Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

HAKUNA MATATA

Sucesso de bilheteria, remake 'live-action' de O Rei Leão terá continuação

Divulgação/Disney

Mufasa e Simba conversam em cena da nova versão de O Rei Leão (2019)

Mufasa e Simba na nova versão de O Rei Leão (2019); longa ganhará sequência

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 29/9/2020 - 15h37

Segunda maior bilheteria dos cinemas em 2019, o remake de O Rei Leão ganhará uma continuação. O sucesso do longa no ano passado rendeu aos cofres da Disney mais de US$ 1,6 bilhões (R$ 9,3 bilhões). A nova versão em "live-action" será comandada por Barry Jenkins, diretor de Moonlight e vencedor do Oscar de melhor roteiro.

De acordo com o Deadline, ainda não está confirmado se o elenco da nova versão retornará para a sequência. Com direção de Jon Favreau, o filme contou com nomes como Beyoncé, Donald Glover e Chiwetel Ejiofor.

Uma data de lançamento para a continuação não foi oficializada. Ainda segundo a publicação, o novo longa deve explorar a mitologia dos personagens. A trama não só avançaria com os acontecimentos de O Rei Leão, como contaria a história de origem de Mufasa (James Earl Jones), pai do protagonista Simba (Glover).

"Ajudando a minha irmã a criar seus filhos nos anos 1990, eu cresci junto com esses personagens", disse Jenkings em comunicado oficial. "Ter a oportunidade de trabalhar com a Disney em expandir esse magnífico conto de amizade, amor e legado narrando a vida e a alma das pessoas da diáspora africana, é um sonho que se torna realidade."

O Rei Leão trouxe de volta a história contada pela animação clássica do estúdio, lançada em 1994, utilizando efeitos especiais que recriaram os personagens como se fossem animais reais. O trabalho feito por Favreau foi o mesmo realizado na nova versão de outro sucesso da Disney, Mogli: O Menino Lobo (2016).


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?