Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

CRISE NO CANADÁ

Equipe de Good Doctor é demitida, e Flash e Supernatural são adiadas

Divulgação/ABC e The CW

Montagem com os atores Freddie Highmore com jaleco médico e Grant Gustin com o uniforme vermelho do Flash

Freddie Highmore em cena de Good Doctor, e Grant Gustin como o Flash: volta tumultuada

LUCIANO GUARALDO

luciano@noticiasdatv.com

Publicado em 6/8/2020 - 20h31

Um impasse com o governo da Colúmbia Britânica, província canadense, vai atrasar o retorno das séries norte-americanas rodadas por lá. Toda a equipe do drama médico The Good Doctor já foi demitida, e atrações como Flash e Supernatural, que planejavam voltar aos estúdios ainda no meio do agosto, não têm mais previsão de retomada dos trabalhos.

Segundo o site Deadline, que noticiou a crise, o problema se deve a uma divergência de opiniões sobre os testes de coronavírus que devem ser aplicados no elenco e na equipe das séries. Mas, ao contrário do que ocorre nos Estados Unidos, o sindicato canadense exige que sejam aplicados menos exames semanais, e não mais.

A previsão era de que Good Doctor voltasse a gravar em 10 de agosto. O elenco já tinha viajado para Vancouver, onde a série é rodada, e começado seu isolamento de duas semanas para poder retomar os trabalhos de maneira segura. Mas, em 31 de julho, toda a equipe foi mandada embora.

O Sindicato dos Atores, que é norte-americano, definiu por padrão que o elenco de todas as séries precisa ser testado três vezes por semana, e a equipe uma vez a cada sete dias. Isso precisa ser aplicado mesmo para atrações que são rodadas fora dos Estados Unidos, mas empregam atores sindicalizados.

Porém, o Canadá conseguiu controlar a pandemia e está bem mais tranquilo do que os EUA. Na Colúmbia Britânica, "apenas" 195 pessoas morreram, em uma população de mais de 5 milhões --só cinco pacientes seguem hospitalizados por lá. E o governo e os sindicatos locais defendem que forçar a equipe a ser testada semanalmente seria um ato invasivo e completamente desnecessário.

Sem conseguir resolver o impasse, a produtora Sony TV demitiu toda a equipe até que um acordo seja possível --ela pretende recontratar todo mundo, ou boa parte, quando as gravações recomeçarem para a nova temporada.

Mas o problema com Good Doctor se estende a todas as outras produções rodadas em Vancouver --segundo o Deadline, são mais de 30, inclusive as séries de super-heróis da rede The CW, como Flash, Supergirl e Batwoman. Se os sindicatos não se acertarem logo, todas essas atrações terão de adiar (mais) a sua volta aos estúdios.

A principal prejudicada deve ser Supernatural, que deveria ter encerrado sua última temporada em maio deste ano. Por causa do coronavírus, os trabalhos foram paralisados precocemente, mas a CW decidiu produzir os capítulos restantes e exibi-los ainda neste semestre para dar aos fãs um final decente. Se o retorno das gravações não ocorrer logo, talvez nem isso seja possível.

Um executivo ouvido pela reportagem afirmou que o problema com o governo canadense deve ser muito prejudicial para a produção audiovisual de lá. Afinal, muitas séries norte-americanas migraram para Vancouver para poder baixar os custos --mas essa economia terá sido em vão se forem proibidos de gravar. Assim, não seria surpresa se as atrações voltassem para os Estados Unidos em breve, efetivamente tirando o emprego de todas as pessoas nos bastidores.


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?