Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

22 ANOS DEPOIS

Por onde andam cinco atores de Torre de Babel que sumiram da TV?

Divulgação/TV Globo

As atrizes Karina Barum e Eliane Costa caracterizadas como Shirley e Luzineide de Torre de Babel

Karina Barum e Eliane Costa se destacaram em Torre de Babel como Shirley e Luzineide, respectivamente

FERNANDA LOPES

fernanda@noticiasdatv.com

Publicado em 5/8/2020 - 6h55

A volta à mídia da novela Torre de Babel, que entrou no catálogo do Globoplay na segunda (3), certamente fará com que telespectadores relembrem vários atores que tiveram destaque na história mas não dão as caras nos folhetins da Globo há um bom tempo. Alguns continuam atuando, mas outros mudaram bastante os rumos de suas vidas.

Karina Barum, por exemplo, teve sua carreira marcada pela doce Shirley, personagem que tinha uma deficiência na perna e conquistou o público da novela de Silvio de Abreu. Ela segue trabalhando como atriz e deve aparecer como estrela de uma série ainda neste ano, mas se mudou para Florianópolis em 2011 e passou a ganhar a vida também como professora de teatro.

Já Eliane Costa também teve o maior destaque de sua carreira na TV como Luzineide, a cozinheira que ficou calada a maior parte da novela, mas foi a responsável por revelar o grande mistério da novela: a identidade de quem havia provocado a explosão do shopping Tropical Towers. Eliane não teve mais papéis fortes na TV, mas segue como atriz, com carreira no teatro.

Veja por onde andam cinco atores de Torre de Babel que não aparecem mais nas novelas da Globo:

divulgação/tv globo e reprodução/Instagram

Karina Barum como Shirley e como Adalgisa, sua personagem na série A3


Karina Barum

O papel de maior sucesso dela na TV foi como Shirley, a jovem manca de Torre de Babel. Depois, não fez mais novelas das nove: atuou em Louca Paixão (1999), na Record, e A Padroeira (2000), na Globo, além de participar da série Carga Pesada (2006) e do policial Linha Direta (2007). Seu último papel na tevê foi em episódios do programa Tribunal na TV (2011), da Band.

Em 2011, Karina se mudou para Florianópolis, e nos últimos anos tem se dividido entre a capital catarinense e São Paulo. Ela se tornou professora de teatro, e alguns cursos que daria tiveram de ser adiados por causa da pandemia. Ainda no segundo semestre de 2020, Karina deve aparecer na série A3, do Prime Box Brazil, que retrata relações de amor e poder na cidade de São Paulo das décadas de 1920 a 1950.

reprodução/TV GLOBO E REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Eliane Costa com Claudia Jimenez em Torre de Babel e atualmente


Eliane Costa

A atriz passou quase toda a novela muda no papel de Luzineide, cozinheira sempre ofuscada e censurada pela colega Bina (Claudia Jimenez), que tinha o bordão "Cala a boca, Luzineide". Só no último capítulo a personagem abriu a boca e revelou a todos quem havia sido o responsável pela explosão do shopping da trama.

Eliane Costa participou de outras novelas da Globo, como Da Cor do Pecado (2004) e Belíssima (2005), em que interpretou Luzineide novamente em uma participação especial. Seu último papel na emissora foi em Malhação, em 2009. A atriz continua na ativa, fazendo teatro. Esteve em cartaz numa peça até o início deste ano. Agora, tem passado a quarentena em sua casa, no Rio de Janeiro.

reprodução/TV GLOBO E REPRODUÇÃO/twitter

Cacá Carvalho fez sucesso como Jamanta, mas se dedica ao teatro


Cacá Carvalho

O inesquecível Jamanta de Torre de Babel é até hoje reconhecido pelo personagem, que ele interpretou novamente em Belíssima (2005) tamanho o sucesso que fez em Torre de Babel. Cacá Carvalho fez outros papéis na TV, em atrações como A Muralha (2000) e Cine Holliúdy (2018), que está sendo atualmente reprisada na Globo (ele interpretou o padre da cidadezinha).

Carvalho se dedica mais ao teatro. Chegou a fundar um grupo teatral em São Paulo. No ano passado, ele conquistou grande reconhecimento da classe artística ao se apresentar no Rio e em São Paulo com a peça A Próxima Estação: Um Espetáculo para Ler. Em 2018, disse em entrevista ao UOL que não havia se afastado da TV por querer, mas porque não havia tido convites e não conseguia ficar longe do teatro.

DIVULGAÇÃO/TV GLOBO E REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Isadora Ribeiro como a Vilma de Torre de Babel e atualmente


Isadora Ribeiro

Ela ficou famosa como a modelo das aberturas do Fantástico nos anos 1980 e da novela Tieta (1989), na qual aparecia nua. Nos anos 1990, Isadora iniciou a carreira como atriz na Globo e se destacou em Explode Coração (1995) e em Torre de Babel, no papel da socialite fútil Vilma, que vivia em conflito com o marido, Henrique (Edson Celulari), e a família dele.

Isadora ainda trabalhou em Uga Uga (2000) e Amor e Revolução (2011), essa no SBT. Seu trabalho mais recente na TV foi na série (fdp), em 2012, da HBO. Ela está com 55 anos hoje e tem tentado lucrar com as redes sociais. No Instagram, Isadora posta vídeos em que mostra sua rotina de exercícios e oferece serviços de presença virtual em festas, aniversários e almoços.

reprodução/TV GLOBO E REPRODUÇÃO/redetv!

Após ser galã nos anos 1990, Victor Fasano não sente falta das novelas


Victor Fasano

Um dos principais galãs da Globo nos anos 1990, Victor Fasano deu vida a Edmundo, um ricaço que adorava ostentar bens materiais, mas no fundo era infeliz por não ser correspondido no amor. Na Globo, ele ainda atuou em novelas como América (2005), Paraíso Tropical (2007) e Caminho das Índias (2009). Na Record, fez Ribeirão do Tempo (2010), Balacobaco (2012) e a série Conselho Tutelar (2015).

Desde a década de 1990, Fasano pratica ativismo ecológico. Apresentou o Globo Ecologia entre 1990 e 1996 e o reality Amazônia, na Record, em 2012. Hoje, aos 61 anos, coordena projetos sociais de defesa da biodiversidade, da Amazônia e de preservação da vida de animais silvestres.

Em 2019, o ator deu entrevista ao programa Sensacional, do GNT, em que disse não sentir falta de fazer novelas. "Saudade não tenho. Tenho de trabalhar, de estar em cena. Tudo o que está em volta disso não sei se tenho muita vontade [de retornar]. Se for personagem de galã, esquece", afirmou.


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Quem deve ser a nova Juma Marruá?