Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

GUERRA NO FUTEBOL

Dona da Libertadores, ESPN vai brigar com a Globo pela Copa do Brasil

PEDRO SOUZA/ATLÉTICO MINEIRO

Hulk celebra um gol do Atlético Mineiro pela Libertadores

Hulk, do Atlético-MG, atual campeão da Copa do Brasil: ESPN manifestou interesse na competição

GABRIEL VAQUER, colunista

vaquer@noticiasdatv.com

Publicado em 14/6/2022 - 6h35

Principal vencedora da negociação pelos direitos de transmissão da Libertadores e da Copa Sul-Americana, a ESPN vai entrar agora na briga com a Globo por eventos do futebol brasileiro. A empresa esportiva da Disney manifestou à CBF (Confederação Brasileira de Futebol) interesse em um pacote da Copa do Brasil a partir de 2023.

O atual contrato termina no fim da temporada 2022. A Globo paga cerca de R$ 350 milhões por ano desde 2017 e licenciou o evento para o Amazon Prime Video neste ano para ajudar a pagar a conta. A emissora já afirmou que pretende reduzir o valor pago, mas tem interesse em seguir com o mata-mata nacional, que costuma dar bons números. 

Segundo apurou o Notícias da TV, a ESPN entende que ter um torneio de relevância no mercado brasileiro é importante para o posicionamento do canal esportivo. Hoje, a Disney é dona de todas as principais competições de futebol do mercado, com exceção da Champions League, do Brasileirão e justamente da Copa do Brasil.

A ESPN espera novos direcionamentos para as negociações. Caso consiga concretizar seu plano, seria o retorno da Copa do Brasil para a Disney. O último ano de exibição no canal de TV paga foi em 2016, em negociação de licenciamento com a Globo. A empresa deseja ainda mostrar os jogos no Star+, sua plataforma de streaming.

As negociações pelos direitos da Copa do Brasil a partir de 2023 estão atrasadas, o que já incomoda Globo e SBT, outra TV com vontade de ter a competição. A falta de definição sobre como vai ser vendido o campeonato acontece por conta de mudanças no comando da CBF.

Eduardo Zebini saiu do cargo de secretário-geral da entidade. O executivo já comandou as equipes esportivas da Record e do Fox Sports, e seria o responsável por supervisionar as negociações.

O recente pleito para nomear um novo presidente da CBF também fez o processo empacar. Edinaldo Rodrigues foi eleito recentemente para um mandato até 2026. O baiano de 68 anos, que foi presidente da federação local, ainda não nomeou alguém de sua confiança para tocar os trabalhos na Comunicação.

Segundo apurou o Notícias da TV, Eduardo Zebini pretendia dividir os direitos de transmissão da Copa do Brasil. Ou seja, tirar a exclusividade da Globo. Desde 2002 a competição é completamente vendida a líder de audiência, sem passar por qualquer licitação. Agora, não se sabe como será.


Leia também

Enquete

Qual o personagem mais chato de Pantanal?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.