Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

Em 2019

The Big Bang Theory é a única série entre os 30 programas de TV mais vistos nos EUA

Divulgação/CBS

Simon Helberg, Melissa Rauch e Kaley Cuoco em cena do último episódio da comédia The Big Bang Theory

Simon Helberg, Melissa Rauch e Kaley Cuoco em cena do último episódio da comédia The Big Bang Theory

JOÃO DA PAZ

Publicado em 31/12/2019 - 5h32

A 12ª e última temporada da comédia The Big Bang Theory (2007-2019) conseguiu um feito e tanto neste ano: foi a única série que cravou um espaço no ranking dos 30 programas de TV mais vistos de 2019 nos Estados Unidos. A atração nerd comprovou seu sucesso ao aparecer entre as imbatíveis transmissões esportivas, que dominam a lista.

Segundo dados da Nielsen, instituto que afere a audiência norte-americana, que computou o público "ao vivo" somado com as pessoas que veem os programas gravados dentro de uma semana (o chamado Live+7), The Big Bang Theory teve cinco episódios no top 30.

O levantamento leva em consideração todas as produções e eventos exibidos na TV dos EUA entre janeiro e dezembro deste ano. O final da comédia, um episódio duplo exibido em 16 de maio, foi a atração roteirizada (série) de maior audiência do ano, assistida por 24.755 milhões de telespectadores.

No geral, a despedida de Big Bang Theory foi o sétimo programa mais visto, atrás de cinco jogos de futebol americano (incluindo o Super Bowl, a final da NFL, o primeiro lugar da lista) e a 91ª edição do Oscar, exibida em fevereiro.

Esse final da série bateu inclusive o programa que vai ao ar logo após o Super Bowl, que geralmente é a atração não-esportiva mais vista na TV dos EUA. Só que desta vez não foi assim. O reality show The World's Best (CBS) perdeu boa parte dos quase 100 milhões de pessoas que viram o jogo decisivo da NFL e registrou, na sua estreia, 23,544 milhões de telespectadores.

Mesmo com nomes consagrados como James Corden na apresentação e RuPaul, Drew Barrymore e Faith Hill como jurados, a competição de talentos foi um flop gigantesco. O último episódio do reality teve uma audiência de 3,6 milhões de pessoas. The World’s Best foi cancelado.

No ranking da Nielsen, entre as 20ª e 30ª posições, quatro episódios da temporada final de Big Bang Theory apareceram, todos eles na casa dos 18 milhões de telespectadores por episódio.

Sem essa máquina de fazer dinheiro e atrair audiência, a rede CBS teve um segundo semestre de 2019 ruim nas noites de quinta-feira, faixa em que a série nerd era exibida. Isso porque ela alvancava as comédias que viam na sequência, como Young Sheldon (filhote de Big Bang) e Mom. Young Sheldon, que pegava carona de Big Bang Theory, perdeu cerca de 3 milhões de telespectadores entre a segunda temporada (2018-2019) e a terceira (2019-2020).

Um trator chamado NFL

Os jogos da NFL, liga profissional de futebol americano, foram os programas líderes de audiência em três das quatro principais redes de televisão dos Estados Unidos --só não foi na ABC porque ela não transmite a competição. CBS ficou em primeiro com a principal partida de todas, o Super Bowl, e as rivais Fox e NBC triunfaram com confrontos envolvendo o Dallas Cowboys, o time mais popular da liga.

Mais da metade (17) do top 30 das maiores audiências da TV dos EUA em 2019 foram preenchidas pela NFL. Depois de Big Bang Theory, com cinco posições, vêm as premiações: Oscar (cinema), Grammy (música) e Globo de Ouro (filme e séries).

A NBA, liga profisisonal de basquete, ficou com duas posições. E com uma cada: final do basquete universitário, final do futebol americano universitário, final do beisebol (MLB).

O Oscar ficou com a quarta colocação no ranking geral. Com um time canadense campeão da NBA pela primeira vez (Toronto Raptors), a final do melhor basquete do mundo foi desprestigiada pelos americanos, ficando atrás de todas as outras decisões das principais competições esportivas citadas anteriormente.

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você quer ver no retorno de Amor de Mãe?