Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

PERRENGUE RAIZ

Vilã do No Limite 1, Andréa Baptista critica regalias de ex-BBBs: 'Podia mudar de nome'

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Andréa Baptista, por volta dos 50 anos, ela está de perfil e olha para a câmera

A advogada Andréa Baptista; com gênio forte, ela marcou a primeira edição do No Limite em 2001

DANIEL FARAD, do Rio de Janeiro

vilela@noticiasdatv.com

Publicado em 14/7/2021 - 15h21

Andréa Baptista não teve dúvidas de que fez jus ao nome do No Limite e realmente chegou ao extremo físico e psicológico na primeira edição do reality em 2000. Aos 50 anos, ela se orgulha de ter dado o sangue nas provas e, por isso mesmo, acha que a atração perdeu um pouco da graça pela colher de chá aos ex-BBBs.

"O público gostaria de ver uma coisa mais competitiva, a luta pela sobrevivência. Essa dinâmica com cama, comida [à vontade], churrasco e música não cabe dentro do No Limite. Trocou tudo, é outro formato. Então podia mudar de nome também", avalia a advogada em entrevista ao Notícias da TV.

Andréa brinca que conheceu uma versão mais "raiz" do programa, sem as mordomias que afugentaram parte do público em 2021. "Era um teste psicológico surreal, principalmente para mim que era a pessoa mais temperamental do grupo. Quanto mais raiva eu sentia, mais tinha vontade de lutar", avalia.

A participante confessa que um dos momentos mais tensos foi a prova da comida, em que devorou nada menos que sete olhos de cabra para botar moral e provar que era uma das favoritas ao prêmio:

Eu lembro de olhar para equipe, principalmente para o Boninho [diretor do reality], e sentir que eles queriam que eu desistisse ali, aceitasse que eu não era a 'fortona'. Tinha uma pressão em cima de mim. Só que eu não ia desistir de jeito nenhum. E eu fui chorando, mas comi.

REPRODUÇÃO/MEMÓRIA GLOBO

Pipa, Elaine, Juliana e Andréa no No Limite 1

Gênio forte

Andréa admite que realmente era uma pessoa de difícil convivência, mas não se arrepende de ter mergulhado de cabeça na competição. "Talvez por isso as pessoas lembrem tanto de mim. Eu mostrei o meu lado mais sombrio. Não tenho dúvida que hoje eu seria cancelada por todo mundo", aposta ela, aos risos.

A advogada, contudo, não se vê como a vilã do jogo por conta dos embates com a campeã Elaine de Melo, que era considerada a "azarona" por não estar em plena forma física:

Eu via nela a minha grande competidora, mas o público a tinha como coitadinha. Nunca tive esse olhar, mas as pessoas a discriminaram e jogaram aquilo tudo em cima de mim. Eu sempre a considerei uma das mais fortes, até porque a gente tem uma história de vida parecida. E éramos as únicas que tínhamos filhos. A mulher, quando se torna mãe, vira uma leoa.

Ela, aliás, está acompanhando a atual edição e faz questão de comentar cada episódio nas redes sociais. "Eu estou torcendo para a Paula, porque ela é a mais competidora. Ela é objetiva, aguerrida. E gosto bastante do Viegas, ele é transparente. Eu acho que esses dois na final ia ser bem bacana", arremata a paulistana.

Veja como Andréa Baptista, do No Limite 1, está hoje:


Últimas de No Limite 5

Leia também

Web Stories

+
42 anos depois: Por onde anda o elenco da novela Pai Herói?A Fazenda 13: Sem barracos, Liziane frustra público e é eliminada; veja trajetóriaComo Lázaro Ramos e Taís Araujo: 7 casais formados nos bastidores da GloboSex Education vai ter 4ª temporada? Veja cinco curiosidades sobre a sérieA Fazenda 13: Surto na baia e barraco com ofensas marcam primeira semana do reality

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Além de Pantanal, qual novela antiga merecia um remake?