Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

FUTEBOL AO VIVO

Com 'preço popular', Premiere dispara em assinantes e faz Globo faturar

GILVAN DE SOUZA/FLAMENGO

Gabigol do Flamengo no Macacanã, jogando no clube em uma partida do Campeonato Brasileiro

Gabigol, atacante do Flamengo: com preços mais em conta, Premiere tem disparada de assinantes

GABRIEL VAQUER, colunista

vaquer@noticiasdatv.com

Publicado em 11/6/2022 - 6h25

A nova política de preços do Premiere fez o número de assinantes subir ao patamar que estava antes do início da pandemia do coronavírus, em março de 2020. Em maio, o pay-per-view da Globo chegou a 1,7 milhão de clientes, o que dará um faturamento mínimo de R$ 50,8 milhões. A baixa nos preços em todos os pacotes do serviço é o principal motivo dessa guinada, que alavancou as vendas de combos anuais e na versão online. 

O Notícias da TV teve acesso ao material distribuído ao mercado publicitário. Nele, a TV líder de audiência afirma que, nos últimos dois meses, o Premiere Play chegou à marca de 500 mil assinantes na versão online --em que os jogos podem ser acessados pelo Globoplay ou Prime Video. É o maior número desde o lançamento da sua versão para venda direta ao público, em 2018. 

Se mantiver esse patamar durante um ano, a Globo assegura um faturamento mínimo de R$ 609,6 milhões. Só com essa arrecadação, a empresa praticamente consegue todo o bolo que distribui para os times da Série A e alguns da Série B do Campeonato Brasileiro, como Cruzeiro e Vasco. Ao todo, a verba oferecida é de R$ 620 milhões. 

A nova prática de preços começou em abril, quando houve uma redução de até 40% em planos. A maior queda foi no pacote anual para quem assina somente o Premiere, sem qualquer outro produto do Grupo Globo. No ano passado, eram 12 vezes de R$ 49,90. Agora, o cliente paga R$ 29,90.

Outros dois pacotes que envolvem o modelo pague para ver também tiveram descontos. O Premiere com Globoplay agora custa R$ 42,90 no plano anual. Antes, era R$ 64,90. A redução é de 32,90%.

Já o pacote com Globoplay, Premiere e os canais ao vivo da Globo --como SporTV e Multishow-- passou a ser vendido por R$ 64,90. Em 2021, o combo saía por R$ 84,90, o que configura uma queda de 23,50%. Houve também uma redução no preço para quem preferir comprar o Premiere para ver como canal do Prime Video. No pacote anual, o assinante vai pagar 12 vezes de R$ 29,90, ante R$ 49,90 no ano passado (-40%).

O streaming da Amazon também reduziu o preço para a assinatura mensal do Premiere. Antes, cobrava R$ 79,90; agora, o custo é de R$ 59,90, um valor 25,03% menor. Quem quiser ver o futebol brasileiro pelo Prime Video, no entanto, precisa ser assinante da plataforma, que cobra R$ 14,90 por mês. 

O crescimento do número de clientes também reflete na audiência no Premiere na TV paga. Em maio, o canal pay-per-view marcou 0,37 ponto de média e foi o terceiro canal mais visto entre os esportivos --atrás de SporTV e ESPN. 


Leia também

Enquete

Pantanal perde audiência: novela está chata?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.