O SÉTIMO GUARDIÃO

Globo coloca modelo trans para vender calcinha e sutiã na novela das nove

Fotos: Reprodução/TV Globo

A modelo trans Valentina Sampaio seduz Milhem Cortaz em cena de O Sétimo Guardião - Fotos: Reprodução/TV Globo

A modelo trans Valentina Sampaio seduz Milhem Cortaz em cena de O Sétimo Guardião

LUCIANO GUARALDO - Publicado em 07/12/2018, às 05h49

Em meio a uma onda de conservadorismo e boicote à TV Globo, a emissora decidiu ousar: colocou uma transexual de calcinha e sutiã em sua atração de maior audiência, a novela O Sétimo Guardião. A modelo e atriz Valentina Sampaio surgiu na quarta-feira (5) em um merchandising de uma marca de roupas íntimas durante um sonho de Machado (Milhem Cortaz).

Valentina está acostumada a quebrar barreiras para que transexuais conquistem novos espaços: ela foi a primeira modelo trans a aparecer na capa da Vogue Paris e repetiu o pioneirismo na versão brasileira da revista.

"Eu fico muito lisonjeada! É realmente gratificante [conquistar novos espaços]. Vejo como grandiosa qualquer quebra de barreiras. São vitórias importantes para todos nós", conta Valentina, em entrevista exclusiva ao Notícias da TV.

Não é a primeira vez que a modelo aparece em um merchan de roupas íntimas no horário nobre: antes, ela já tinha surgido em um desfile na reta final de A Força do Querer, que marcou a estreia de Abigail (Mariana Xavier) como modelo plus size. A novela de Gloria Perez abordou o tema transexualidade por meio da personagem Ivana (Carol Duarte), que se transformou em Ivan no decorrer da trama.

A diretora de marketing da Hope, Sandra Chayo, explica que a escolha de Valentina para a campanha ocorreu por causa de trabalhos anteriores que ela já tinha feito com a marca _inclusive a participação no desfile da trama de 2017.

"Ela era a estrela de uma de nossas campanhas e brilhou no desfile que fizemos no último capítulo ao lado de outras tops, como a Barbara Fialho e Flavia de Oliveira. A Valentina é uma modelo superprofissional e com que adoramos trabalhar!", fala a executiva, que discursa: "Inclusão, luta contra o preconceito e representatividade são questões que enxergamos como naturais em escolhas como essa".

Alicia Kuczman (à esq.), Vivi Orth e Valentina Sampaio durante o merchandising de calcinhas

Sobre o preconceito e o conservadorismo, Valentina procura não se abalar com o que vê. "É o preço que se paga por ser quem você é e por não se encaixar em padrões que lhe impõem. Eu espero um mundo melhor para todos, que tenhamos as mesmas oportunidades. Para que isso seja efetivo, é preciso educação e informação. Nos últimos tempos, tivemos alguns avanços, mesmo que pequenos, por isso devemos lutar para não retrocedermos", ressalta a modelo.

Vivi Orth, que participou do merchan ao lado de Valentina e de Alicia Kuczman, também celebra a inclusão de uma trans em uma cena que mexeu com o imaginário coletivo. "Eu acho que a moda tem o dever de mostrar para as pessoas a liberdade que cada um tem, de serem quem elas querem ser. Mais do que nunca, temos a obrigação de mostrar, de educar as pessoas."

"Antes, era todo mundo tão reprimido, e lutamos tanto para conseguir chegar nesse momento de liberdade. E a moda tem sim que fazer esse papel de ajudar a educar as pessoas que ainda têm essa cabeça fechada", continua Vivi.

Propaganda histórica
O merchandising da Hope em O Sétimo Guardião consegue ser moderninho ao mesmo tempo em que revisita o passado: em 1985, a marca de roupas íntimas realizou em Roque Santeiro a primeira ação publicitária em uma novela. Na trama, o professor Astromar (Rui Rezende) observava um outdoor instalado na cidade e via a modelo de calcinha seduzi-lo _o merchan com Machado foi similar.

"Soubemos que o personagem do delegado teria uma tara por calcinhas e achamos que não poderíamos ficar de fora. Em todas as ações, temos a preocupação de ter sinergia com a novela. Nunca fazemos uma ação isolada. Temos como princípio fazer com que a marca faça parte do enredo da novela", fala Sandra.

"Em O Sétimo Guardião, participamos de toda a pré-produção, compondo o figurino de todas as personagens com a figurinista Natália Duran, adaptando as calcinhas do Milhem Cortaz para que ele fizesse o 'laboratório' e usasse realmente as nossas calcinhas", continua a executiva da marca, que adianta: "Teremos mais algumas ações durante o período da trama. E com certeza o delegado Machado usará muitas calcinhas da Hope ao longo da novela."

Últimas de O Sétimo Guardião

Resumos semanais

Resumo da novela O Sétimo Guardião: Capítulos de 10 a 22 de dezembro

Segunda, 10/12 (Capítulo 25)
Valentina manda Sampaio chamar Machado para prender Luz. Gabriel conta a Sóstenes sobre a conversa que teve com a mãe. Judith repreende Robério por tentar entrar na casa de Egídio. Valentina observa a passagem que ... Continue lendo

Outras novelas

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

O que é mais bizarro em O Tempo Não Para?
Duas mulheres com mais de 60 anos dizendo estar grávidas.
23.60%
Ninguém mandar nenhuma das 'grávidas' fazer teste em laboratório.
11.04%
Vilões que matam pessoas e continuam impunes.
11.55%
De uma novela que descongelou pessoas do século 19 se espera qualquer coisa.
53.81%

Últimas notícias

Notícias da TV
Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook