Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

FOFOCAS

De família real a presidente: Personagens históricos são devassados em novelas

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Montagem com fotos dos atores Caio Castro como dom Pedro 1º em Novo Mundo e José Wilker como Juscelino Kubitschek em JK

Caio Castro como dom Pedro 1º em Novo Mundo e José Wilker como Juscelino Kubitschek em JK

FERNANDA LOPES

fernanda@noticiasdatv.com

Publicado em 16/8/2021 - 6h15

Nos Tempos do Imperador, novela das seis inédita que estreou nesta segunda (9) na Globo, retrata parte da vida de dom Pedro 2º, com seus desafios políticos e suas intimidades da vida amorosa revelados. Antes dele, outros personagens reais da história do Brasil já tiveram suas trajetórias exploradas e devassadas em novelas e minisséries de TV. 

A família real portuguesa foi tema de Novo Mundo (2017), cuja trama antecedeu os acontecimentos de Nos Tempos do Imperador. Dom Pedro 1º foi interpretado como um mulherengo por Caio Castro, mas não tão devasso quanto a versão feita por Marcos Pasquim em O Quinto dos Infernos (2001). 

A minissérie JK (2005) também retratou uma figura política, mas mais recente, com suas crises institucionais e conjugais: o presidente Juscelino Kubitschek (1902-1976).

Relembre cinco produções de ficção que tiveram personagens famosos da história do Brasil em seus capítulos:

divulgação/tv globo

Dom Pedro e Leopoldina em Novo Mundo

Família real portuguesa

A vinda da família real portuguesa para o Brasil rendeu muitas histórias e fofocas, retratadas em novelas e minisséries. Novo Mundo mostrou uma versão romantizada do triângulo amoroso entre dom Pedro 1º (Castro), Leopoldina (Leticia Colin) e a marquesa de Santos (Agatha Moreira), na qual o público ficou ao lado da monarca.

Já em O Quinto dos Infernos, a família real foi exibida de forma mais debochada. A minissérie mostrou a gulodice de dom João 6º (André Mattos) e as muitas escapadas do casamento de dom Pedro (Pasquim). 

reprodução/manchete

Taís Araujo fez o papel de Xica da Silva

Xica da Silva 

Ainda no Brasil Colônia, uma figura explorada na TV foi a de Xica da Silva (1732-1796). A novela de Walcyr Carrasco, exibida entre 1996 e 1997 e protagonizada por Taís Araujo na Manchete, se utilizou de doses de ficção e erotismo para contar a até então pouco conhecida história da escrava que chocou a sociedade ao se envolver com um homem branco e passar a ostentar as benesses dessa união. A atração retratou parte do cotidiano de uma cidade de Minas Gerais no século 18. 

Reprodução/tv globo

Anita e Giuseppe Garibaldi na minissérie

Giuseppe e Anita Garibaldi

A minissérie A Casa das Sete Mulheres (2003) contou uma história romantizada da Revolução Farroupilha (1835-1845) no Rio Grande do Sul. Vários personagens que de fato existiram apareceram na história parte ficcional, parte baseada em fatos reais, como o militar Bento Gonçalves (1788-1847, papel de Werner Schünemann), o guerrilheiro Giuseppe Garibaldi (1807-1882, interpretado por Thiago Lacerda) e Anita (1821-1849, vivida por Giovanna Antonelli), a mulher catarinense que se encantou por ele e passou a lutar ao lado do galã nas batalhas. O romance entre Giuseppe e Anita contou com várias cenas quentes na minissérie. 

divulgação/tv globo

José Wilker viveu o presidente em JK

Juscelino Kubitschek

A vida do presidente Juscelino Kubitschek foi representada na minissérie JK. Os 47 capítulos trataram do nascimento até a morte do político. O foco principal foi a vida parlamentar dele e o planejamento e a construção de Brasília, mas a atração também retratou a vida familiar de JK e uma relação extraconjugal que ele manteve. 

divulgação/tv globo

Artistas foram retratados em Um Só Coração

Tarsila do Amaral e modernistas

A minissérie Um Só Coração foi ao ar em 2004 como homenagem aos 450 anos da cidade de São Paulo. Vários personagens famosos que viveram na metrópole foram retratados, como o escritor Mário de Andrade (1893-1945, interpretado por Pascoal da Conceição) e a pintora Tarsila do Amaral (1886-1973, vivida por Eliane Giardini).

A artista teve um relacionamento intenso com o poeta Oswald de Andrade (1890-1954, papel de José Rubens Chachá). O romance chegou ao fim quando ele a trocou por Patrícia Galvão (1910-1962), a Pagu (interpretada por Miriam Freeland), e a tristeza de Tarsila pelo término fez parte de capítulos da atração. 


Você pode ouvir mais sobre todas as novelas no ar pelo link abaixo, no 70º episódio do podcast Noveleiros, do Notícias da TV. Também disponível no Spotify, no Deezer, na Apple Podcasts e no Google Podcasts.

Ouça "#70 - Ressuscita! Cora reza e traz José Alfredo de volta em Império" no Spreaker.


Leia também

Enquete

Você gostou do primeiro mês de Um Lugar ao Sol?

Web Stories

+
Teste de fidelidade? A Fazenda 13 coloca relacionamento de peões em xequeTraída, enganada e desprezada: 7 vezes em que Bárbara quebrou a cara em Um Lugar ao SolMansão nova, presença VIP e publis: Saiba tudo sobre a carreira de Deolane BezerraÚltima temporada de La Casa de Papel: Após o fim, série já tem spin-off confirmadoFicção virou realidade: Casa de Esqueceram de Mim é aberta ao público; veja fotos

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas