Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
X
Instagram
Youtube
TikTok

ALTA TENSÃO

Renascer: Sandra é examinada e ignora pista de desfecho triste da gravidez

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

A atriz Giullia Buscacio está em cena como Sandra na novela Renascer, da Globo

Sandra (Giullia Buscacio) em cena de Renascer: ela terá mal-estar após presenciar briga na novela

MÁRCIA PEREIRA, colunista

marcia@noticiadastv.com

Publicado em 25/6/2024 - 13h00

Grávida, Sandra (Giullia Buscacio) enfrentará uma situação aterrorizante em Renascer. Ela voltará a ficar entre seu pai e João Pedro (Juan Paiva) em um confronto. Egídio (Vladimir Brichta) puxará a arma e apontará na cara do produtor rural porque ele desistirá de um assinar um contrato que ambos terão fechado. A briga só não virará tragédia por que a gestante se sentirá mal e sairá andando apressada. 

Todos ficarão preocupados. Por isso, José Augusto (Renan Monteiro) irá examinar a cunhada na casa onde ela está vivendo com a mãe. Lá, o médico dará um importante conselho a ela: "Uma gravidez é sempre uma situação delicada, e devemos tentar evitar qualquer situação extrema".

A frase vai parecer uma pista do que está por vir na novela das nove da Globo. Duas semanas depois disso, está previsto que Sandra terá um parto prematuro, e sua filhinha não sobreviverá. Na sequência desta semana, no ar na sexta-feira (28), Augusto dirá que o estresse que ela terá enfrentando podia ter tido sérias consequências.

"Olhe... Clinicamente, tanto você quanto essa criança estão bem. Pulmão limpo, pressão, oxigenação... Todos parâmetros dentro dos conformes", continuará o médico, diante dos olhares preocupados de João, Iolanda (Camila Morgado) e Rachid (Almir Sater). 

O pai da criança pedirá que ela volte para sua casa, mas a grávida afirmará que ali ficará mais tranquila. "Querêno ou não, aqui tem o forró até de noite", rebaterá o cacauicultor. "Mais do que a agitação, o problema é o estresse", reforçará Augusto.

"Bom... Você que é o dotô, você é quem sabe das coisa", resmungará João, que se retirará chateado de lá. "Eu vou indo, senão perco a minha carona. E olhe, Sandra, juízo. Qualquer coisa não hesite em me chamar!", falará o médico.

Morte da bebê que Sandra espera

O autor do remake, Bruno Luperi, decidiu matar a filha que Sandra espera. A jovem perderá o bebê aos sete meses de gestação e ficará de luto, um assunto que o escritor quer debater na história. Na primeira versão de Renascer, Sandra (Luciana Braga) deu à luz uma menina.

"Iremos falar de luto perinatal, um tema tão importante e sensível quanto pouco difundido na sociedade. A ideia é jogarmos luz sobre o quanto é urgente que se crie um protocolo para que hospitais lidem com essa situação de forma humanizada", escreveu Luperi no capítulo que deve ir ao ar no próximo dia 12.

Depois do mal-estar desta semana, Sandra passará um tempo bem, mas ela terá um descolamento de placenta grave após João Pedro trocar socos com Egídio na frente dela. A gestante será submetida a uma cesariana de urgência porque a médica a examinará e perceberá que a bebê está com os batimentos cardíacos muito fracos.

Leia também -> Resumo dos próximos capítulos da novela Renascer.

Renascer foi escrita e criada pelo autor Benedito Ruy Barbosa. A primeira versão foi ao ar na Globo em 1993. Bruno Luperi é neto do novelista e responsável pela adaptação da saga rural que estreou no horário nobre em janeiro. O remake ficará no ar até setembro.


Inscreva-se no canal do Notícias da TV no YouTube e assista a vídeos com revelações do que vai acontecer em Renascer e outras novelas:


Resumos Semanais

Resumo de Renascer: Capítulos da semana da novela da Globo - 20/7 e 3/8

Sábado, 20/7 (Capítulo 156)
José Inocêncio pede a Kika e Bento para libertarem Tião da prisão. Kika acusa o delegado Nórcia de abuso de autoridade e intolerância religiosa ao prender Tião. Mariana deixa a casa de Egídio por causa de ... Continue lendo

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.