DESPEDIDA

Éramos Seis: Nas últimas, Júlio delira antes de receber a visita da morte

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

O ator Antonio Calloni, caracterizado como Júlio em Éramos Seis, coloca a mão na barriga como se sentisse uma forte dor, ele está acamado

Júlio (Antonio Calloni) não sobreviverá a uma transfusão de sangue e morrerá na frente da família

DANIEL FARAD - Publicado em 01/12/2019, às 13h19

Júlio (Antonio Calloni) não resistirá a mais uma internação e morrerá na frente dos filhos no capítulo de segunda (2) de Éramos Seis. O vendedor receberá uma transfusão de sangue de Alfredo (Nicolas Prattes), mas o procedimento não será o suficiente para salvá-lo. Nas últimas, ele sonhará que abriu a própria loja de tecidos antes de partir definitivamente.

Arrependido de todas as suas brigas com o pai, o encrenqueiro será o único capaz de doar sangue para o comerciante. "É preciso que vocês se mexam o mínimo possível. Podemos dar início à transfusão?", perguntará o médico, enquanto o irmão de Carlos (Danilo Mesquita) assentirá com a cabeça.

O patriarca reunirá as poucas forças que lhe restam e se esforçará para demonstrar todo o seu afeto ao garoto. "Alfredo, muito obrigado, meu filho", agradecerá o negociante, adormecendo logo em seguida.

Lola (Gloria Pires) também reconhecerá o gesto do herdeiro e o abraçará após a doação. "Estou mais forte. Senti a maior alegria que já tive nessa vida, a de poder salvar o nosso pai", revelará o rebelde aos seus irmãos.

Visita da morte

Apesar de todos os esforços de Alfredo, o patriarca não sobreviverá. À beira da morte, Júlio abrirá os olhos e se emocionará ao perceber que a mulher e seus quatros filhos estão à sua volta. Ele, então, começará a delirar. "Minha loja, Lola! Finalmente eu consegui", dirá o mercador durante um sonho.

O pai de Isabel (Giullia Buscacio) se verá no estabelecimento que pretendia abrir em sociedade com Assad (Werner Schünemann). Ele girará de braços abertos, feliz, pelo salão. "Ah, Júlio, você sempre me disse para acreditar", afirmará a dona de casa em meio ao devaneio.

Ele pegará a sobrinha de Emília (Susana Vieira) pela cintura e dançará uma valsa entre os rolos de tecido. "Porque se você não sonhasse junto comigo, eu não teria chegado aqui", retribuirá ele, dentro de sua cabeça.

Aos poucos, Júlio conseguirá recobrar os sentidos e olhará pela última vez para a família. O sorriso em seu rosto irá se desfazer e a mão que descansava sobre seu peito escorregará para o lado do corpo, já inerte. Prevendo o pior, Lola pedirá a ajuda a Carlos, que medirá o pulso do pai. "Mãe, ele se foi", anunciará o estudante, às lágrimas, na novela das seis.


Além de acompanhar o resumo de Éramos Seis aqui no site, inscreva-se no canal do Notícias da TV no YouTube e assista a vídeos com revelações do que vai acontecer em outras novelas.

Últimas de Éramos Seis

Resumos semanais

Resumo da novela Éramos Seis: Capítulos de 13 a 21/12

Sexta, 13/12 (Capítulo 64)
A família de Lola fica penalizada com a possibilidade de demitir Durvalina. Virgulino percebe a afeição de Afonso por Lola. Emília garante a Higino que descobrirá com quem Adelaide se encontra. Lili anuncia que fará ... Continue lendo

Outras novelas

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

O que falta para Amor de Mãe conquistar mais audiência?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook