Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

DINHEIRO NO BOLSO

Para faturar com Pantanal, Globo recicla truque usado na versão da Manchete

AGNEWS

Renato Goés com uma camisa branca quadriculada e um chapéu de sertanejo durante uma gravação de Pantanal, na Globo

Renato Goés como José Leôncio em Pantanal: Globo recria truque da Manchete para ganhar dinheiro

GABRIEL VAQUER, colunista

vaquer@noticiasdatv.com

Publicado em 19/11/2021 - 13h47

A Globo decidiu recriar a "chalana do merchan", truque usado durante a versão original de Pantanal, produzida pela Manchete em 1990. O veículo, tradicional da região Centro-Oeste do Brasil, servirá para trazer produtos para os personagens e expor marcas que queiram atrelar suas imagens ao folhetim, que estreia em março de 2022.

A ideia é que, quando personagens entrarem no veículo, marcas sejam mostradas de forma sutil, mas que estejam visíveis para o telespectador reconhecê-las. Na vida real, a chalana é um dos principais veículos de locomoção da região pantaneira e vende diversos produtos, como alimentos e utensílios, além de fazer passeios turísticos.

Segundo apurou o Notícias da TV, algumas cenas já foram gravadas com marcas fixas que costumam anunciar no horário da novela das nove. Ações novas também serão feitas nas próximas semanas. O departamento comercial da Globo já está agindo neste sentido, e a procura das empresas tem sido alta.

Na produção da década de 1990, Benedito Ruy Barbosa criou ações de merchandising para a chalana dirigida pelo personagem Orlando, interpretado pelo ator Ivan de Almeida. Ele costumava trazer produtos importantes para José Leôncio (Claudio Marzo).

A novela da Manchete vendeu de vacina para febre aftosa até tratores e agrotóxicos. Este papel será repetido pela Globo, e algumas situações serão repetidas, mas atualizadas para a realidade do anos 2020. A chegada da internet será uma delas. 

Em depoimento para o livro Biografia da Televisão Brasileira, Benedito Ruy Barbosa fala com orgulho sobre como colocou ações comerciais dentro da novela, sem agredir a história interiorana e sem ofender o telespectador, que costuma torcer o nariz para propagandas durante o conteúdo.

"Aquilo causou um frisson danado. Na novela, o personagem comprava um aparelho de TV e precisava de uma parabólica. Foi um caso fantástico, porque mostramos a instalação da antena. Teve muita propaganda naquela chalana", explicou o escritor na ocasião.

"Aquela chalana trazia mercadorias para o povo ribeirinho. Isso não agride. Não acho bom quando o merchandising entra muito forte, violentando toda a história, o autor, o elenco", concluiu ele. O remake de Pantanal na Globo é escrito por Bruno Luperi, neto de Benedito Ruy Barbosa. 

A aposta de Pantanal

Pantanal é a primeira grande aposta da nova direção de Dramaturgia da Globo, liderada por José Luiz Villamarim e Ricardo Waddington, para a faixa das nove. Assim, o folhetim tem recebido tratamento privilegiado, em relação a Um Lugar ao Sol. 

O remake será protagonizado pela jovem Alanis Guillen, que viverá Juma Marruá. O elenco também contará com Renato Goés, Bruna Linzmeyer, Juliana Paes, Osmar Prado, Dira Paes, Juliano Cazarré, José Loreto, Debora Bloch, Murilo Benício, Julia Dalavia e Gabriel Sater, entre outros.


Últimas de Pantanal


Outras Novelas

Leia também

Enquete

Você gostou dos participantes escolhidos para o BBB22?

Web Stories

+
Faustão na Band abala concorrentes com ibope histórico e equipe provoca RecordAntes da estreia, BBB22 já rendeu treta entre famosos, tentativa de redenção e maisBBB22: Após frustrar público, Globo anuncia participantes nesta sexta-feiraSunga branca, esponjão e recorde no paredão: 10 momentos para o BBB22 tentar superarSabrina Sato volta à Globo; apresentadora já foi Bailarina do Faustão e esteve no BBB

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas