The Widow

Limitada no cinema, Kate Beckinsale salva nova série da Amazon

Divulgação/Amazon

Kate Beckinsale em The Widow; a britânica de 45 anos apaga más atuações no cinema em série da Amazon - Divulgação/Amazon

Kate Beckinsale em The Widow; a britânica de 45 anos apaga más atuações no cinema em série da Amazon

JOÃO DA PAZ - Publicado em 30/03/2019, às 05h59

O currículo de Kate Beckinsale no cinema não passa em uma avaliação criteriosa. Estrela da sofrível franquia Anjos da Noite, iniciada em 2003, a atriz sofre críticas constantes pela atuação limitada em seus filmes, a ponto de ser rotulada de "pavorosa" pelo jornal New York Daily News. Como protagonista de uma série, contudo, ela mudou essa percepção.

A experiência que a atriz de 45 anos tinha na TV era apenas em telefilmes; o último em 1998, ainda nos primeiros passos profissionais. Na onda de atores do cinema migrando para a TV, ela aceitou ser a estrela de The Widow, drama da Amazon, disponível na plataforma Prime Video, que estreou há um mês.

Assim como a maioria dos filmes de Kate, a história de Widow é bem capenga. Só que desta vez a atriz salva a série e é um bom motivo para assisti-la. A mídia norte-americana a poupou. Veículos como os jornais Los Angeles Times e New York Post e o site IndieWire a elogiaram, dizendo que ela "brilha" na atração.

Kate vive Georgia Wells, uma mulher que toca uma vida devastada após a morte do marido, Will Mason (Matthew Le Nevez), em um acidente de avião na África. Três anos depois da tragédia, ela vê uma reportagem de um protesto na cidade de Kinshasa, na República Democrática do Congo, e crê que um homem no meio da multidão com um boné laranja é o seu marido.

Ela viaja para o país africano determinada a encontrar essa pessoa. A partir daí, The Widow entra em uma montanha-russa: atinge o topo com Kate em cena e cai vertiginosamente sem ela.

Essa jornada de Georgia é interessante, por mais que procurar um homem tido como morto seja uma ideia meio louca. As situações que aparecem na frente da personagem instigam, pois todo mundo que Georgia encontra não a encoraja a seguir nessa missão de ir atrás do tal homem de boné laranja. Por que será? Como ela é bem teimosa, nenhum obstáculo irá lhe impedir.

As histórias paralelas derrubam The Widow e quebram o ritmo da trama. Tem homem cego que diz que é sobrevivente do fatídico acidente aéreo, milícia e militares sinistros da RDC, médicos suspeitos de contrabando e briga por uma mina de coltan (mineral que é matéria-prima de celulares). Tudo isso é um emaranhado de assuntos que, no fim, não se encaixa tão bem com a história de Georgia.

Um coadjuvante fora da curva é Charles Dance. Conhecido por Game of Thrones, o ator vive Martin Benson, ex-militar britânico amigo do pai de Georgia e que a acompanha na missão. Dance fez dois filmes da saga Anjos da Noite com Kate. 

Além da atuação de Kate, uma boa razão para assistir The Widow é a afiada direção e produção da série, que traz imagens do continente africano. Boa parte da série foi filmada na África do Sul, com belas cenas da região, em um trabalho de encher os olhos. Há ainda material captado no País de Gales e na Holanda.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Quem é o personagem mais trouxa da TV?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook