Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

Novela das nove

A Força do Querer: Zeca é preso após atirar contra Ritinha e Ruy

Reprodução/TV Globo

Marco Pigossi em cena de A Força do Querer; Zeca perderá caminhão para indenizar vítima - Reprodução/TV Globo

Marco Pigossi em cena de A Força do Querer; Zeca perderá caminhão para indenizar vítima

REDAÇÃO

Publicado em 7/4/2017 - 7h43

Zeca (Marco Pigossi) irá atirar contra Ruy (Fiuk) e Ritinha (Isis Valverde) e acabará preso em A Força do Querer. O caminhoneiro não suportará ver a mulher conversando com o empresário no dia da festa de seu casamento, empunhará uma espingarda e acertará um barqueiro. O homem será hospitalizado, e Zeca precisará vender seu caminhão para pagar os prejuízos da vítima.

Ritinha receberá um chamado de Ruy e sairá no meio da comemoração de seu casório para provocá-lo de vestido de noiva. Os dois se encontrarão no rio e serão flagrados por Zeca, que ficará cego de ciúme e disparará na direção do barco deles.

Após perceber que feriu o barqueiro, Zeca cairá em si, ficará desesperado achando que matou o homem e o acompanhará até o hospital.

"Fui eu, doutor. Fiz sem querer, mas fui eu", assumirá ao médico, que informará sobre a necessidade de uma transfusão de sangue. O caminhoneiro se prontificará a doar e será colocado em uma maca ao lado do barqueiro.

Zeca será levado à delegacia depois do fim da transfusão, e o guarda explicará que ele terá que passar a noite na cadeia.

"Nunca peguei em arma, nunca atirei em nada. Fiquei tão doido que quando vi aquela espingarda ali que...", justificará ao policial. "Agora vai ter de ficar aí até o delegado voltar pra ver o que ele resolve. Ele foi num casamento lá em Castanhal", informará o guarda.

O delegado chegará pela manhã para explicar a Zeca os prejuízos de sua atitude impensada. "[O homem] não morreu mas avariou o ombro, vai ficar é tempo sem poder trabalhar, fazendo tratamento em Belém! Também perdeu a carga de espingarda que estava levando pro fazendeiro em Castanhal, e o fazendeiro já avisou que vai entrar com processo", contará.

"Então vou ficar preso?", questionará o caminhoneiro, aflito. "Vai ter de pagar um dinheiro alto pra cobrir o prejuízo dos dois e se livrar do processo!", responderá o delegado. "Conversei com o fazendeiro, teu caminhão cobre", completará.

Zeca será solto e, arrasado, entregará as chaves do caminhão. "Emocionado, passa a mão pela lataria como quem faz carinho num amigo, se despedindo dele. Segura as lágrimas", diz a descrição da cena no roteiro entregue aos atores. A sequência vai ao ar no dia 17.


Confira cinco reportagens especiais sobre A Força do Querer:

Os 'filhos' da novela: pesquisador de Glória Perez lança livros baseados na trama

De sapato voador a nudez pública: relembre sete barracos marcantes

"Queria que Bibi pagasse pelo que fez", diz Juliana Paes sobre sua personagem

Globo fatura com fim de disfarce de travesti; saiba como

Sucesso como amiga de Bibi, atriz desistiu da carreira no Brasil para viver no México

Últimas de A Força do Querer


Resumos Semanais

Resumo da novela A Força do Querer: Capítulos de 12 a 13 de março

Sexta, 12/3 (Capítulo 149)
Silvana começa a tratar sua compulsão. Zeca é levado por correnteza de rio, e Ruy tenta salvá-lo. Zeca e Ruy reencontram o índio misterioso do passado. Zeca e Ruy vão juntos atrás de Ritinha. Bibi é solta ... Continue lendo


Outras Novelas

Leia também

Enquete

Você gostou dos primeiros capítulos de Verdades Secretas 2?

Web Stories

+
Bolsonaro virou chacota na Globo! Nos Tempos do Imperador coleciona indiretasMitomaníaco, sem noção ou exibido? 5 vezes que Gui Araujo falou demais em A FazendaDe vendedor de pastéis a diretor de cinema: Por onde anda o elenco de Malhação 2008?Como aconteceu acidente com Alec Baldwin que matou fotógrafa no set de novo filmeCinco casais que se formaram no Casamento às Cegas Brasil e você não sabia

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas