Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

EPISÓDIO FINAL

Despedida agridoce: Supernatural diz adeus com mortes e reencontros

Divulgação/The CW

Jared Padalecki sentado em um carro e Jensen Ackles em cena da série Supernatural

Jared Padalecki e Jensen Ackles em Supernatural; jornada dos irmãos Winchester chega ao fim após 15 anos

ANDRÉ ZULIANI

andre@noticiasdatv.com

Publicado em 8/12/2020 - 6h50

Uma das séries mais duradouras da década, Supernatural chega ao fim após 15 temporadas de altos e baixos. Seu último episódio, que será exibido no Brasil pela Warner Channel nesta terça-feira (8), coloca um ponto-final na jornada dos irmãos Dean (Jensen Ackles) e Sam Winchester (Jared Padalecki) com uma trama agridoce, marcada por mortes e reencontros emocionantes.

[Atenção: spoilers do último episódio de Supernatural abaixo]

Intitulada Carry On, a aventura derradeira de Sam e Dean coloca a dupla em um retorno às origens depois de derrotar (e vencer) a ameaça de Chuck/Deus (Rob Benedict).

Ao retomar a rotina de sempre, cuidando do bunker, limpando armas e arrumando suas camas, os protagonistas precisam cair novamente na estrada ao descobrir um novo caso sobrenatural. Quatro integrantes de uma família foram atacados por dois sujeitos usando máscaras de esqueleto.

Para os fãs que acompanham a série desde o início, o momento pode ser descrito como um déjá-vu. Os dois irmãos a bordo do Impala, a investigação sobre o suposto crime e a consulta ao velho caderno de casos de seu pai alimentam o retorno da narrativa ao "caso da semana" --uma opção ousada para o encerramento de uma série de 15 anos.

A dupla descobre que a situação se assemelha a um antigo caso investigado por seu pai, John Winchester (Jeffrey Dean Morgan, ausente do final por complicações da pandemia). Os responsáveis pelo crime são dois vampiros, e os irmãos conseguem seguir seus rastros. Após matar o primeiro, eles interrogam o vilão restante para saber a localização de seu ninho.

DIVULGAÇÃO/THE CW

Sam durante embate contra os vampiros

As informações conquistadas os levam a um velho celeiro. Lá, eles encontram um grupo de cinco vampiros, mas com um velho rosto conhecido: Jenny (Christine Chatelain), que teve sua primeira aparição em Dead Man's Blood, o 20º episódio da primeira temporada e que marcou a estreia das criaturas chupadoras de sangue na série.

Mais uma vez, os irmãos saem vitoriosos da luta contra as forças do mal. O combate, no entanto, marca a primeira grande surpresa do episódio final. Como resultado do embate, Dean foi jogado na parede por um dos vampiros, e acaba com um grande prego empalado em suas costas.

Mesmo ciente da gravidade de seu feriamento, ele impede que Sam busque ajuda para sua recuperação. Em vez disso, Dean discursa sobre as aventuras que os dois passaram juntos e a importância que o irmão teve em sua vida desde que decidiu recrutá-lo para caçar monstros juntos, ainda no primeiro episódio.

"Eu não sabia o que teria feito se não tivesse você. Eu estava com tanto medo, eu estava com medo porque quando tudo se resumia a isso, era sempre você e eu. Sempre foi você e eu", diz Dean.

Apesar dos pedidos para não deixá-lo, Sam não consegue convencer o irmão mais velho do contrário. "Eu te amo", responde Dean, pedindo em seguida para que o caçula diga para ele que está tudo bem. Com uma última lágrima caindo em seu rosto, Dean morre com sua cabeça repousando no ombro de Sam.

Depois de mais de uma década combatendo os mais variados tipos de criaturas, pode ser frustrante para alguns fãs ver Jensen Ackles se despedindo de Supernatural desta maneira.

Mesmo que seja uma opção "preguiçosa" do roteirista --sem contar as dificuldades de inventar outra morte mais criativa por conta do distanciamento-- há de se considerar que essa foi a escolha de Dean. Foi a maneira que o personagem escolheu a sua partida, e não algo escrito por uma entidade maior.

DIVULGAÇÃO/THE CW

O adeus dos irmãos Winchester

Após o funeral de Dean, Sam retoma sua vida como caçador de monstros. Logo no dia seguinte à morte, ele recebe uma ligação e deixa o bunker dos Winchester, seguindo o destino que o irmão desejava para ele.

No Céu, Dean se reencontra com Bobby (Jim Beaver), que explica como funciona o "novo" paraíso após Jack (Alexander Calvert) assumir o posto de Deus. "Não há paredes aqui. Rufus [Steven Williams]? Ele mora seguindo essa estrada. John e Mary [Samantha Smith] também estão próximos. Esse não é apenas o Paraíso, Dean. É o Paraíso que você merece".

"Jack fez isso tudo sozinho?", pergunta Dean. "Cas ajudou", responde Bobby, referindo-se a Castiel (Misha Collins) e explicando que Jack resgatou o anjo do Vazio e lhe permitiu viver novamente ao seu lado. O barbudo então diz que Sam logo se reunirá com eles, sugerindo que o tempo passa de maneiras diferentes no Paraíso e na Terra.

De volta ao plano terrestre, o público vê Sam seguir sua vida, casando e tendo um filho, ao qual ele dá o nome de Dean. Os dois brincam juntos, fazem a lição de casa do colégio e têm uma vida normal -- na medida do possível, pois o jovem também entra para o "negócio" da família.

Já grisalho e idoso, Sam aparece no final do episódio debilitado em uma cama nos momentos final de sua vida. Seu filho Dean, já crescido, aparece para se despedir do pai, que assim como o irmão, derruba sua última lágrima em uma emocionante despedida.

Na última cena de Supernatural, Dean aparece estacionando o Impala em uma ponte enquanto aguarda alguma coisa. Poucos instantes depois, Sam aparece e o cumprimenta. Os irmãos se abraçam mais uma vez e olham para o horizonte, refletindo sobre terem conquistado o que tanto buscaram em vida: paz.

DIVULGAÇÃO/THE CW

O reencontro de Sam e Dean no Paraíso

Preparando o final

Em entrevista à revista Entertainment Weekly, o showrunner Andrew Dabb disse que não via melhor opção para encerrar Supernatural além de um episódio às antigas.

"Tudo antes do final é bem focado na mitologia que nós criamos", explicou. "O finale é mais parecido com um episódio que retorna às origens."

Mesmo que os dois últimos capítulos da saga dos Winchester não sejam literalmente uma história em duas partes, Dabb disse que descrever os episódio 19 e 20 desta maneira facilitou a criação na sala de roteiristas.

"Pareceu muita coisa encaixar todo o nosso cânone e ainda um final satisfatório. Fazer tudo em apenas 42 minutos teria sido muito difícil. Então, foi melhor para nós encaixar parte, não tudo, da mitologia no episódio 19 e reservar o 20 para focar mais nos personagens e no final da jornada. Nós queríamos retornar ao início de alguma maneira, quando eram apenas dois caras na estrada salvando pessoas e matando coisas."

O showrunner concluiu dizendo saber que o desfecho pode não agradar a todos os fãs, mas que foi um final planejado em conjunto com os astros Jared Padalecki e Jensen Ackles. "Nós acreditamos que é um bom final para a série. Estamos felizes com isso e esperamos que os fãs fiquem felizes também."

A Warner Channel exibe o último episódio de Supernatural nesta terça, às 21h40. 


Leia também

Web Stories

+
Ex de Anitta e rei da pegação: Gui Araujo é o primeiro fazendeiro de A Fazenda 13Elenco, estreia e bastidores: Saiba tudo sobre o reboot de Um Maluco no PedaçoAgressão e barraco em festa clandestina: Veja histórico dos peões de A Fazenda 13Vereda Tropical no Globoplay: Veja por onde andam cinco atores sumidos da novelaGlobo Esporte, Zero 1 e BBB: Confira trajetória de Tiago Leifert na Globo

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Você gostou do elenco de A Fazenda 13?