Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

FERA FERIDA

Pantanal: Juma chega ao Rio na mala de Jove e se torna 'atração de zoológico'

FOTOS: REPRODUÇÃO/TV GLOBO

A atriz Alanis Guillen com uma espingarda na mão como Juma Marruá em cena de Pantanal

Juma (Alanis Guillen) em Pantanal; ela chamará atenção por onde passar em viagem ao Rio

DANIEL FARAD e GABRIEL VAQUER

vilela@noticiasdatv.com

Publicado em 26/4/2022 - 21h00

De animal selvagem, Juma (Alanis Guillen) vai virar uma gatinha manhosa assim que se perceber apaixonada por Jove (Jesuita Barbosa) em Pantanal. Ela aceitará até mesmo entrar dentro da "jaula do amor" e deixar as planícies para trás rumo ao Rio de Janeiro --onde se tornará uma espécie de "atração de zoológico" na casa de Mariana (Selma Egrei) na novela das nove da Globo.

O fotógrafo vai juntar os trapos com a filha de Maria Marruá (Juliana Paes) depois de mais uma briga com José Leôncio (Marcos Palmeira) no folhetim de Bruno Luperi. Ele passará alguns dias na tapera e até mesmo conhecerá a sogra, que reencarnou em uma onça-pintada, segundo o Velho do Rio (Osmar Prado).

O personagem de Jesuita Barbosa até ensinará Juma a ler e a escrever em cenas previstas para serem exibidas a partir do próximo dia 5. Decidido a abandonar as planícies alagadas e deixar as discussões com o pai para trás, ele também arrastará a jovem até a capital fluminense.

Segundo uma fonte do Notícias da TV, a ideia de Bruno Luperi é prestar uma homenagem ao avô Benedito Ruy Barbosa ao recriar um dos arcos mais comentados e assistidos da primeira versão --exibida pela extinta Manchete em 1990.

As aventuras da mulher-onça na cidade grande obviamente foram revisadas e atualizadas, uma vez que a tecnologia mudou muito nas últimas três décadas. Uma questão fica no ar: se a primeira Juma ficou apavorada com a possibilidade de a televisão ter "engolido" as pessoas, qual será o "monstro tecnológico" que a protagonista do remake enfrentará dessa vez?

O ator Jesuita Barbosa como Jove em cena de Pantanal

Jove (Jesuita Barbosa) em Pantanal

Anacronismo?

Um dos principais desafios de Luperi é reconstruir a história de forma que não soe anacrônica para os telespectadores da nova versão. Em 1990, a própria geografia era responsável pelo isolamento e pela dificuldade de comunicação no interior do Mato Grosso do Sul.

O pantanal já não está mais tão à parte do mundo em 2022, e o autor precisou traçar uma nova estratégia para justificar o fascínio de Juma e dos demais personagens diante da cidade grande.

Em uma reunião com os acionistas de suas empresas, José Leôncio disse que se dá ao direito de fazer da sua fazenda um refúgio contra o mundo lá fora. Ou seja, ele deliberadamente se coloca a uma distância bastante segura de televisões, celulares e computadores.

Tadeu (José Loreto) igualmente soltou para Jove que Juma não conhece muitas das invenções humanas. Ela sequer usa dinheiro para comprar querosene de Eugênio (Almir Sater) --e não porque é tão evoluída a ponto de fazer um Pix para o chalaneiro. O comércio ocorre na base no escambo.

Escrita por Benedito Ruy Barbosa, a novela Pantanal foi exibida em 1990 pela extinta Manchete (1983-1999). O remake da Globo é adaptado por Bruno Luperi, neto do autor. 


Saiba tudo sobre os próximos capítulos das novelas com o podcast Noveleiros:

Ouça "#98 - Será o fim de Davi e Isadora em Além da Ilusão?" no Spreaker.


Inscreva-se no canal do Notícias da TV no YouTube e assista a vídeos com revelações de Pantanal e outras novelas:


Últimas de Novela Pantanal


Resumos Semanais

Novela Pantanal: Resumo dos capítulos da novela da Globo - 4/7 a 16/7

Segunda, 4/7 (Capítulo 85)
Filó e Irma lamentam a discriminação dos peões com Zaquieu. Mariana assume para José Leôncio seus erros do passado e faz um alerta sobre a possibilidade de que Juma domine Jove. Guta e Marcelo confessam que ... Continue lendo

Leia também

Enquete

Pantanal perde audiência: novela está chata?

Sim, as histórias estão se repetindo
17.87%
Cansei de Juma e José Lucas!
32.00%
Não, a novela continua boa
24.76%
Não assisto Pantanal
25.38%

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.