Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

POPOL VUH

E se a América tivesse invadido a Europa? Gênesis teria dilúvio e homem de milho

REPRODUÇÃO/RECORD

O ator Carlo Porto está nu em um cenário virtual do jardim do éden, com vários animas como um leão, um tucano, um cavalo branco ao seu redor em cena de Gênesis

Adão (Carlo Porto) na primeira fase de Gênesis; para os maias, homem primordial veio do milho

DANIEL FARAD

vilela@noticiasdatv.com

Publicado em 26/5/2021 - 6h50

A Bíblia é um dos livros mais vendidos no planeta, mas Gênesis está longe de ser um dos únicos textos sobre a criação do mundo que chegou até os dias atuais. O mito judaico-cristão não seria tão difundido se os europeus não tivessem se jogado no Atlântico sem medo de cair da borda da terra-plana --em um esforço descomunal por tempero que custou caro demais para os povos ameríndios.

Os maias praticamente já não habitavam o "novo" continente quando os espanhóis invadiram o Caribe no final do século 15, mas até hoje deixam os pesquisadores boquiabertos com seus avanços na astronomia e na matemática. Alguns falam até em esforços alienígenas, por não conceberem que existe inteligência para além do homem branco.

A História, entretanto, poderia ser bem diferente se os nativos centro-americanos tivessem olhado para o oceano em vez de para o céu, com seus calendários tão precisos quanto catastróficos. Ou não, já que o colonialismo e o imperialismo são uma invenção tão genuinamente europeia quanto a folha de flandres.

Nesta realidade, o Popol Vuh [livro da comunidade, em quiché] provavelmente seria o atual best-seller, e as produções da Record seriam um pouco diferentes daquelas a que o público está acostumado. Em vez das andanças dos hebreus pelo deserto, as coisas seriam um pouco mais agitadas, com um ou outro sacrifício humano de praxe na religião maia.

Abraão (Zécarlos Machado), por exemplo, provavelmente teria que realmente matar Isaque (Dani Gutto) em um altar. As coincidências entre os "roteiros", contudo, chamam mais atenção do que as diferenças, mesmo com os quase 13 mil quilômetros que separam a América Central do Oriente Médio.

A arca de Noé durante o dilúvio em Gênesis

Pegue a pipoca

Os textos maias também acreditam que os deuses criaram o firmamento a partir do vazio, com os animais precedendo os homens. Os primeiros exemplares da nossa espécie, aliás, igualmente foram feitos de barro, mas não deram muito certo --em uma assombrosa semelhança com a realidade. Eles desmanchavam muito facilmente e logo foram destruídos.

Em seguida, as divindades locais criaram os hominídeos feitos de madeira, que ainda se mostraram incapazes de louvá-los e obedecer suas ordens. Eles foram eliminados com chuvas torrenciais que lavaram toda a superfície da terra, exatamente como na história de Noé (Oscar Magrini).

A passagem do dilúvio, inclusive, é encontrada em diversas culturas e vai desde os livros sagrados dos hindus aos mitos gregos. O relato cristão está longe de ser o original ou o mais antigo, uma honraria que fica para um poema sumério conhecido como Epopéia de Gilgamesh --e que serviu de influência para a Torá judaica e, consequentemente, para a Bíblia. 

Os poucos homens de madeira sobreviventes se tornaram macacos, e os deuses resolveram criar seres à sua semelhança feitos de milho na terceira tentativa. Uma vida muito mais fácil para Adão (Carlo Porto), que poderia comer quantos frutos proibidos quisesse, desde que ficasse bem longe da fogueira para não virar pipoca.

Ele, inclusive, poderia fazer amizade com a serpente numa boa. O réptil mais famoso do Popol Vuh não é aliado de algum senhor do submundo como Lúcifer (Igor Rickli), mas um herói que representa justamente o sol e a justiça --Kukulcán ou Quetzalcóatl, para os astecas, a serpente emplumada.


Saiba tudo sobre os próximos capítulos das novelas com o podcast Noveleiros

Ouça "#59 - Tudo sobre os capítulos inéditos de Salve-se Quem Puder!" no Spreaker.


Inscreva-se no canal do Notícias da TV no YouTube e assista a vídeos com revelações do que vai acontecer em Gênesis e outras novelas.


Últimas de Gênesis


Resumos Semanais

Resumo da novela Gênesis: Capítulo de 22 de novembro

Segunda, 22/11 (Capítulo 220) 
Lúcifer é impedido de invadir festa de Israel. Herit anuncia gravidez a Shereder. Judá se redime por ter vendido José. Asenate chora de felicidade ao lado do governador-geral do Egito. Deus surge em discurso final. Abumani surpreende ... Continue lendo

Leia também

Enquete

Qual o personagem mais chato de Pantanal?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.