Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

FOI PARA CNN

Salário baixo e bronca da chefia: Por que Gloria Vanique se demitiu da Globo?

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Apresentadora Gloria Vanique no cenário do Bom Dia São Paulo, que exibe a imagem do nascer do sol

Gloria Vanique no cenário do Bom Dia São Paulo; apresentadora agora vai ser feliz na CNN Brasil

DANIEL CASTRO

dcastro@noticiasdatv.com

Publicado em 26/10/2020 - 7h10

A Globo perdeu na semana passada os dois principais coadjuvantes de seu jornalismo, Márcio Gomes e Gloria Vanique, ambos para a CNN Brasil. Nesta semana, deve conhecer mais um desfalque. Tanto no caso de Gomes quanto no de Gloria, o fator principal para o pedido de demissão foi salarial, mas também pesou o prestígio (ou a falta de). Gloria, além de ganhar mal, não digeriu uma recente bronca que tomou da chefia.

A jornalista recebia um salário muito baixo (R$ 15 mil) para uma apresentadora de um telejornal de duas horas que costuma disputar a liderança entre os mais sintonizados da emissora em São Paulo. Na primeira vez em que conversou com o canal de notícias, no ano passado, Gloria disse não. Esperava que a Globo lhe recompensasse com um aumento salarial. Nada.

Desta vez, ela nem negociou a saída. Surpreendeu seus chefes com um pedido de demissão logo após apresentar o telejornal na última quinta-feira (22).

Para o telespectador, a saída de Gloria representa o fim da dupla de sucesso que ela fazia no Bom Dia São Paulo com Rodrigo Bocardi, outro alvo da CNN.

A verdade é que essa dupla perdeu muito de sua graça depois que levou uma bronca de Ana Escalada, chefe de Redação, e de Marcia Correa, editora-chefe, no início de setembro. Bocardi e Gloria foram repreendidos por fazerem "brincadeiras demais" no ar. A descontração era uma marca apreciada pela audiência do telejornal, que de uma semana para a outra se tornou sisudo, tenso.

Numa demonstração de vaidade e poder, a Globo decretou com a bronca o fim da melhor dupla do telejornalismo brasileiro atual. Segundo pessoas próximas, Gloria e Bocardi ficaram muito sentidos, porque tinham certeza de que estavam no caminho certo. No caso de Gloria, houve ainda uma rusga com Jacqueline Brazil, e a chefia ficou do lado da "rival".

A CNN percebeu que Gloria Vanique não estava mais feliz na Globo. Além de pagar um salário bem melhor, lhe ofereceu liberdade para opinar e atuar. Ela vai apresentar um telejornal no canal pago e outro no canal de streaming que a marca prepara o lançamento, o CNN Brasil+.

O canal de notícias liderado pelo ex-Record Douglas Tavolaro faz atualmente uma segunda ofensiva sobre o jornalismo da Globo. No ano passado, levou Monalisa Perrone, Mari Palma e Philipe Siani. Desta vez, atua baseada em uma pesquisa em que telespectadores apontaram quais profissionais deveriam estar na CNN. Rodrigo Bocardi, o ex-parceiro de Gloria Vanique, está na lista.


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?