Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

Comédia cancelada

One Day at a Time é a série que mais assombra a Netflix; saiba por quê

Divulgação/Netflix

Justina Machado e Marcel Ruiz na terceira temporada de One Day at a Time, cancelada pela Netflix - Divulgação/Netflix

Justina Machado e Marcel Ruiz na terceira temporada de One Day at a Time, cancelada pela Netflix

REDAÇÃO

Publicado em 30/4/2019 - 17h21

Nos seis anos em que a Netflix está no mercado de séries, nenhuma das dezenas de produções originais assombra tanto a plataforma quanto One Day a Time. Em março, a gigante do streaming decidiu acabar com a atração após três temporadas, mesmo com uma base leal de fãs e apoio da mídia. Até hoje, 48 dias depois do cancelamento, One Day at a Time ainda é um assunto sobre o qual executivos da empresa devem se posicionar.

A última a sentir isso na pele foi Cindy Holland, vice-presidente de conteúdo original da Netflix, durante uma entrevista para o site da revista The Hollywood Reporter. Essencialmente, o papo seria sobre On My Block, recém-renovada para uma terceira temporada. Mas, invariavelmente, One Day at a Time entrava no bate-papo.

On My Block e One Day at a Time são bem diferentes, mas têm um ponto em comum: são produções com histórias sobre pessoas marginalizadas em boa parte do rol de séries na televisão norte-americana. Elas colocam no centro da trama personagens negros, latinos e gays. Mas uma não conseguiu atingir o mesmo número de audiência da outra.

"O crescimento de público de On My Block foi maior em comparação com One Day at a Time", disse a executiva, colocado os pingos nos is. Cindy não deixou passar a oportunidade de esclarecer que "não fazia sentido econômico" continuar com One Day at a Time, visto o balanço negativo da conta que considerava o custo de se fazer uma nova temporada com a audiência que ela gerava.

Pesou também o fato de One Day at a Time ser uma produção do estúdio de TV da Sony, enquanto On My Block é uma série caseira. Cindy falou sobre isso, mas de maneira escorregadia: "Ser dona de uma série não é um fator [no cancelamento ou renovação], embora seja levado em consideração o saldo entre o investimento que fazemos para ter uma atração com os dados de audiência".

Em uma tentativa de encerrar o assunto, Cindy deu uma declaração que saiu de sua boca para ser uma mensagem positiva, mas acaba ferindo o coração dos fãs de One Day at a Time. Ao ressaltar a importância da comédia, ela soltou:

"Eu prefiro ver isso [a duração de One Day at a Time na Netflix] pela perspectiva do copo meio cheio. Nós demos suporte para três temporadas de uma série que provavelmente não duraria mais do que uma temporada em qualquer outra plataforma ou canal; isso se a série fosse encomendada, em primeiro lugar."

Para ela, a Netflix assumiu um risco ao fazer a segunda e a terceira temporadas da série: "Chega uma hora em que temos de olhar para outras histórias para contar, que possam gerar mais audiência", finalizou a executiva.

O que deixa a imprensa e os assinantes da Netflix com uma pulga atrás da orelha é que a Netflix fala tanto em audiência, mas não divulga os números brutos de suas atrações, só dados cifrados --e isso quando lhe convém.  Por mais que não seja uma TV comercial que dependa de anunciantes, a audiência é crucial para a Netflix.

TUDO SOBRE

Netflix

Leia também

Web Stories

+
A Fazenda 13: Surto na baia e barraco com ofensas marcam primeira semana do realityQuem é Alanis Guillen? Conheça a Juma Marruá do remake de PantanalHarmonização facial e lente nos dentes: Veja antes e depois dos peões de A Fazenda 13Ex de Anitta e rei da pegação: Gui Araujo é o primeiro fazendeiro de A Fazenda 13Elenco, estreia e bastidores: Saiba tudo sobre o reboot de Um Maluco no Pedaço

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Além de Pantanal, qual novela antiga merecia um remake?