Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

Aposta inédita

Grey's Anatomy pensa em público internacional ao criar universo conectado

Divulgação/ABC

Jaina Lee Ortiz, protagonista de Station 19, com Ellen Pompeo, estrela de Grey's Anatomy; um só universo - Divulgação/ABC

Jaina Lee Ortiz, protagonista de Station 19, com Ellen Pompeo, estrela de Grey's Anatomy; um só universo

REDAÇÃO

Publicado em 22/8/2019 - 18h34

O drama hospitalar Grey's Anatomy vai entrar em um território inédito na próxima temporada, a 16ª. A série popular vai incorporar a sua atração filhote, Station 19, em todos os episódios. A fórmula complicada foi explicada pela showrunner Krista Vernoff, que disse levar em consideração o público internacional na criação desse universo conectado.

"[A emissora] Apresentou para mim o seguinte desafio: Como elaborar esse universo unificado, que é mais profundo do que os crossovers anuais, considerando que as duas séries não são exibidas uma após a outra em muitos outros países [fora os Estados Unidos]?", contou ela, em entrevista para o site TVLine.

Produtora e roteirista responsável por dar uma nova cara a Grey's Anatomy, Krista assumiu o posto de showrunner da terceira temporada de Station 19, série que acompanha bombeiros na cidade de Seattle. O personagem que primeiramente ligou uma série com a outra foi o ex-cirurgião residente Ben Warren (Jason George).

Falando sobre a montagem dos episódios das duas séries, Krista foi didática. "Não podemos escrever [os capítulos] como se fossem um filme com duas horas de duração", comentou. "Cada um deles precisa ser completo, satisfatório para quem assiste a só uma série, mas empolgante para aqueles que veem as duas". Ela comentou que, por enquanto, tudo está caminhando bem na produção dos capítulos.

O principal desafio na sala de roteiristas, que Krista rotulou "como resolver um cubo mágico", é equilibrar a linha temporal das séries. Isso porque, nos EUA, Grey's Anatomy retorna agora em setembro, e Station 19 só volta ao ar no começo de 2020.

"Grey’s Anatomy será o nosso parâmetro de linha do tempo. Assim que Station 19 chegar com novos episódios, vamos usar flashbacks para cobrir o tempo perdido", esclareceu a produtora.

A ideia desse universo conectado é inserir com mais frequência personagens de uma série na outra. Para a rede ABC, é uma investida em Station 19. Exibida após o drama hospitalar, a série de bombeiros segura bem a audiência da série mãe. Na última temporada, Station 19 teve apenas 1,5 milhão de telespectadores a menos do que Grey's Anatomy. Essa perda está dentro das expectativas da rede.

No Brasil, Grey's Anatomy e Station 19 são atrações do Sony Channel. Elas também estão disponíveis na Netflix. No próximo dia 1ª, entram no streaming as mais recentes temporadas: a 15ª do drama hospitalar e a segunda da série de bombeiros.

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Você já tem seu favorito em A Fazenda 12?