter que jogar no lixo depois. E, no dia seguinte que foi ao ar, saiu matéria em vários sites me criticando e as redes [sociais] me xingando", recordou o ex-competidor.

Recordações ruins

Com ascendência chinesa, Abel também contou de quando se sentiu constrangido por Paola, que fez brincadeiras sobre como o então cozinheiro amador falava português de forma fluida.

"Ser cancelado me lembra da vez que sofri racismo na televisão ao me perguntarem porquê falo tão bem português?, e [quando] me defendi [rebatendo] dizendo que só porque sou oriental tenho que falar 'flango flito'?, adivinha quem foi criticado nas redes? E quem saiu por mal-educado?", completou Chang. 

"A pessoa é uma influencer nível nacional. Deveria ser mais responsável em como trata as pessoas, mesmo que interpretando um personagem. Nunca se sabe o impacto que isso pode causar na vida da contraparte", finalizou o cozinheiro nascido no Paraguai. "Nossa, é isso, Abel", respondeu Léo aos comentários do ex-adversário.

Chang ainda ressaltou o poder de destruição das críticas de Paola. "Lembra do cara que ela disse: 'HorrÍvel, horrÍvel, horrÍvel, horrÍvel, horrÍvel, horrÍvel, me faz mal.'? Será que o cara teve coragem de cozinhar pros outros depois que foi ao ar? Eu não ligava o fogão nunca mais", opinou o descendente de orientais. "Eu senti vontade [de] me matar dezenas de vezes real oficial por menos que isso", rebateu Santos. 

"Durante as gravações, perdi as contas de quantas noites chorei até dormir de tanta raiva e tristeza que passava. A única coisa boa que tirei de lá foram as amizades mesmo", constatou Abel. "Se não fossem por vocês e pelas oportunidades que surgiram (porque sim, surgem oportunidades) seria uma experiência a se esquecer", concordou Léo. 

Eliminado ainda nas primeiras etapas do reality, Julio Ponce disse que o programa é completamente focado no entretenimento. "Eu participei super pouco do programa (top 35 da 2ª temporada), mas fui eliminado quando teve participante na mesma prova que quebrou uma das regras, mas tinha uma história bem mais bacana que a minha. É entretenimento, mas que se vendam como tal, não como gastronomia", criticou Ponce.

Confira as publicações de Léo Santos, Abel Chang e Julio Ponce: 

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?

Muito bom, tem todo o conteúdo que os fãs da Disney amam.
19.71%
O catálogo é bom, mas há falhas e problemas no aplicativo.
8.46%
Não gostei, o conteúdo não me interessou.
17.51%
Não assinei, achei o preço muito alto.
54.32%