Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
X
Instagram
Youtube
TikTok

JOGADO ÀS TRAÇAS

Galã, Cauã Reymond sofre com rejeição em Terra e Paixão: 'O patinho feio'

JOÃO MIGUEL JÚNIOR/TV GLOBO

O ator Cauã Reymond posa na frente de um trator com os braços cruzados caracterizado como Caio da novela Terra e Paixão

Cauã Reymond interpreta Caio em Terra e Paixão: personagem é rejeitado pelo pai e pela mocinha

MÁRCIA PEREIRA, colunista

marcia@noticiadastv.com

Publicado em 9/5/2023 - 6h40

Aos 42 anos, Cauã Reymond é um dos principais galãs da TV brasileira, mas volta ao horário nobre com um mocinho escanteado: ninguém o quer em Terra e Paixão. Caio cresceu à sombra dos irmãos, rejeitado pelo próprio pai, e ainda vai ser desprezado por Aline (Barbara Reis), que se apaixonará pelo irmão dele, Daniel (Johnny Massaro), na novela das nove da Globo.

"Ele realmente é tratado como o patinho feio da família", diz o ator ao Notícias da TV. A nova história escrita por Walcyr Carrasco traz uma família rica e problemática no centro das atenções.

Antônio La Selva (Tony Ramos) é um poderoso empresário do agronegócio, e a sucessão do fazendeiro estará no foco da disputa entre os seus parentes.

Filho do primeiro casamento de Antônio, Caio só não foi dado pelo endinheirado para qualquer pessoa criá-lo porque tinha prometido à primeira mulher, Agatha (Bianca Bin), que não iria desamparar o filho deles. O vilão culpa o herdeiro pela morte da ruiva, que teve complicações no parto e morreu logo após dar à luz.

Daniel realmente tem amor pelo meio-irmão, mas ele será atropelado pelos pais quando tentar defender os direitos de Caio. Johnny Massaro explica que seu personagem é o grande questionador da família, já que foi estudar Direito em São Paulo e voltou para a fictícia cidade de Nova Primavera, no Mato Grosso do Sul, bem diferente do que sua mãe queria que ele fosse.

Irene (Gloria Pires) é a megera-mor da saga rural e sempre desejou tirar Caio do seu caminho. "Essa madrasta que vem e luta pelos filhos, na verdade, está lutando por ela mesma. A Irene quer entregar tudo para o Daniel e quer trazer a Petra, que é a personagem da Debora Ozório, para próximo da administração da fazenda. Mesmo ela não tendo condições físicas por conta da questão da dependência em remédios", esclarece Reymond, que completa:

Caio enxerga tudo isso, mas, mesmo assim, faz vista grossa. Ele enxerga o irmão com empatia, com paixão. Se a mãe do Caio estivesse viva, ele gostaria que o irmão, que ele ama tanto, entendesse que mãe é algo que vem em primeiro lugar. No caso do Caio, ele tem essa grande falta do amor materno.

Irmãos vão se distanciar na novela

O intérprete de Caio explica que os únicos afetos que seu mocinho recebe em casa vêm dos personagens de Massaro e Inês Viana, que faz Angelina, a governanta da família que praticamente o viu nascer.

Os dois irmãos vão se distanciar porque Aline desconfiará das boas intenções de Caio após ser salva por ele no primeiro capítulo. Ela se apaixonará justamente pelo irmão dele.

"Eu acho que o grande embate desses dois irmãos realmente vai ser no momento em que o público vai descobrir junto com eles que os dois estão apaixonados pela mesma mulher. Apaixonados e inspirados pela mesma mulher."

Reymond fala isso porque será a força de Aline que fará tanto Caio quanto Daniel enfrentarem as atrocidades de Antônio. O ator diz não saber responder para onde vai caminhar tudo isso, mas promete: "Que vai ter treta, vai".


Inscreva-se no canal do Notícias da TV no YouTube e assista a vídeos com revelações do que vai acontecer em Terra e Paixão e outras novelas.


Resumos Semanais

Terra e Paixão: Resumo dos capítulos da novela da Globo - 1º a 16/12

Sexta, 1º/12 (Capítulo 179)
Aline conta a Caio que se assustou com o tom ameaçador de Agatha. Agatha fica irritada quando o médico pede para Antônio fazer um exame de sangue. Angelina demonstra para Caio sua preocupação com as possíveis ... Continue lendo

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.