Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

VERDADEIRO OU FALSO

Princesa dançarina e patinadora: O que é real nas cenas de Diana em The Crown?

REPRODUÇÃO/NETFLIX

A atriz Emma Corrin em cena com vestido branco, como princesa Diana, dançando em The Crown

A atriz Emma Corrin em cena em que princesa Diana dançou num teatro em Londres, em The Crown

FERNANDA LOPES

fernanda@noticiasdatv.com

Publicado em 24/11/2020 - 7h00

A quarta temporada de The Crown, no ar na Netflix desde o último dia 15, traz momentos marcantes da família real britânica ao longo da década de 1980. O grande marco é a entrada de uma nova integrante no clã: a jovem, bela e carismática princesa Diana. Muitas das cenas retratadas na série remetem a fatos reais, mas há também tramas que não aconteceram bem assim.

Annie Sulzberger, chefe de pesquisa de The Crown, e Oona O'Beirn, produtora e chefe de roteiro da série, deram uma entrevista à revista Vogue em que explicaram melhor a questão da veracidade na atração premiada da Netflix.

O processo de escrita dos episódios começa cerca de um ano antes da produção, e a equipe investiga arquivos, faz extensas entrevistas e prepara cronogramas para organizar tudo o que deve ser retratado naquele período de tempo e naqueles episódios.

"Fica mais difícil quanto mais nos aproximamos dos dias atuais, porque as pessoas pensam que conhecem esta época muito bem e têm opiniões fortes sobre ela. Pode não haver uma verdade definitiva, mas nosso trabalho é puxar os dois lados e entender os envolvidos", disse Oona.

Apesar de a série ser muito baseada em fatos reais, nem tudo foi como parece: alguns eventos foram levemente modificados, e diálogos e cenas foram inventados para trazer mais dramaticidade à atração. É por isso que os envolvidos em The Crown afirmam que se trata de uma obra de ficção.

divulgação/netflix

Diana e Charles: casamento conturbado

O que é real

Ainda assim, várias sequências são muito fiéis ao que aconteceu na realidade da família mais famosa do mundo. Algo que chamou muito a atenção dos telespectadores foi o momento em que Diana entrou no palco do Royal Opera House e dançou ao som de Uptown Girl, música de Billy Joel.

Isso de fato aconteceu em 1985, e o bailarino que a acompanhou, Wayne Sleep, contou os bastidores num documentário. Diana fez aulas de dança para dar este presente a Charles (que detestou a exibição dela). E ele também realmente se recusou a dormir no mesmo palácio em que a princesa naquela noite.

Outro presente de Diana para Charles que aparece na série é a fita de vídeo, que contém uma gravação dela performando uma canção do musical O Fantasma da Ópera. Segundo a chefe de pesquisa de The Crown, a princesa foi ao West End, região que concentra teatros de Londres, e teve um palco reservado só para ela. Mas não se sabe ao certo o que ela fez lá: se cantou, atuou, dançou ou se misturou as três artes.

A viagem para a Austrália de fato foi um marco para a princesa, pois foi lá que ela percebeu como era aclamada e querida pelo público. Também foi a partir de então que Charles passou a se ressentir do carisma da mulher, visto por ele e outros membros da família como exibicionismo.

Assim como aparece na série, Charles realmente tinha uma relação muito mais íntima, romântica e confidente com Camilla Parker-Bowles do que com sua mulher. A união entre ele e Diana foi conturbada, e Camilla esteve sempre presente no casamento dos dois, ainda que de longe, nos bastidores.

divulgação/netflix

A princesa patinou muito no palácio

Diana de patins

No terceiro episódio, a atriz Emma Corrin aparece em cenas divertidas como Diana: solitária no palácio, a jovem princesa passeia pelos corredores sofisticadíssimos ouvindo música num walkman enquanto anda de patins.

"É verdade! [Nossa pesquisa mostrou que] Ela também andou de bicicleta [dentro do palácio] na noite antes de se casar, mas não conseguimos fazer isso. É difícil em alguns desses tapetes. Acho que ela provavelmente se prendeu a partes menos interessantes do palácio, mas queríamos colocá-lo nas partes do palácio que já tínhamos visto. Isso lembra que Diana tinha apenas 19 anos naquela época", explicou Oona.

As cenas em que a jovem princesa aparece vomitando também fizeram parte da vida dela. A bulimia, transtorno alimentar que acompanhou Diana durante muitos anos, é algo amplamente conhecido e relatado em biografias dela.

divulgação/netflix

Diana não estava vestida de árvore em encontro

O que não foi bem assim

Diana e Charles realmente se conheceram na casa da família dela, onde ele havia ido para encontrar sua então namorada e irmã mais velha da princesa, Sarah Spencer. Mas Diana não estava vestida de árvore, como na série.

"[O traje] Foi uma invenção de Peter [Morgan, roteirista de The Crown], mas veio da pesquisa que fizemos sobre o fato de que [Diana] adorava dançar e se apresentar quando adolescente. Sabemos que ela e Charles se conheceram quando ela tinha 16 anos", contou Oona.

O segundo encontro dos dois também não foi de acordo com o que aparece na série: não aconteceu numa competição de saltos com cavalos, e sim na propriedade de um amigo de Diana.


Leia também

Enquete

Você gostou da escolha de Tadeu Schmidt para o BBB22?

Web Stories

+
Após derrota em eleição, Victor Pecoraro perde mais uma votação e deixa A Fazenda 13Deixaram saudade: Conheça cinco atores de O Clone que já morreramEsqueceram de Mim ganha novo filme no Disney+; veja como está o elenco originalTadeu Schmidt no BBB22: Conheça a carreira do apresentador na GloboRenascer no Globoplay: Saiba por onde anda o elenco da novela 28 anos depois

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas