CONTRA A CORRENTE

Em 25 anos, apenas a Record cresceu em audiência na TV aberta

Edu Moraes/Record

Renato Lombardi, Fabíola Reipert e Reinaldo Gottino com a cobra Judite no sucesso Hora da Venenosa - Edu Moraes/Record

Renato Lombardi, Fabíola Reipert e Reinaldo Gottino com a cobra Judite no sucesso Hora da Venenosa

REDAÇÃO - Publicado em 30/08/2018, às 06h38

Revitalizada após ser comprada por Edir Macedo em 1989 e alvo de investimentos pesados da Igreja Universal a partir de 1993, a Record superou a crise financeira que quase a levou à falência e nadou contra a corrente do mercado: nos últimos 25 anos, ela foi a única emissora de TV aberta a crescer em audiência. Só na Grande São Paulo, o alcance de domicílios por minuto saltou de 59.685 para 491.176, um índice sete vezes maior. A emissora completa 65 anos no próximo dia 27.

No início da década de 1990, a Record estava empatada em quinto lugar com a Manchete na média-dia (das 7h à meia-noite), com 1,5 ponto. Em 2018, até 21 de agosto, a média era de 6,9 pontos, com a terceira posição no ranking das emissoras, apenas dois décimos atrás do vice-colocado, o SBT.

Enquanto isso, Globo, SBT, Band, Manchete/RedeTV! e Cultura caíram. A líder foi a mais afetada: em 1993, tinha média-dia de 23,5 pontos; agora, são 16,8 pontos, uma queda de 28% em 25 anos. O SBT perdeu 0,9 ponto, enquanto a Band caiu 0,7.

Para a Record crescer, foi necessário abrir os cofres: em 1995, a emissora transferiu sua sede para a Barra Funda, onde está até hoje. Depois, investiu na contratação de nomes fortes e apresentadores com apelo popular, como Ratinho (um fenômeno na CNT/Gazeta) e Raul Gil. Em 1998, a média-dia da Record já estava em 4,6 pontos.

Na sequência, vieram Eliana (que consolidou o público infantil construído no SBT na nova casa, no embalo do sucesso da animação japonesa Pokémon) e Milton Neves, que fez tanto sucesso no canal que chegou a comandar quatro programas ao mesmo tempo e até dormia no próprio emprego.

A emissora também passou a investir novamente em telenovelas, após um hiato de 20 anos longe do gênero, e emplacou sucessos como A Escrava Isaura (2004), Vidas Opostas (2006), a trilogia Os Mutantes (2007-2009) e Poder Paralelo (2010).

Fenômenos recentes também ajudaram a Record a crescer na média de audiência. Caso da novela Os Dez Mandamentos (2015), que abriu sete pontos de vantagem sobre a Globo no capítulo de abertura do Mar Vermelho, e do policial Balanço Geral, que já transformou o Vídeo Show em freguês das fofocas de A Hora da Venenosa, quadro comandado por Fabíola Reipert. 

Confira a evolução da audiência de cada emissora nos últimos 25 anos:

AUDIÊNCIA MÉDIA AO LONGO DOS ANOS

Emissora 1993 1998 2003 2008 2013 2018
Globo 23,5 19,5 21,0 17,4 14,3 16,8
SBT 8,0 8,2 8,8 6,3 6,1 7,1
Record 1,5 4,6 4,1 8,3 5,3 6,9
Band 2,8 1,9 2,3 2,5 2,5 2,1
Cultura 1,9 1,3 1,5 1,4 1,2 1,1
RedeTV!* 1,5 1,2 1,8 1,7 0,8 0,9

*Em 1993 e 1998, os dados são referentes à Manchete

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

O que você espera de O Sétimo Guardião?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook