NOVO CANAL

Presidente da CNN Brasil se reúne com líder da WarnerMedia antes de estreia

DIVULGAÇÃO/CNN

CEO da CNN Brasil Douglas Tavolaro e e o líder do grupo WarnerMedia Jeff Zucker, durante reunião em Nova York

Douglas Tavolaro, CEO da CNN Brasil e o líder da WarnerMedia Jeff Zucker, durante reunião em Nova York

REDAÇÃO - Publicado em 28/10/2019, às 08h35 - Atualizado às 09h08

A diretoria da CNN Brasil se reuniu com o líder do grupo WarnerMedia, controlador da CNN, para conversas sobre a estreia do canal brasileiro, que só irá ocorrer em março. O presidente da CNN Brasil, Douglas Tavolaro, e o vice-presidente de Conteúdo Internacional, Américo Martins, encontraram Jeff Zucker, o presidente mundial da CNN, em Nova York, no fim de semana.

No encontro, Tavolaro discutiu com Zucker, que também é o presidente global de Jornalismo e Esportes da WarnerMerdia, sobre o projeto da licenciada brasileira. Os executivos brasileiros também foram ao evento Citzen By CNN, representando o Brasil. A conferência anual reúne empresários, políticos e lideranças de mídia para discutir temas sobre cidadania e jornalismo nos Estados Unidos.

De acordo com nota oficial, Zucker demonstrou apoio às medidas de gestão da equipe brasileira de jornalismo e programação, reforçou os compromissos de cooperação operacional entre os grupos e se disse entusiasmado com os resultados do projeto no Brasil, mesmo antes da estreia. 

As principais áreas do comando executivo norte-americano e profissionais da CNN Europa estiveram presentes nos dois dias de reuniões realizadas na nova sede da WarnerMedia, um edifício em Hudson Yards, bairro revitalizado de Nova York.

O debate foi mediado pelos principais âncoras da CNN, como Anderson Cooper, Chris Cuomo e Christiane Amanpour.

A WarnerMedia é uma empresa de mídia e entretenimento que cria e distribui conteúdo para o público global através de suas marcas, que incluem: HBO, HBO Now, HBO Max, Warner Bros., TNT, TBS, truTV, CNN, DC Entertainment, New Line, Cartoon Network, Adult Swim, Turner Classic Movies e outros. A WarnerMedia faz parte da AT&T Inc.

CNN Brasil 

Com estreia prevista apenas para 2020, a CNN Brasil já contratou vários profissionais de concorrentes como o Grupo Globo, além de "atacar" as emissoras Record e Cultura, o jornal Estadão e a rádio Jovem Pan. 

Entre as contratações estão Lourival Sant'Anna, que vai reforçar um time que já conta com Monalisa Perrone (que trocou o Hora 1 por um telejornal no horário nobre) e Reinaldo Gottino (que se demitiu da Record e comandará um programa de política e economia).

Os primeiros reforços do canal foram os ex-Globo Evaristo Costa e William Waack. Na sequência, Mari Palma e Phelipe Siani pediram demissão da emissora de Roberto Marinho para assinar com o canal. Luciana Barreto, do canal Futura, foi para a CNN em julho, e a ex-apresentadora do Globo Esporte Cris Dias foi anunciada como nova funcionária em setembro deste ano. 

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Quem é o personagem mais trouxa da TV?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook