Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

DESPEDIDA

Âncora que perdeu espaço na Globo, Meiry Lanunce pede demissão após 21 anos

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Meiry Lanunce na apresentação do NE2, com um vestido preto e branco

Meiry Lanunce: apresentadora pediu demissão da Globo após 21 anos de trabalho

GABRIEL VAQUER, colunista

vaquer@noticiasdatv.com

Publicado em 15/1/2022 - 16h44
Atualizado em 15/1/2022 - 16h46

Uma das principais jornalistas da Globo em Pernambuco, a âncora Meiry Lanunce pediu demissão nesta sexta-feira (14) após 21 anos e oito meses como funcionária da empresa. Até setembro de 2020, ela era âncora do NE2 (equivalente ao SP2) no Recife, mas foi retirada do cargo de repente, deixou de ser apresentadora e passou a fazer reportagens com pouco destaque.

Segundo apurou o Notícias da TV, a decisão já estava sendo pensada por ela havia algum tempo, justamente pela falta de espaço. É a terceira baixa na Globo do Recife em apenas dois meses.

Meiry se despediu dos colegas em um e-mail interno, ao qual a coluna teve acesso. Nele, a âncora fala em "coragem" para se reinventar e também agradece a todos os colegas, inclusive a diretora de Jornalismo da Globo em Pernambuco, Jô Mazzarolo, que fez Meiry perder espaço.

"Foi tudo tão massa que fica difícil descrever cada momento importante. Mas, saibam: de cada um, levarei uma lembrança! A menina que começou a trabalhar aos 12/13 anos de idade pra ajudar a mãe a sustentar a casa continua na estrada. À TV Globo, gratidão eterna por ter me treinado tão bem. Realmente, me sinto preparada pra um bocado de coisa!", disse a âncora. 

Meiry Lanunce estava na Globo desde 2000. Foi editora e apresentadora de destaque, comandou o Bom Dia Pernambuco e o NE2. Em setembro de 2020, de forma repentina, ela deixou de ser titular da apresentação e não ganhou mais chances como âncora, nem mesmo aos fins de semana. A jornalista fazia apenas reportagens locais e sem muito destaque. 

Nas últimas semanas, a Globo já havia mandado embora de sua sucursal do Recife os jornalistas Francisco José e Rodrigo Raposo. José era o repórter mais antigo da casa e foi aposentado pela emissora por causa de seu alto salário e idade avançada, algo que a Globo tem feito com nomes veteranos recentemente.

Raposo era narrador de futebol e atuava em TV aberta e no SporTV. Sua dispensa aconteceu logo depois das festas de fim de ano, o que lhe chocou, conforme disse nas redes sociais. Meiry Lanunce ainda não revelou os rumos de sua carreira a partir de agora.

Atualmente, a Globo Nordeste não vive a melhor fase de audiência. Seus telejornais perderam espaço para concorrentes. Na hora do almoço, o NE1 (equivalente ao SP1), tem perdido para a Record e até SBT, algo que não acontecia frequentemente desde 2009.

Veja a despedida de Meiry Lanunce:

"Êêê... Viva nós!!!! Momento lindo, de transformação, de leveza, de segurança!
Obrigada, Jô, pelas palavras e pelo apoio. Obrigada a todos os amigos queridos que fiz nesta empresa incrível. Foi tudo tão massa que fica difícil descrever cada momento importante. Mas, saibam: de cada um, levarei uma lembrança!"

"A menina que começou a trabalhar aos 12/13 anos de idade para ajudar a mãe a sustentar a casa continua na estrada! Engraçado que, aos 6 anos, eu nem tinha televisão em casa. Assistia na porta dos vizinhos. À TV Globo, gratidão eterna por ter me treinado tão bem. Realmente, me sinto preparada pra um bocado de coisa!"

"A Jô, que acreditou em mim, desde sempre, nossa!!! A gente ainda vai tomar um vinho pra comemorar! Deus é maravilhoso, não é? E tem sido um parceirão em tudo: nos estudos, nas capacitações, na relação com a família e com o trabalho e, principalmente, nesta minha decisão!"

"E peço a esse mesmo Deus que abençoe cada um de vocês!!! Grande abraço.
A gente se encontra! Meiry Lanunce."


Leia também

Enquete

Qual a melhor novela no ar atualmente?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.