Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

ESTREIA DO DIA

Esqueça a família Bracho! A Usurpadora volta com crise política e atentado

REPRODUÇÃO/TELEVISA

Montagem com as atrizes Gaby Spanic e Sandra Echeverria interpretando a personagem Paola em diferentes versões de A Usurpadora

Paola Bracho (Gaby Spanic) e Paola Bernal (Sandra Echeverria) em A Usurpadora; SBT exibe remake da trama

ERICK MATHEUS NERY

erick@noticiasdatv.com

Publicado em 6/10/2021 - 6h38

Sem uma Paola Bracho que deseja "cortar a sua língua e arrancar os seus olhos", A Usurpadora volta ao SBT a partir desta quarta-feira (6). Nesta nova versão, o drama sobre a troca de identidade entre duas irmãs gêmeas esquece os conflitos familiares do folhetim de 1998 e aposta na mistura entre uma crise política no México e um atentado à primeira-dama do país.

Para aproveitar melhor os 25 capítulos da trama, exibida originalmente em 2019 no México, é preciso compreender que as similaridades entre as duas obras se restringem ao título A Usurpadora, ao ponto de partida e à repetição dos nomes de alguns personagens.

Fora isso, é uma história completamente diferente. Ela surgiu no projeto Fábrica de Sueños, uma iniciativa da Televisa que visa produzir remakes das novelas clássicas em poucos episódios, com uma linguagem similar às das séries. Além de A Usurpadora, já foram realizadas adaptações das novelas Rubi (disponível no Globoplay) e Ambição (que está no Prime Video com o título Cuna de Lobos).

Na nova A Usurpadora, o público acompanha a história de Paola Bernal (Sandra Echeverria), primeira-dama do México. A vilã descobre que tem uma irmã gêmea chamada Paulina Doria (Sandra), que vive em Bogotá, na Colômbia. Infeliz no casamento com o presidente Carlos Bernal (Andrés Palacios), Paola arma um plano para viver longe do político e, de quebra, se vingar da irmã, a quem julga como a responsável por tê-la separado da mãe biológica.

Para isso, a primeira-dama sequestra Paulina, obriga a irmã a ocupar o seu posto no governo e, durante as comemorações do Dia da Independência, ordena um atentado com o objetivo de assassinar a gêmea boa diante de todo o país. Porém, a "nova" mulher do presidente sobrevive, o que motiva Paola a seguir com o plano de eliminá-la.

Enquanto isso, a pedido de Carlos, o ex-agente Facundo Nava (Arap Bethke) conduz uma investigação extraoficial para descobrir o verdadeiro culpado pela tentativa de assassinato. Assim, a história interliga a troca de identidade com os conflitos políticos e o enredo policial

Esta versão de A Usurpadora está disponível na íntegra no Prime Video, mas sem dublagem em português --um dos diferenciais da exibição do SBT. Além disso, a novela será exibida no horário nobre, em confronto com a reprise de Império, na Globo, e com a série Quando Chama o Coração, na Record.

A Usurpadora estreia nesta quarta-feira (6), às 22h, após o último capítulo de Chiquititas. A partir de quinta-feira (7), a trama será exibida às 21h15, depois da novela Carinha de Anjo.

Confira a chamada de A Usurpadora:

Prêmio NTV Melhores do ano


Últimas de A Usurpadora


Outras Novelas

Leia também

Enquete

Qual foi o melhor telejornal ou programa jornalístico do ano?

Web Stories

+
Gui Araujo deixa A Fazenda 13 após expor lado prepotente e preconceituoso; relembreDe série na Netflix a aposentadoria: Por onde anda o elenco de O Cravo e a Rosa?Vladimir Brichta contracena com a filha em Quanto Mais Vida, Melhor; veja outros casosConfinado em A Fazenda 13, Dynho não sabe que Mirella pediu divórcio; como fica o caso?Quanto Mais Vida, Melhor enfrentou perrengues mesmo antes de estrear; conheça a trama

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas