Na Netflix

Menino do mal, nova protagonista e seita: O que esperar da 2ª temporada de Sinner

Imagens: Divulgação/USA Network

Carrie Coon (The Leftovers e Fargo) na segunda temporada de Sinner, que chega à Netflix nesta sexta (9) - Imagens: Divulgação/USA Network

Carrie Coon (The Leftovers e Fargo) na segunda temporada de Sinner, que chega à Netflix nesta sexta (9)

JOÃO DA PAZ - Publicado em 09/11/2018, às 05h16

The Sinner estreia sua segunda temporada nesta sexta (9), na Netflix, sem a protagonista do primeiro ano, Jessica Biel, que foi indicada ao Emmy. Mas a substituta é do mesmo naipe: Carrie Coon, também indicada ao Emmy por seu trabalho em Fargo. A nova leva de episódios conta também com um menino macabro e, para aumentar as doses de pavor, uma seita localizada no meio de uma floresta.

Os fãs de Sinner podem ficar tranquilos porque o detetive Harry Ambrose (Bill Pullman) continua em cena, como o único sobrevivente da primeira temporada. Ele é o personagem que vai circular entra a seita e as novas caras da série.

Assim como a história protagonizada por Jessica Biel, a segunda temporada de Sinner começa com um crime inesperado. Um garoto de 13 anos, Julian Walker (Elisha Henig), mata dois adultos em um hotel de beira de estrada. É um assassinato aparentemente sem motivação, similar ao cometido por Cora Tannetti (Jessica), que esfaqueou enlouquecidamente um homem, em uma praia e em plena luz do dia.

O fascínio de Sinner é descobrir a motivação desses crimes horrendos. No caso do menino Julian, requintes tenebrosos foram aplicados. Os corpos foram colocados em posições estranhas no chão, envoltos em panos brancos e com pedras nos olhos. Isso faz parte de algum tipo de ritual? Ele cometeu o crime sozinho (se é que foi ele mesmo)? Por que essas duas pessoas morreram?

Ambrose tem a missão de responder a essas e outras perguntas. Ele viaja até o norte do Estado de Nova York, para a cidade onde nasceu, e tenta solucionar esse caso, formando parceria com Heather Novack (Natalie Paul), filha de um amigo.

A dupla chega até a um lugar remoto no meio da floresta, onde se situa a comunidade Mosswood Grove. Como toda seita, os integrantes desse grupo negam ser um culto, e sim um simples grupo que optou por uma vida alternativa longe da cidade grande. A líder de Mosswood é Vera Walker, interpretada por Carrie Coon.

Os detetives Ambrose e Heather caçam alguma ligação entre a seita e o assassinato. No meio do caminho, o público conhecerá detalhes do passado de Ambrose, com flashbacks de sua infância. Daí, será revelado o que o faz querer tanto encontrar os porquês dessa brutalidade.

Na 2ª temporada de Sinner, o garoto Elisha Henig vive personagem envolvido em um crime

Mudança de rumo
The Sinner e Big Little Lies dividem semelhanças. Ambas estrearam no ano passado e foram concebidas originalmente para serem minisséries. Ou seja, produções com começo, meio e fim em uma única leva de episódios. Devido ao sucesso, as duas ganharam novas temporadas.

No caso de Sinner, a protagonista deu adeus, pois a história da personagem de Jessica Biel, baseada em um livro, se esgotou.

Uma das melhores atrizes desta década na TV, Carrie Coon se sai muito bem como a personagem feminina que contracena com Bill Pullman. O Emmy de melhor atriz, no ano que vem, vai ser mais concorrido do que nunca, com nomes de cinema do calibre de Julia Roberts e Elizabeth Olsen entrando no páreo. Mas Carrie tem de ser, no mínimo, mencionada em qualquer debate sobre essa categoria.

Elisha Henig também faz uma atuação quase perfeita. A bipolaridade de seu personagem permite ao ator de 14 anos exibir todo o seu talento. Se em um momento ele parece ser um garoto jovial, carente de um abraço, logo demonstra um olhar assustador, acompanhado de um comportamento apavorante.

Vale investir em The Sinner? Sim. Mas o telespectador tem de estar ciente de que, embora a segunda temporada seja muito boa, não se compara à anterior.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

O que você espera de O Sétimo Guardião?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook