Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

REPRESENTATIVIDADE

Kamesha em Gênesis, Kizi Vaz 'enegrece' o Egito da Record: 'Rainha preta no poder'

REPRODUÇÃO/RECORD

A atriz Kizi Vaz com uma peruca de cabelos pretos adornada com várias peças de ouro como a Kamesha em cena de Gênesis

Kamesha (Kizi Vaz) em Gênesis; novela bíblica traz atores negros espalhados pela corte do faraó

DANIEL FARAD, do Rio de Janeiro

vilela@noticiasdatv.com

Publicado em 30/9/2021 - 6h25

As perucas e o ouro que cobrem Kamesha da cabeça aos pés ajudaram Kizi Vaz a "enegrecer" a corte de Sheshi (Fernando Pavão) em Gênesis. A atriz brinca que a coroa de rainha não só lhe caiu bem como a empoderou para mostrar um Egito diferente do que o telespectador está acostumado a ver na TV --e bem menos branco do que nas produções anteriores da Record.

"Descobri o talento para ser uma rainha preta no poder. Eu amei a caracterização e, de fato, traz uma força para a personagem. Eu e todos os atores pretos ficamos muito felizes com a representatividade dentro da trama. Temos que ter em mente que os pretos são grande parte deste país e da História como um todo", pontua a artista ao Notícias da TV.

Apesar de derrapar em outras questões históricas, a novela corrige imprecisões de outras séries e folhetins bíblicos como Os Dez Mandamentos (2015), em que Maria Ceiça era a única atriz negra em destaque na corte de Seti (Zécarlos Machado).

Desta vez, os negros são a maioria pelo palácio, como o general Potifar (Val Perré) e sua mulher Neferíades (Dandara Albuquerque), além do sacerdote Pentephres (Nando Cunha) e Amanishakheto (Isabel Fillardis), a rainha da Núbia --para onde Kamesha foi exilada por Sheshi sob a falsa acusação de alta traição.

Eu me senti representada por todos esses atores, além de muitos outros. Sempre conversei com o Nando, que se tornou um grande amigo, sobre a força que temos dentro da novela. Nos colocaram muito tempo de lado, agora estamos chegando com força total e nos unindo cada vez mais. Ninguém vai nos parar, seja na arte ou em qualquer área profissional.

REPRODUÇÃO/iNSTAGRAM

Kamesha (Kizi Vaz) em Gênesis

Kamesha é inocente?

O folhetim finalmente vai revelar nesta quinta (23) que Kamesha é inocente, mas Kizi confessa que já tinha recebido o nome do verdadeiro traidor de antemão. "Eu li praticamente o roteiro inteiro antes de começar a gravar. Então, eu já sabia de tudo, nem deu para bancar a detetive", assegura.

A intérprete igualmente já conhecia a história de José (Juliano Laham). "Nasci dentro de uma família evangélica e fiquei muito emocionada em ajudar a contar essa história, que é uma das que mais amo na Bíblia. Eu me senti tocada em diversos momentos", diz.

Kizi explica que a espiritualidade foi fundamental para que, ao contrário de Kamesha, ela não se visse desorientada sobre o que fazer com a própria vida:

Sou uma mulher de muita fé, e minha crença nunca me deixou ficar sem rumo. Deus tem um propósito na minha vida, como tem na vida de todos, e saber disso me dá segurança. Ele me fortalece para que eu não caia em lugares que vão me deixar perdida. Mesmo em momentos difíceis, Deus está sempre me conduzindo com sabedoria e aprendizado.

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Kizi também esteve no ar em Ilha de Ferro

Contra a neutralidade

Em meio a discussões sobre o papel do artista na sociedade, Kizi faz coro aos que não escolhem uma posição de neutralidade nas redes sociais. "Eu sempre procuro me posicionar a favor de liberdade, caridade, amor, arte e transformação", argumenta a atriz, que mantém o projeto social Curta Arte Caxias na Baixada Fluminense.

Acredito que o artista tem um grande papel, de usar a visibilidade que temos para ajudar a fazer as pessoas pensarem melhor em que atitude tomar dentro de uma sociedade que tenta nos calar. Não é uma obrigação, mas podemos fazer a diferença diante de causas que são deixadas de lado. Não podemos fingir que está tudo normal.

A intérprete, que também esteve no ar em Ilha de Ferro durante a pandemia, ainda tenta fazer a diferença na criação do filho Pedro Luiz, de 13 anos, o educando para a diversidade:

Ele é meu melhor amigo, meu confidente da vida. Nasceu dentro da arte, convivendo com pessoas de várias tribos e religiões. Sempre ensinei que todos nós somos iguais e que não somos melhores do que ninguém. Educar é uma tarefa muito difícil, mas eu vejo que ao mesmo tempo é muito prazerosa. O único problema é que o adolescente quer virar adulto muito rápido, aí complica (risos).

Saiba tudo sobre os próximos capítulos das novelas com o podcast Noveleiros

Ouça "#76 - José Alfredo ressurge do mundo dos mortos em Império!" no Spreaker.


Inscreva-se no canal do Notícias da TV no YouTube e assista a vídeos com revelações do que vai acontecer em Gênesis e outras novelas.


Últimas de Gênesis


Resumos Semanais

Resumo da novela Gênesis: Capítulos de 15 a 22 de outubro

Sexta, 15/10 (Capítulo 194) 
O faraó tem um sonho misterioso. Adurra é agressivo com Asenate e a ameaça. José é chamado pelo faraó.   Segunda, 18/10 (Capítulo 195) 
Asenate é mantida presa. José interpreta o sonho do faraó. Potifar tem uma ... Continue lendo


Outras Novelas

Leia também

Enquete

Você gostou da escolha de Tadeu Schmidt para o BBB22?

Web Stories

+
Após derrota em eleição, Victor Pecoraro perde mais uma votação e deixa A Fazenda 13Deixaram saudade: Conheça cinco atores de O Clone que já morreramEsqueceram de Mim ganha novo filme no Disney+; veja como está o elenco originalTadeu Schmidt no BBB22: Conheça a carreira do apresentador na GloboRenascer no Globoplay: Saiba por onde anda o elenco da novela 28 anos depois

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas