Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

PRÍNCIPE MALDITO

Leopoldina dá à luz bicho-papão de Isabel em Nos Tempos do Imperador; entenda

FOTOS: REPRODUÇÃO/TV GLOBO

A atriz Bruna Griphao caracterizada como Leopoldina em cena de Nos Tempos do Imperador

Leopoldina (Bruna Griphao) em Nos Tempos do Imperador; filho da princesa era o terror da tia

DANIEL FARAD

vilela@noticiasdatv.com

Publicado em 4/12/2021 - 6h25

A inveja de Isabel (Giulia Gayoso) diante da gravidez de Leopoldina (Bruna Griphao) tem um fundo de verdade em Nos Tempos do Imperador. Afinal, a fidalga deu à luz um dos maiores rivais da irmã pelo trono do Brasil –Pedro Augusto (1866-1934). O "príncipe maldito" conspirava nos bastidores contra a tia e terminou os seus dias em um manicômio na Áustria.

Os autores Alessandro Marson e Thereza Falcão não têm planos de mostrar a briga para suceder Pedro (Selton Mello) na novela das seis da Globo. Com o início da Guerra do Paraguai (1864-1870) na quinta (2), o folhetim finalmente ultrapassou a marca dos 100 episódios e se encaminha para a reta final.

O plano dos roteiristas é encerrar a história cerca de 18 anos antes do fim da escravidão, que também marcou o declínio do Segundo Reinado (1840-1889). Isabel já enfrentava a resistência dos proprietários de terra, que não viam com bons olhos uma mulher no poder, e se tornou persona non grata de vez ao assinar a Lei Áurea.

Pedro Augusto, à época, viu uma oportunidade para buscar o apoio dos latifundiários e do próprio avô para se tornar o próximo imperador. Ele era um dos netos preferidos do monarca e foi criado para assumir o poder, uma vez que a esterilidade da princesa era tratada como uma certeza pela família real.

O sonho do jovem foi por água abaixo aos nove anos, quando Isabel finalmente conseguiu engravidar depois de uma série de abortos e até um natimorto. Além de superstições e crendices populares, ela ainda buscou tratamento de fertilidade na Europa até conhecer as águas "miraculosas" da serra fluminense.

A atriz Giulia Buscacio caracterizada como a princesa Isabel em cena de Nos Tempos do Imperador

Isabel (Giulia Gayoso) na novela da seis

Quem era o príncipe maldito?

Pedro Augusto foi o primeiro filho de Leopoldina com Augusto (1845-1907), que na ficção é interpretado por Gil Coelho. Uma figura que dificilmente aparece nos livros didáticos, ele teve a sua trajetória esmiuçada pela historiadora Mary Del Priori em O Príncipe Maldito.

Em sépia, um retrato do príncipe Pedro Augusto, de bigode, olhos claros e cabelos curtos e encaracolados

O príncipe maldito Pedro Augusto (Domínio Público)

O nobre era descrito pelos documentos da época como um homem bonito e culto, que se tornou um dos "queridinhos" de Pedro 2º.

Ele, todavia, sofria com surtos psicóticos que se agravaram ainda mais com a chegada dos militares ao poder com a proclamação da República em 1889.

O aristocrata se exilou na Áustria e, com a saúde mental cada vez mais fragilizada, buscou até mesmo a ajuda de Sigmund Freud (1856-1939). Ele morreu aos 68 anos, depois de mais de quatro décadas em um manicômio, certo de que um dia ainda subiria ao trono.

Nos Tempos do Imperador se passa cerca de 40 anos depois dos acontecimentos de Novo Mundo (2017). Além dos spoilers, o Notícias da TV também diariamente publica os resumos da novela das seis.


Saiba tudo sobre as novelas com o podcast Noveleiros

Ouça "#83 - Prêmio Notícias da TV: Os melhores do ano nas novelas!" no Spreaker.


Inscreva-se no canal do Notícias da TV no YouTube e assista a vídeos com revelações do que vai acontecer em Nos Tempos do Imperador e outras novelas.


Últimas de Nos Tempos do Imperador


Resumos Semanais

Resumo da novela Nos Tempos do Imperador: Capítulos de 2 a 5/2

Quarta, 2/2 (Capítulo 153)
Tonico foge com Dominique, e Borges o observa de longe. Isabel se desculpa por ter viajado sem avisar a Teresa. Samuel e Pilar encontram Salustiano. Nélio localiza Mercedes. Tonico é perseguido durante sua fuga com Dominique ... Continue lendo

Leia também

Enquete

Pantanal perde audiência: novela está chata?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.