Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
X
Instagram
Youtube
TikTok

BRIGA FRATERNAL

Bento prevê que João vai matar o pai em Renascer: 'Não bastasse mainha'

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Em cena de Renascer, Marcello Melo Jr está falando com alguém, com a expressão séria

Bento (Marcello Melo Jr) em Renascer: advogado vai acusar irmão de matar pai de desgosto

CARLA BITTENCOURT, colunista

carla@noticiasdatv.com

Publicado em 3/7/2024 - 21h00

Bento (Marcello Melo Jr) e João Pedro (Juan Paiva) terão uma briga séria nos próximos capítulos de Renascer. O bacharel em Direito jogará na cara do irmão que ele é culpado pela morte de Santinha (Duda Santos). Para piorar, ainda afirmará que o caçula vai acabar matando o pai de desgosto. A discussão acontecerá porque José Inocêncio (Marcos Palmeira) vai se aborrecer com a decisão do enjeitado de ensinar ao povo da lona os segredos da produção do cacau.

Em cena prevista para ir ao ar na segunda-feira (8) na novela das nove da Globo, Bento tomará as dores do fazendeiro e reclamará com o irmão por ele ter abraçado a causa dos roceiros acampados. José Inocêncio não gostará de saber que o filho está ensinando tudo o que sabe ao povo da lona.

"Se quiser contratar essa gente por empreitada pra ajudar na colheita, é um direito seu... Mas não precisa ensinar os pulo do gato que painho lhe ensinô...", dirá Bento. João Pedro argumentará que ele tem o direito de escolher como fazer a sua parte no combinado, e o irmão ameaçará desfazer o compromisso de compra e venda.

"Então você desfaça... Aproveite e cuide das terras você também... Ou venda para alguém que cuide delas pra você, porque eu mêmo num vô pará!", falará o personagem de Juan Paiva. Bento baixará o tom: "Pô, João... A gente só tem que ir lá, colher, processar esse cacau, entregar, e correr pro abraço".

O bacharel continuará: "Fazer uma revolução no campo não tá no pacote! Nós não vamos conseguir, em 15 dias, fazer a reforma agrária que esse país até hoje nunca chegou perto de tirar do papel".

Só que João Pedro não recuará: "Mas têmo a chance de fazê a diferença na vida dessa gente, num têmo? Por isso num vâmo se negá a usá esse contrato
que conseguîmo pra fazer algo de bom pra quem tá do mesmo lado que nóis nessa luta?".

Bento falará que aquelas pessoas não estão do mesmo lado que eles. "Ou você não se deu conta do tanto de terras que concentra em suas mãos?",  perguntará. "Num é atrás de minhas terra que eles tão", responderá o caçula. "Hoje pode ser que não seja... Mas e amanhã? Por que você acha que painho é contra essa palhaçada toda?", insistirá o mais velho.

João apontará que Inocêncio só pensa nos interesses dele: "E, pelo que tô vêno, você puxô ele só nisso!". Bento, então, será cruel com o irmão: "Não bastasse ter matado mainha, você ainda quer matar painho de desgosto?". O caçula dos Inocêncio pegará o irmão pelo colarinho, com força: "Repete isso... Anda! Repete! Que eu te parto a cara aqui mêmo...".

"Você não vê que os outros que vão pagar por essa tua crise de consciência?", insistirá o mulherengo. "Num é crise nenhuma, não, é só consciência... Mas, pelo jeito, nem teus estudo nem a vida suberam te eninsá o que é que isso significa!", falará o caçula, que e deixará Bento praguejando contra ele.

Leia também -> Resumo dos próximos capítulos da novela Renascer.

Renascer foi escrita e criada pelo autor Benedito Ruy Barbosa. A primeira versão foi ao ar na Globo em 1993. Bruno Luperi é neto do novelista e responsável pela adaptação da saga rural que estreou no horário nobre em janeiro. O remake ficará no ar até setembro.


Inscreva-se no canal do Notícias da TV no YouTube e assista a vídeos com revelações do que vai acontecer em Renascer e outras novelas:


Resumos Semanais

Resumo de Renascer: Capítulos da semana da novela da Globo - 15 a 27/7

Segunda, 15/7 (Capítulo 151)
Egídio conta a Mariana o que aconteceu entre ele e João Pedro sentindo-se vitorioso. João Pedro chega ao hospital. A médica diz que batimentos estão fracos e que será preciso fazer uma cesariana de emergência. Sandra ... Continue lendo

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.