TAL PAI, TAL FILHO

Tramas históricas expõem puladas de cerca e podres dos imperadores do Brasil

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Montagem com Caio Castro à esquerda como dom Pedro 1º em Novo Mundo e Selton Mello à direita como dom Pedro 2º em Nos Tempos do Imperador

Dom Pedro 1º (Caio Castro) em cena de Novo Mundo e dom Pedro 2º em sequência de Nos Tempos do Imperador

DANIEL FARAD - Publicado em 22/03/2020, às 06h10

Mesmo os tabloides ingleses achariam um tédio a vida da rainha Elizabeth 2ª diante das agitadas noites tropicais do Brasil Império (1822-1889). As tramas históricas de Novo Mundo e Nos Tempos do Imperador trazem à tona bafões como casamentos de aparência, puladas de cerca e filhos bastardos dos monarcas tupiniquins.

As estripulias de dom Pedro 1º (Caio Castro), aliás, são muito mais polêmicas do que seu filho e sucessor dom Pedro 2º (Selton Mello) nas produções assinadas por Alessandro Marson e Thereza Falcão. A fama de mulherengo do primeiro príncipe-regente do país precede até mesmo os dois folhetins e já foi abordada de forma cômica na minissérie O Quinto dos Infernos (2002).

A partir do próximo dia 30, a reprise que substituirá Éramos Seis relembrará o público de que o enlace entre Pedro e Leopoldina (Letícia Colin) foi fruto de uma aliança política entre as monarquias de Portugal e Áustria.

Amada pelo povo, mas nem tanto pelo companheiro, a princesa austríaca não se conformava com o romance escandaloso do nobre com a marquesa de Santos, Domitila de Castro e Canto Melo (Agatha Moreira). A intérprete da amante, aliás, despertou o ódio do público que comprou as dores da futura imperatriz.

Na reta final, a produção chegou a mostrar que Pedro engravidou ao mesmo tempo não só a mulher, como a concubina e a própria irmã de Domitila. Maria Benedita (Larissa Bracher), a marquesa de Sorocaba, também passou pelos lençóis reais. 

REPRODUÇÃO/TV GLOBo

Agatha Moreira interpretou Domitila, a marquesa de Santos, em Novo Mundo: amante imperial


Legítimo herdeiro

A história de Nos Tempos do Imperador seguirá algum tempo depois do desfecho de Novo Mundo, que também foi alterado para atenuar acontecimentos reais. Dom Pedro 1º e Leopoldina, por exemplo, se acertaram na ficção. Registros históricos, no entanto, apontam que o regente tratava a mulher com violência. A questão é tema de debate até hoje entre historiadores. 

Em seus primeiros teasers, a novela adiada já deixou claro que a união entre entre dom Pedro 2º e a imperatriz Teresa Cristina (Letícia Sabatella) foi igualmente baseada no xadrez político da época. O folhetim começará justamente 34 anos depois dos eventos da Independência do Brasil (1822), quando o monarca conhecerá o grande amor de sua vida.

Ele viverá um dilema pois, ao contrário do pai, se esforçará para manter o respeito e deferência à personagem de Letícia Sabatella. Entretanto, a paixão do imperador por Luísa (Mariana Ximenes), a condessa de Barral, deverá falar mais alto na trama.

Últimas de Novo Mundo

Resumos semanais

Resumo da novela Novo Mundo: Capítulos de 26/5 a 6/6

Terça, 26/5 (Capítulo 50)
Joaquim se surpreende com a revelação de Thomas. Piatã e Olinto imploram que Ubirajara devolva as pesquisas de Ferdinando. Joaquim invade a casa de Anna. Fred folheia o diário do pai de Anna. Dom Pedro ... Continue lendo

Outras novelas

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Qual novela a Globo deve passar após Fina Estampa?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook