Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

VALE A PENA?

Com menos futebol em 2022, Globo deixa parceiros para trás no Mundial do Catar

DIVULGAÇÃO/CBF

Neymar com a camisa amarela e o short azul da seleção brasileira. Ele comemora um gol e é observado por Richarlison.

Neymar na Seleção Brasileira: Globo deixa seus parceiros para trás na venda publicitária da Copa do Mundo

GABRIEL VAQUER, colunista

vaquer@noticiasdatv.com

Publicado em 19/11/2021 - 10h13

Os anunciantes do Campeonato Brasileiro 2022 na Globo vão ter poucas chances de ter sua marca divulgada na transmissão da Copa do Mundo do Catar, que acontece em novembro. As sete empresas que compraram cotas para as 48 datas de futebol nacional na emissora são as últimas na fila para o Mundial, atrás até de quem só comprou espaço em jogos da Seleção Brasileira.

No pacote comercial da Copa do ano que vem, existem quatro filas de prioridade para anunciantes. A primeira é para parceiros comerciais da própria Fifa, como Adidas, Coca-Cola, Wanda, Hyundai/Kia, Qatar Airways e Visa. Estas marcas precisam responder até 5 de janeiro se querem anunciar nos jogos na TV. A Globo não colocou um valor fixo no pacote e vai negociar caso a caso. A projeção interna é conseguir algo em torno de R$ 1,2 bilhão.

O segundo lugar na preferência é dos patrocinadores globais do Mundial do Catar. Budweiser, Hisense e McDonald's podem mandar uma carta de interesse também até 5 de janeiro, caso ainda existam cotas pendentes para serem negociadas.

Os terceiros na fila para compra são os anunciantes dos jogos da Seleção Brasileira em amistosos e Eliminatórias sul-americanas, que passaram a ser vendidos separadamente da entrega comercial dos torneios nacionais neste ano. Casas Bahia, Vivo, Itaú e Betfair.net compraram essas cotas. O interesse dessas empresas deve ser manifestado até 12 de janeiro.

Apenas em quarto lugar na preferência aparecem os anunciantes do futebol nacional em 2022. O Notícias da TV apurou que nenhuma empresa parceira oficial da Fifa se manifestou até o momento. Mas o prazo é longo, e a tendência é que Coca-Cola e McDonald's, que já anunciaram em outros Mundiais na Globo, demonstrem desejo de adquirir o patrocínio. 

Ao todo, a emissora promete vender seis cotas de entrega comercial, que começam a ganhar exposição na programação da Globo a partir de abril, quando será feito o sorteio para os oito grupos da Copa do Mundo da Fifa. A campanha está prevista para acabar em 25 de dezembro, uma semana após o fim da Copa do Catar, no dia 18. 

Na semana passada, a Globo fechou sete cotas para transmissão do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil. Mesmo com o menor número de datas desde 1991 e sem os principais torneios estaduais, como o Paulista e o Carioca, que foram adquiridos pela Record, a emissora conseguiu cumprir sua meta e faturou R$ 2 bilhões somente com esta venda. 

Prêmio NTV Melhores do ano


Leia também

Enquete

Qual foi o melhor telejornal ou programa jornalístico do ano?

Web Stories

+
Juan Paiva rouba a cena em Um Lugar ao Sol; conheça a história do atorGui Araujo deixa A Fazenda 13 após expor lado prepotente e preconceituoso; relembreDe série na Netflix a aposentadoria: Por onde anda o elenco de O Cravo e a Rosa?Vladimir Brichta contracena com a filha em Quanto Mais Vida, Melhor; veja outros casosConfinado em A Fazenda 13, Dynho não sabe que Mirella pediu divórcio; como fica o caso?

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas