Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

QUEDA LIVRE

Em dois anos, TV paga perde 2,6 milhões de assinantes e regride a 2012

Divulgação

Mão segura controle remoto diante de uma smart TV ligada na Netflix

Chegada de serviços de streaming fez assinantes cortarem a TV paga nos últimos anos

LUCIANO GUARALDO

luciano@noticiasdatv.com

Publicado em 9/2/2021 - 6h45

Entre janeiro de 2019 e dezembro de 2020, a TV paga no Brasil perdeu mais de 2,6 milhões de assinantes. O setor, que vive uma das piores crises de sua história no país, registrou o seu índice mais baixo de clientes desde julho de 2012 --na época, ainda estava em movimento de franca ascensão.

Segundo dados da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), a TV por assinatura no Brasil fechou 2020 com 14.856.453 contratos ativos. Em comparação com os números de dois anos antes, a queda foi de 2.658.023 clientes. Isso equivale a 151 assinantes a menos por hora, ou 2,5 a cada minuto.

Para efeito de comparação, a quantidade de pessoas que decidiram abrir mão da TV paga nesses dois últimos anos é similar a todos os atuais contratos das regiões Nordeste (2.014.101) e Norte (665.445) somados.

A "boa notícia" (ou luz no fim do túnel) para as operadoras é que, em ano de pandemia, a queda desacelerou: 827.909 assinantes romperam seus acordos em 2020, menos da metade dos 1.830.114 clientes que haviam cancelado sua TV paga em 2019.

Segundo a Anatel, 2020 também registrou um feito raro: em julho do ano passado, houve um aumento (discreto, é verdade) no número de assinantes em relação ao mês anterior (de 15.078.395 para 15.194.332). Um acréscimo nesse índice não era visto desde junho de 2018, e tem se tornado menos frequente desde setembro de 2016 --naquele mês, a TV paga havia ultrapassado 19 milhões, o seu ápice no Brasil.

TV por assinatura no streaming

Para tentar reverter esse momento negativo, operadoras de TV paga estão se rendendo a um novo mercado. A Claro, que tem o maior número de assinantes do país, lançou o Claro Box TV, aparelho que permite ao usuário acessar o Clarovideo por streaming, tendo a opção de assistir a canais abertos, além da possibilidade de contratar outros conteúdos de TV ou aplicativos, como a Netflix.

A TV por assinatura online no Brasil também já conta com opções como a Guigo TV, com planos básicos a partir de R$ 7,90, e também com a DirecTV Go, lançada em dezembro, com pacotes que partem de R$ 59,90, sem fidelidade nem a necessidade de um contrato físico e impresso ou serviço de instalação técnica, precisando apenas de conexão web.


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você quer ver no retorno de Amor de Mãe?