Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

PANDEMIA NÃO ACABOU

ESPN sofre com surto de Covid-19 e volta a ter programas remotos após três meses

REPRODUÇÃO/ESPN

Daniela Boaventura com um vestido preto, no estúdio do programa Futebol 90

Daniela Boaventura, apresentadora da ESPN: canal esportivo da Disney volta a fazer programas de casa

GABRIEL VAQUER, colunista

vaquer@noticiasdatv.com

Publicado em 27/12/2021 - 14h51
Atualizado em 27/12/2021 - 20h36

Por causa de um surto recente de Covid-19 entre seus profissionais, a ESPN voltará a fazer programas de forma remota a partir desta terça-feira (28). A decisão foi do comando da Disney no Brasil. O esquema deverá ser mantido até a segunda quinzena de janeiro, mas pode ser revisto a depender da situação dos infectados.

Segundo apurou o Notícias da TV, foram ao menos dez casos positivos nos últimos dias. A informação da volta remota foi confirmada por Daniela Boaventura, apresentadora do Futebol 90, debate da hora do almoço da ESPN Brasil nesta segunda-feira (27).

A jornalista também afirmou que todos os programas seguem na programação, incluindo o SportsCenter com Paulo Soares e Antero Greco, exibido nas madrugadas e que só retornou à grade em outubro.

A ESPN foi a empresa esportiva que mais demorou a voltar com programas presenciais por causa dos altos números de casos do coronavírus no Brasil. 

A volta aos estúdios, que prometia ser definitiva, só aconteceu no fim de setembro com a estreia da nova programação da TV esportiva. Pelo protocolo da Disney, só tem a entrada autorizada nas dependências da ESPN Brasil quem está vacinado contra a covid-19 e quem testar negativo contra a doença antes de entrar.

A pausa de 15 dias nas atividades remotas é para impedir que o vírus se prolifere em outros setores e em outros jornalistas da ESPN. A Disney encara como uma precaução necessária.

Alguns jogos importantes da Premier League e de outros torneios de futebol podem ser feitos diretamente na cabine, mas com protocolo mais rígido do que vinha sendo adotado.

A coluna procurou a Comunicação da ESPN que, na noite desta terça-feira (27), enviou o seguinte comunicado: 

"A Disney reforça seu posicionamento a favor de todos os protocolos de biossegurança contra a Covid-19, dentre eles a vacinação. Nossas equipes permaneceram por mais de um ano trabalhando de forma remota e conseguimos entregar um conteúdo de alta qualidade para os fãs do esporte nesse período.

Há poucos meses iniciamos um retorno gradual aos estúdios com um número limitado de funcionários, mantendo ainda diversas equipes trabalhando remotamente. Aos que trabalham de forma escalonada presencialmente, continuamos com protocolos internos, além de restrições de distanciamento e uso permanente de máscaras de proteção.

Todos os funcionários que apresentam sintomas e/ou confirmação de contágio de Covid-19, bem como os colegas de trabalho com quem têm contato direto, são imediatamente afastados para seguir em quarentena. A Disney oferece todo o suporte necessário para a breve recuperação de seus colaboradores."


Leia também

Enquete

Qual o personagem mais chato de Pantanal?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.