Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
X
Instagram
Youtube
TikTok

BRIGA VIRTUAL

Antes da Record, Globo sofreu tentativa de ataque hacker no 1º turno das eleições

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Renata Lo Prete no comando do plantão das eleições 2022

Renata Lo Prete durante a cobertura do 1º turno das eleições: Globo barrou ataque hacker

GABRIEL VAQUER, colunista

vaquer@noticiasdatv.com

Publicado em 13/10/2022 - 7h00

A Globo sofreu uma tentativa de ataque hacker no seu sistema de tecnologia e exibição de produtos de Jornalismo e Entretenimento entre os dias 1º e 2 deste mês, quando era realizada a cobertura do primeiro turno das eleições. No entanto, funcionários conseguiram barrar a invasão. O fato chama a atenção, já que a Record passou pelo mesmo problema no último sábado (8).

A informação foi apurada pelo Notícias da TV com fontes de três áreas da Globo. A tentativa foi no mesmo modelo que a TV de Edir Macedo sofreu: um ataque do tipo ransomware, que é quando cibercriminosos conseguem se infiltrar no sistema e bloquear o acesso a todo o acervo e conteúdo digital.

O objetivo dos hackers era criar um caos em vários setores da Globo em um dia importante para o principal conglomerado de mídia do país. No entanto, o sistema de proteção detectou dois movimentos estranhos e os técnicos agiram antes que o hacker conseguisse cumprir seu objetivo.

Desde 2018, a Globo investe massivamente para aumentar sua segurança de tecnologia, o que se mostrou eficaz. Recentemente, parcerias com o Google foram feitas para a troca de informações sobre o assunto. O acordo também serviu para tornar a empresa uma "media tech" na área de produção.

A informação chegou aos jornalistas no fim de semana passado, quando a área de tecnologia reforçou junto a funcionários práticas para aumentar sua segurança após a dificuldade enfrentada pela Record. A Globo pediu para que qualquer movimento estranho fosse informado pelos seus colaboradores para os superiores.

"Nossa infra possui diversas camadas de segurança, mas é sempre bom reforçar a importância da nossa atuação. Somos todos responsáveis por contribuir com a segurança da empresa. Peço a ajuda de todos para ficarmos atentos e, em caso de dúvida, acionarmos a equipe de Segurança da Informação", diz um trecho da mensagem enviada. 

Procurada pelo Notícias da TV, a Globo afirmou que prefere não se pronunciar sobre assuntos de segurança da informação. 

Os hackers na Record

Os primeiros problemas foram sentidos pela equipe da emissora a noite da última sexta (7). Os profissionais do Domingo Espetacular precisaram correr para recuperar o que foi perdido no ataque, com trabalho que avançou durante a madrugada.

Os conteúdos que ainda não tinham sido mandados para o servidor interno ou que estavam salvos em cards externos foram recuperados e reeditados para serem exibidos --ou seja, parte do trabalho que estava pronto foi perdido e precisou ser refeito.

A emergência se tornou pública na manhã do último sábado (8), quando o Fala Brasil foi interrompido às 9h06, e episódios da série Todo Mundo Odeia o Chris (2005-2009) passaram no lugar.

A programação ao vivo foi retomada com o programa A Escola do Amor, da Igreja Universal do Reino de Deus. Nas concorrentes, o assunto também repercutiu. Oficialmente, a Record segue sem se pronunciar sobre a invasão que sofreu. 


Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.