Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

LUCIO MAURO FILHO

Ator de Malhação lamenta que governo demonize artistas como 'mamadores'

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

O ator Lucio Mauro Filho caracterizado como Roney em cena de Malhação: Viva a Diferença

Lucio Mauro Filho em sequência de Malhação: Viva a Diferença como o músico Roney

DANIEL FARAD, do Rio de Janeiro

Publicado em 14/5/2020 - 5h18

Lucio Mauro Filho lamenta que o atual governo tenha demonizado a classe artística como "mamadores" de recursos públicos. Em sua opinião, os profissionais da área foram desumanizados em um joguete político que levou parte do público a desacreditar na importância de diversas políticas públicas para a Cultura --a exemplo da Lei Rouanet.

"Muita gente caiu nessa esparrela e pensa que todo artista é como a gente, que conseguiu fazer uma carreira numa emissora bacana, tem um contrato fixo. Nós somos pontos fora da curva. Uns 90% da categoria são de trabalhadores sem estabilidade nenhuma, que batalham em um mercado pequeno", avalia o intérprete em entrevista ao Notícias da TV.

O ator se considera privilegiado em uma profissão na qual a maioria dos seus colegas é como Roney, seu personagem em Malhação: Viva a Diferença, e tem de ralar para pagar as contas apesar de êxito no passado.

No folhetim de Cao Hamburger, o pai de Keyla (Gabriela Medvedovski) se tornou sensação com um hit nos anos 1980 e chegou a se apresentar nos programas de Abelardo Barbosa, o Chacrinha (1917-1988).

"Achei legal fazer um personagem que experimentou a glória e agora toca uma lanchonete, cuida de uma filha que ficou grávida ainda adolescente. A maioria dos artistas vê esse sucesso único e depois precisa conviver com uma vida modesta, de aperto e vulnerabilidade", considera o carioca.

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Keyla (Gabriela Medvedovski) deu trabalho para o pai Roney (Lúcio Mauro Filho) em Malhação


Glória fugaz

Lucio fez questão de conscientizar o elenco juvenil de Viva a Diferença sobre a realidade do ofício e evitar que os meninos se deslumbrassem com a boa repercussão da temporada que está sendo reprisada atualmente.

"Quando a novela estourou, falei que o sucesso é como um bonde. Ele vem uma vez e a gente não sabe se vai passar de novo. Pode ser que no próximo trabalho eles não tenham o mesmo reconhecimento", diz.

Ele lembra com carinho dos bastidores da produção que marcou seu retorno às novelas depois de mais de uma década em A Grande Família (2001-2014). "Ainda dou muitos conselhos, porque todos viraram meus amigos. Nunca vi artistas tão compromissados como nessa geração, que luta muito pelo o que acredita. Dá um orgulho paterno", derrete-se.

O ator diz que também foi transformado pela experiência. "Eles me ensinaram um monte de coisas, como a lidar com meus preconceitos. Fui educado nos anos 1970, trago em mim um monte de vícios de comportamento contra os quais eu luto. Com eles, isso se tornou mais fácil. Foi uma via de mão dupla", afirma o pai de Bento, Luiza e Liz, frutos do casamento com Cíntia Oliveira.

Últimas de Malhação


Resumos Semanais

Resumo da novela Malhação: Capítulos de 25 de outubro a 5 de novembro

Segunda, 25/10 (Capítulo 195)
Lobão impede Gael e Karina de conversarem. Edgard sente ciúmes de Lucrécia. Cobra vence a luta e Jade fica eufórica. O carrinho de Joaquim começa a andar sozinho na direção da piscina, sem que Mari perceba. ... Continue lendo


Outras Novelas

Leia também

Enquete

Você gostou dos primeiros capítulos de Verdades Secretas 2?

Web Stories

+
Como aconteceu acidente com Alec Baldwin que matou fotógrafa no set de novo filmeCinco casais que se formaram no Casamento às Cegas Brasil e você não sabiaElenco de Verdades Secretas 2: Conheça os novos personagens da novelaOutubro Rosa: Conheça cinco famosas que venceram o câncer de mamaAlém de José de Abreu: Sete atores brasileiros que se aventuraram na política

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas