Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

PROIBIDÃO?

Xuxa gastou uma fortuna para censurar filme Amor Estranho Amor; saiba quanto

DIVULGAÇÃO/CINEARTE

Foto das atrizes Vera Fischer (à esquerda) e Xuxa Meneghel (à direita) caracterizadas como as personagens Anna e Tamara, respectivamente, do filme Amor Estranho Amor, de 1982

Vera Fischer (à esq.) e Xuxa em imagem de divulgação do filme mais polêmico da apresentadora

KELLY MIYASHIRO

kelly@noticiasdatv.com

Publicado em 11/2/2021 - 6h55

Censurado durante 30 anos por Xuxa Meneghel, o filme Amor Estranho Amor (1982) será exibido pelo Canal Brasil na madrugada desta quinta (11) para sexta (12), à 0h30. A apresentadora gastou uma fortuna pelos direitos do longa para mantê-lo fora de circulação: US$ 60 mil anuais (o que equivale a R$ 324 mil em valores atuais).

Como a cotação do dólar variou bastante entre 1991 e 2018, principalmente porque a moeda brasileira mudou de cruzeiros para reais, é difícil calcular precisamente quantos reais Xuxa Meneghel realmente desembolsou para manter o filme polêmico longe do público.

Mas, se fosse pela cotação do dólar atual, de R$ 5,40 (segundo o Banco Central do Brasil), o valor de US$ 1,8 milhão que a ex-titular do Xou da Xuxa pagou pelos 30 anos em que vetou o filme virariam quase R$ 10 milhões ao todo.

Dirigido por Walter Hugo Khouri (1929-2003), o filme fala sobre Anna (Vera Fischer), uma prostituta de luxo que é obrigada a abrigar seu único filho, Hugo (Marcelo Ribeiro), no bordel de luxo onde ela mora em São Paulo. No prostíbulo também vive Tamara (papel de Xuxa), uma garota de programa de 15 anos que seduz o menino de apenas 12.

Na vida real, a mãe de Sasha Meneghel tinha 18 anos e estava no início de sua carreira artística quando gravou o filme polêmico, enquanto Ribeiro estava com 12, como o personagem. A ainda inexperiente artista foi convencida a estrelar a produção por seu então namorado, o jogador Pelé.

Prestes a se lançar como apresentadora infantil no final da década de 1980, Xuxa decidiu sumir com Amor Estranho Amor das prateleiras, já que ela aparece nua e em cenas beijando o ator mirim.

A rainha dos baixinhos pagou US$ 60 mil por ano para a distribuidora do filme, a Cinearte Produções, pelos direitos. A atriz também conseguiu uma liminar na Justiça que ordenou o recolhimento de todas as fitas originais de locadoras e lojas do Brasil. Entretanto, cerca de 4 mil cópias foram comercializadas antes da proibição e chegaram ao mercado da pirataria.

Em 2014, Xuxa perdeu na Justiça a ação que havia movido contra a Google para que a plaforma de busca eliminasse o nome da apresentadora dos resultados de pesquisa quando algum internauta procurasse por Amor Estranho Amor. A então funcionária da Globo recorreu, mas também foi derrotada em segunda instância.

Em 2018, Xuxa Meneghel abriu mão de pagar os direitos pelo filme e até mudou sua postura em relação à obra: passou a incentivar as pessoas a assistirem ao trabalho, que não passa de ficção. Amor Estranho Amor está disponível ao mercado e nesta sexta-feira, à 0h30, ele irá ao ar no Canal Brasil, da TV por assinatura.

Confira um trecho do filme Amor Estranho Amor (1982): 


Leia também

Enquete

Você gostou dos primeiros capítulos de Verdades Secretas 2?

Web Stories

+
Como aconteceu acidente com Alec Baldwin que matou fotógrafa no set de novo filmeCinco casais que se formaram no Casamento às Cegas Brasil e você não sabiaElenco de Verdades Secretas 2: Conheça os novos personagens da novelaOutubro Rosa: Conheça cinco famosas que venceram o câncer de mamaAlém de José de Abreu: Sete atores brasileiros que se aventuraram na política

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas