DEU RUIM

Antes de morrer, Vídeo Show prejudicou a carreira de sete apresentadores

Fotos: Reprodução/TV Globo

Maíra Charken, Rafael Cortez e Geovanna Tominaga perderam o prestígio após atuarem no Vídeo Show - Fotos: Reprodução/TV Globo

Maíra Charken, Rafael Cortez e Geovanna Tominaga perderam o prestígio após atuarem no Vídeo Show

REDAÇÃO - Publicado em 10/01/2019, às 06h17

Em seus 35 anos de existência, o Vídeo Show teve mais de 20 apresentadores e foi responsável por impulsionar a carreira de diversos artistas que passaram por sua bancada ou equipe de reportagem. Mas também provocou o efeito contrário na vida de outros, que nunca mais conseguiram trabalhos expressivos na TV após terem sido dispensados pela Globo.

Se Miguel Falabella, Monica Iozzi e Otaviano Costa aproveitaram a exposição no programa para conquistarem trabalhos maiores, o mesmo não ocorreu com Zeca Camargo, Maíra Charken e Giovanna Ewbank.

Embora Zeca siga contratado pela Globo, ele é considerado um dos grandes responsáveis pelo fim da hegemonia da atração. Quando assumiu o Vídeo Show no lugar de André Marques e Ana Furtado, fez uma grande reformulação no formato. O público detestou. A Globo passou a sofrer algumas derrotas para as concorrentes, algo que raramente acontecia no passado.

Depois disso, a emissora enfrentou dificuldades para recuperar o prestígio do Vídeo Show e testou diversas pessoas na bancada. Alguns dos artistas caíram em desgraça e perderam seus contratos com a Globo logo após passarem pelo comando do vespertino. Confira:

Geovanna Tominaga estreou como repórter e chegou a ser promovida no Vídeo Show

Geovanna Tominaga
Geovana Tominaga estava em ascensão na Globo. Começou com assistente de palco de Angélica, passou a apresentadora do TV Globinho, fez participações em novelas, atuou como repórter do Vídeo Show e foi promovida a apresentadora.

Em 2012, foi rebaixada a repórter do Mais Você e dois anos depois acabou dispensada. Seu último trabalho na TV foi na terceira temporada do Dancing Brasil, reality da Record do qual saiu vencedora, em 2018.

Apresentar o Vídeo Show foi o maior desafio da atriz Fiorella Mattheis na Globo

Fiorella Mattheis
Após algumas participações pouco expressivas em novelas e séries da Globo, Fiorella Mattheis foi promovida a apresentadora do Vídeo Show, mas durou pouco tempo na função e acabou dispensada pela emissora em 2010. Desde 2013, ela integra o elenco fixo da sitcom Vai que Cola, do Multishow.

O apresentador Zeca Camargo deu o pontapé na derrocada do Vídeo Show na audiência

Zeca Camargo
As reportagens descontraídas feitas em seus 17 anos no Fantástico, somadas ao bom desempenho à frente de realities de sucesso, como No Limite e Hipertensão, fizeram Zeca Camargo migrar do Jornalismo para o Entretenimento em 2013.

Sua estreia no novo setor ocorreu no Vídeo Show. E foi ele o responsável pelo início do fim da atração. Camargo trabalhou na reformulação do formato, mas o público rejeitou as mudanças. Ele foi rebaixado de apresentador a repórter até ser desligado, em 2015. Está no É de Casa, uma espécie de Malhação para apresentadores sem projeto.

Após papéis irrelevantes nas novelas, Giovanna Ewbank virou apresentadora do Vídeo Show

Giovanna Ewbank
Após uma sequência de papéis inexpressivos nas novelas e séries da Globo, Giovanna Ewbank foi promovida a repórter e apresentadora do Vídeo Show. Ficou no programa entre 2015 e 2016, até ser dispensada em definitivo pela emissora. Se reinventou na web e, atualmente, é a principal apresentadora do canal GNT.

A atriz Maíra Charken não durou muito na função de substituir Monica Iozzi no Vídeo Show

Maíra Charken
Simpática e espontânea, Maíra Charken teve a ingrata missão de substituir Monica Iozzi no comando do Vídeo Show. Caiu em desgraça após as inúmeras comparações com sua antecessora e acabou dispensada da atração e demitida da Globo logo após vencer o reality Saltibum, em 2016. Nunca mais trabalhou na TV.

Humor de Rafael Cortez durou menos de dois anos no Vídeo Show; ele ganhou fama de pé-frio

Rafael Cortez
Contratado como reforço da atração em 2016, após o fim do CQC, da Band, Rafael Cortez começou como repórter e acabou promovido a apresentador do Vídeo Show. Benquisto por Boninho, ele conciliou o programa diário com o trabalho de repórter do BBB17 e ainda participou da primeira temporada do Popstar, em 2017. Seu contrato com a Globo acabou em 2018 e não foi renovado.

A jornalista Alinne Prado acusou a Globo de racismo após ser demitida do Vídeo Show

Alinne Prado
Após desenvolver boas reportagens para o programa Encontro, onde trabalhava desde a estreia, em 2012, Alinne Prado foi deslocada para o Vídeo Show. Começou como repórter e foi promovida a apresentadora em um período em que a direção fazia um rodízio entre seus integrantes na bancada.

O formato não deu certo, e a jornalista foi dispensada pela Globo. Ela chegou a desabafar nas redes sociais que a emissora a demitiu pelo fato de ser negra.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Que castigo Isabel merece no final de Espelho da Vida?

Últimas notícias

Notícias da TV
Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook