Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
X
Instagram
Youtube
TikTok

ESPÍRITO VINGATIVO

Alexandre é você? Renascer ganha reforço sobrenatural e imita novela A Viagem

FOTOS: REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Theresa Fonseca, de costas e cortada na imagem, contracena com Antonio Calloni no remake de Renascer

Belarmino (Antonio Calloni) em cena que foi ao ar quinta-feira (11) na novela Renascer, da Globo

MÁRCIA PEREIRA, colunista

marcia@noticiadastv.com

Publicado em 12/4/2024 - 12h00

A volta de Belarmino (Antonio Calloni) como um espírito vingativo insere no remake de Renascer a temática da novela A Viagem (1994). O avô de Mariana (Theresa Fonseca) usará até Eliana (Sophie Charlotte) para que a neta não desista de tirar de José Inocêncio (Marcos Palmeira) as terras que eram dele no passado. No espiritismo, uma alma perturbada como a do coronel morto é considerada um obsessor desencarnado.

A teledramaturgia volta e meia ressuscita algum personagem morto em uma novela, mas o mais famoso deles é Alexandre (Guilherme Fontes) da trama escrita por Ivani Ribeiro (1922-1995). Aliás, a Viagem completa 30 anos em 2024 e ganhou uma reapresentação no canal Viva. A estreia será no próximo dia 22, na faixa das 12h15.

Alexandre era o vilão da memorável saga espírita. No começo da história, ele mata um homem durante um assalto. Para se esconder da polícia, pede ajuda ao irmão, Raul (Miguel Falabella), e ao cunhado, Téo (Maurício Mattar). Só que a dupla decide entregá-lo à polícia.

Para tentar tirar o irmão da cadeia, Diná (Christiane Torloni) procura o famoso criminalista Otávio Jordão (Antonio Fagundes), que se recusa a defender o rapaz. Condenado, Alexandre comete suicídio. Aí é que o bicho pega, já no próprio velório, Alexandre não se conforma com a "traição" da família e decide se vingar.

mattar e fontes

Maurício Mattar e Guilherme Fontes em A Viagem

Já no remake de Renascer, Belarmino contratou matadores para acabar com a vida de José Inocêncio, quando o coronel ainda era jovem e interpretado por Humberto Carrão. Depois, ele atirou no inimigo e teve a cara de pau de ir "beber o morto" em seu falso velório, mas acabou desmascarado e assassinado.

Até agora a revelação de quem o matou é um mistério no remake da Globo. Na versão original de Renascer, a verdade só veio à tona depois da metade da novela, no capítulo 134 --em 1993, a trama contou ao todo com 216 episódios.

Volta incrementada

Na época, o José Inocêncio interpretado por Antonio Fagundes matou o personagem que tinha sido vivido por José Wilker (1944-2014). Tudo indica que isso não deve mudar na novela atual, mas ganhará novos contornos.

O autor Bruno Luperi tem feito alterações para dramatizar e valorizar algumas histórias, como no caso da volta de Belarmino. Não estava previsto o espírito "encostar" na neta que ele nem conheceu.

Em 1993, Mariana (Adriana Esteves) só sentia a presença dos avós na fazenda em que eles viveram quando ela nem era nascida, e os parentes apareciam em cenas de flashback com Belarmino invejando José Inocêncio no capítulo 52.

Nos próximos capítulos, Belarmino continuará a influenciar a neta. Inácia (Edvana Carvalho) perceberá isso, mas não se preocupará porque sabe que a casa de Inocêncio é protegida por Nossa Senhora. Realmente, o espírito vingativo não conseguirá entrar no lar do inimigo graças à santa que sua neta tanto quis tirar dali.

Renascer foi escrita e criada pelo autor Benedito Ruy Barbosa. A primeira versão foi ao ar na Globo em 1993. Bruno Luperi é neto do novelista e responsável pela adaptação da saga rural que estreou no horário nobre em janeiro. O remake ficará no ar até setembro.


Inscreva-se no canal do Notícias da TV no YouTube e assista a vídeos com revelações do que vai acontecer em Renascer e outras novelas:


Resumos Semanais

Renascer: Resumo dos capítulos da novela da Globo - 28/5 a 8/6

Terça, 28/5 (Capítulo 110)
José Inocêncio pede a Augusto e Buba que permaneçam na fazenda. Egídio manda Marçal ficar de olho no Pastor Lívio. José Inocêncio tenta convencer João Pedro a não se casar, e os dois discutem. João Pedro ... Continue lendo

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.