Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

BRIGA JUDICIAL

Em crise, RedeTV! tem de parcelar até multa de R$ 42 mil por pirataria

REPRODUÇÃO/REDETV!

Marcelo de Carvalho no estúdio de um programa, com um terno azul e uma blusa cinza, na sede da RedeTV!

Marcelo de Carvalho, um dos donos da RedeTV!: emissora parcelou multa por pirataria de agência

GABRIEL VAQUER e LI LACERDA

vaquer@noticiasdatv.com

Publicado em 24/11/2021 - 7h00

A RedeTV! fechou um acordo na Justiça com a agência de notícias AFP (Agence France-Presse) para pagar uma multa de R$ 42 mil pelo uso ilegal de imagens para assinantes de conteúdo da produtora. Apesar de o valor ser considerado baixo para uma emissora, a quantia foi dividida em 12 parcelas de R$ 3,5 mil --a TV alegou dificuldades financeiras devido à pandemia do coronavírus.

O Notícias da TV teve acesso à conciliação judicial, que foi fechada no início do mês. A primeira parte foi paga pela RedeTV! em juízo nesta segunda-feira (22) por depósito bancário obrigatório --se isso não acontecesse, o processo seria retomado. Os valores devem ser depositados pela emissora de Osasco até outubro do ano que vem, sempre entre os dias 20 e 22 do mês vigente. 

Para impedir um pagamento ainda maior, a emissora e a France-Presse se acertaram para que a TV de Amilcare Dallevo Jr e Marcelo de Carvalho seja assinante da agência durante um ano. Em vez de pagar a mensalidade para uso do material, a RedeTV! paga apenas a multa pelo uso pirata determinada pela Justiça. 

A celeuma começou em março. A AFP é uma agência global, uma das líderes no mercado de produção de notícias. A companhia atua em 151 países e conta com mais de 2 mil colaboradores ao redor do mundo para gerar conteúdo em vídeo, texto, fotos e gráficos em seis idiomas.

A relação com a RedeTV! começou em janeiro de 2019, quando a AFP concedeu um período de testes de seu material para a emissora. Uma espécie de degustação mediante chave de acesso, válida durante um mês, antes de uma assinatura de contrato de fato.

No entanto, após esse período de teste, a TV continuou a usar o serviço fornecido pela agência sem autorização. A AFP alegou que a RedeTV! "prosseguiu utilizando esse material fora do período de degustação durante muito tempo, com volume de conteúdo e tempo significativo".

Antes de ir à Justiça, a instituição tentou exaustivamente uma negociação com a emissora. "À medida que a RedeTV! não quis discutir, não houve alternativa. Obviamente, isso vai culminar em um pleito de indenização e uma determinação de não se usar esse material indevidamente", disse a empresa. 

Após o fato de tornar público em uma reportagem do Notícias da TV publicada em abril, a RedeTV! decidiu ouvir as questões em juízo e entrou em acordo com a France-Presse através de mediação do Tribunal de Justiça de São Paulo. A multa estipulada era para um pagamento único, mas a empresa alegou que ainda não recuperou seus ganhos para pagar o valor. Por isso, a Justiça acatou o pedido de parcelamento. 


Leia também

Enquete

Você gostou do primeiro mês de Um Lugar ao Sol?

Web Stories

+
Traída, enganada e desprezada: 7 vezes em que Bárbara quebrou a cara em Um Lugar ao SolMansão nova, presença VIP e publis: Saiba tudo sobre a carreira de Deolane BezerraÚltima temporada de La Casa de Papel: Após o fim, série já tem spin-off confirmadoFicção virou realidade: Casa de Esqueceram de Mim é aberta ao público; veja fotosDivórcio, tragédia e treta: 5 notícias que peões de A Fazenda 13 não sabem

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas