Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

LUTO

Após 11 dias internado, ator Eduardo Galvão morre vítima da Covid-19 aos 58 anos

AGNEWS

Eduardo Galvão usa camiseta vermelha

Eduardo Galvão morreu aos 58 anos após 11 dias internado em decorrência da Covid-19

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 8/12/2020 - 5h39
Atualizado em 8/12/2020 - 9h34

Eduardo Galvão morreu na noite desta segunda-feira (7) após contrair o novo coronavírus e ficar 11 dias internado. O ator de 58 anos foi vítima da forma grave da Covid-19 e estava intubado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital Unimed Rio, na Barra da Tijuca, desde a última terça-feira (1º).

"Partiu o nosso querido Eduardo Galvão. Seu sorriso ficará sempre aqui, entre nossos corações despedaçados. Adeus, meu amigo", postou o ator Antonio Grassi, na madrugada desta terça terça-feira (8), no Instagram.

A publicação foi compartilhada pela humorista Dadá Coelho. "Meu Deus! Desarvorada. Emudecida. Descanse em paz, Eduardo Galvão amado", completou ela. A comediante havia usado sua rede social no dia 28 de novembro para pedir orações pelo amigo, um dia depois da internação de Galvão se tornar pública.

Angélica também usou a rede social para lamentar a morte do ator, que foi seu parceiro na novelinha infantil de sucesso Caça Talentos, que foi ao ar entre 1996 e 1998.

"Não consigo acreditar que essa doença te levou da gente. Tá muito difícil. precisamos tanto da sua leveza, alegria, liberdade e carinho nesse mundo! Era sempre tão bom te encontrar, você foi um presente lindo que a fada Bela me deu, uma parceria linda, mágica, Artur e fada Bela, eu e você. Obrigada por sua amizade, por ser esse cara tão especial no meu coração e no coração de tanta gente!", escreveu a apresentadora em seu Instagram.

"Você é uma unanimidade! Amado por todos que tiveram a oportunidade de estar mais pertinho! Descanse em paz, meu querido 'Duardo'. Meu carinho e sentimento à família", encerrou Angélica.

O último trabalho de Eduardo Galvão na TV foi na novela Bom Sucesso (2019), como o personagem Machado. Na trama, ele repetiu a dobradinha com Helena Fernandes, que também estava no elenco de Caça Talentos, na pele da vilã Silvana.

O diretor J.B. Oliveira, o Boninho, prestou sua homenagem e alertou para a gravidade da doença que já matou mais de 170 mil pessoas no Brasil.

"Acabo de receber a notícia que um querido amigo perdeu a luta para a Covid. Eduardo Galvão era uma doce e divertida pessoa. Meu parceiro no Caça Talentos, programa da Angélica, ator talentoso, divertido. Pra muitos é só uma gripe, para quem perde parceiros é uma peste grave. Eu sigo com medo e com todos os cuidados. Covid mata sim", alertou.

Onze dias internado

No último dia 27, Stepan Nercessian, 66 anos, confirmou que o amigo foi hospitalizado após uma piora nos sintomas da Covid-19. "Ele me disse que sentiu dificuldade para respirar e foi para o hospital", declarou na ocasião.

"Ele pegou o vírus há uma semana. Ontem [26] se sentiu mal e foi para o hospital. Durante a pandemia, ele veio aqui em casa duas vezes, e eu até briguei com ele. Falei: 'Galvão, toma cuidado!'. Tenho falado com ele cinco, seis vezes por dia", contou o artista ao site da Quem.

Ao Notícias da TV, Nercessian, que estava agoniado por notícias do amigo, informou que conversou com ele. "Ele não está intubado. Mas o estado dele requer cuidados", lamentou.

A situação de Eduardo Galvão se agravou no início da semana seguinte, quando a filha, Mariana Galvão, contou que ele precisou ser intubado. "Meu pai precisou ser intubado, mas, no momento, está estável, com os rins funcionando bem, a pressão arterial estabilizada e os pulmões descansando para desinflamar como tem que ser. E está descansando, o que vai fortalecê-lo com certeza", declarou a mãe de Lara, de um ano, única neta do ator.

"Meu pai passou melhor essa noite. O médico disse que ele conseguiu dormir um pouco e está menos incomodado com a sonda do que com a máscara (de oxigênio). E com certeza está melhor para ele em relação à oxigenação, ele está conseguindo respirar melhor", completou à revista Quem.

Resumo da carreira

Eduardo Galvão começou sua carreira na TV aos 27 anos na novela O Salvador da Pátria (1989), da Globo, e emendou um trabalho no outro até 1994, quando esteve no elenco de A Viagem. No ano seguinte, fez As Pupilas do Senhor Reitor, no SBT.

Um dos personagens de maior sucesso de sua carreira foi interpretado a partir de 1996, na novelinha infantil Caça Talentos, que tinha a fada Bela, vivida por Angélica, como protagonista. Galvão participou ainda de duas temporadas de Malhação, Intensa como a Vida (2012) e Seu Lugar no Mundo (2015). Em 2017, teve um papel de destaque na novela Apocalipse, da Record, como o advogado Alan Gudman.

Famosos lamentam perda

Além de Antonio Grassi, Dadá Coelho, Boninho e Angélica, outros famosos também lamentaram a partida de Eduardo Galvão. "Estou chocada. Galvão era um amigo tão querido, tão alegre, um grande ator que sempre arrasou e nos encantou com seu trabalho. Sem palavras mesmo. Meus sentimentos e meu carinho a toda família. Descanse em paz, Galvão!", homenageou Erika Januza.

Intérprete da protagonista de Bom Sucesso, último trabalho do ator, Grazi Massafera compartilhou uma foto do colega em seus Stories do Instagram. "Tive a honra de trabalhar e conviver um pouco com a generosidade e inesgotável alegria dele. Descanse em paz! Que Deus conforte o coração da família", desejou a atriz. 

"Querido amigo Galvão, entre nós há a árida extensão da Avenida Brasil que ambos cruzamos infinitas vezes em busca de nossos sonhos. Receba meu afeto e minha homenagem. Espere por mim na outra margem para rirmos juntos ainda uma vez. Obrigado pela sua alegria sempre", escreveu Miguel Falabella. 

"Eduardo Galvão, nosso querido, partiu, vítima dessa pandemia fora de controle. A tristeza é imensa. Faltam palavras enquanto a dor aperta no peito, as lágrimas molham o rosto e a cabeça tenta aceitar o inaceitável. Todo o meu amor e solidariedade à família e aos muitos, muitos amigos", disse Kiko Mascarenhas.

Em nota, a Record também lamentou a morte do ator. Veja a íntegra:

"A Record TV lamenta o falecimento do ator Eduardo Galvão ocorrido nesta segunda-feira, 7 de dezembro de 2020. Eduardo Galvão nasceu no Rio de Janeiro e começou sua carreira artística em 1989. Na Record TV, interpretou o personagem Alan na novela Apocalipse, em 2017. Expressamos nossas condolências aos familiares, amigos e admiradores do talento deste profissional que ajudou a escrever a história da televisão brasileira."


Leia também

Web Stories

+
Lançamentos da semana têm Quem Matou Sara? e documentário de Pink; saiba maisDez anos após o fim de Smallville, veja como está o elenco da sérieDe cuidadora de cachorros a musa sertaneja: Como está Juliette fora do BBB21Salve-se Quem Puder: Última semana da reprise tem chantagem, reencontro perigoso e revelaçãoPower Couple Brasil 5 aposta em casais polêmicos e promete barraco e confusão

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Você está animado para a nova temporada do No Limite?