James Van Der Beek

Ator incorpora Donald Trump em série sobre transexuais: 'Maior fraude da história'

Divulgação/FX

O ator James Van Der Beek vive personagem com estilo de Donald Trump na série Pose - Divulgação/FX

O ator James Van Der Beek vive personagem com estilo de Donald Trump na série Pose

REDAÇÃO - Publicado em 02/10/2018, às 05h13

Série sobre gays e transexuais na Nova York dos anos 1980, Pose tem um personagem para lá de controverso. O ator James Van Der Beek, o chorão Dawson Leery de Dawson's Creek (1998-2003), incorpora Donald Trump. Inicialmente, ele seria o próprio Trump, mas os criadores mudaram de ideia e deram a ele a identidade de Matt Bromley. Mas o personagem se comporta como se fosse o atual presidente dos Estados Unidos em sua versão empresário.

Para o site da revista Entertainment Weekly, os showrunners Ryan Murphy e Brad Falchuk explicaram por que mudaram o papel de Van Der Beek. "Donald Trump é a maior fraude da história", detonou Falchuk, detalhando que a alteração veio depois que o empresário foi eleito presidente dos Estados Unidos. "Ele é a definição de um poser: não é nem rico, nem educado, nem inteligente quanto [ele] pensa que é."

Embora tenha retirado Trump da lista de personagens, Murphy e Falchuk não o excluíram completamente. Matt Bromley é cheio de nuances trumpianas. Ele é tosco, violento, arrogante e se acha a última bolacha do pacote. Em Pose, Matt trabalha diretamente com Trump (é seu braço direito) na Trump Tower, um arranha-céu de 58 andares em frente ao Central Park.

Os produtores decidiram que retratar Donald Trump nos anos em que ele se aventurava no ramo de imóveis seria uma distração. "Chegamos à conclusão que ninguém queria vê-lo [em cena]", disse Murphy. "Teríamos um ator interpretando alguém que já é um personagem. Isso poderia afastar as pessoas da série."

O roteiro original de Pose contava com um jovem Trump. "Eu escrevi muitos diálogos com Trump e me diverti nessa tarefa. Eu acho que consegui decifrá-lo bem", revelou Falchuk. Para não jogar esse trabalho fora, Matt Bromley, o novo personagem, ganhou atributos parecidos.

Com a emulação de Trump em Matt, os criadores de Pose pretendem passar uma lição de moral aos telespectadores. "Ele [Bromley] é a representação de tudo o que está errado em termos de hipocrisia. E não poderia haver alguém mais no lado oposto ao dele do que [a trans] Blanca [MJ Rodriguez]", destrinchou Falchuk. "E eu acho importante que o público note esse contraste."

Preconceito trans
O núcleo de Pose no qual Matt está inserido mostra como homens tratam pessoas transexuais. Ele tem como pupilo Stan Bowes (Evan Peters), que vê em Matt uma projeção do que ele imagina para si mesmo no futuro: rico e poderoso.

Homem branco, bem casado e com filhos, Stan se vê em meio a um caso com uma mulher trans, a delicada Angel (Indya Moore). Matt sabe da pulada de cerca e usa isso como arma para ter Stan sob controle.

Uma das protagonistas de Pose, Angel se prostitui nas ruas, mas quer buscar um meio melhor de ganhar dinheiro. Ela é destaque nos bailes trans do submundo nova-iorquino e é inicialmente apresentada como integrante da House of Abundance, equipe poderosa liderada por Elektra Abundance (Dominique Jackson).

Pose vai ao ar todas as sextas-feiras, às 22h, no canal Fox Premium 1. A primeira temporada completa (oito episódios) está disponível na plataforma Fox Play. A série já foi renovada para uma segunda temporada. 

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Qual é seu casal favorito no Power Couple?

Últimas notícias

Notícias da TV
Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook