EM PRIMEIRA MÃO

Após Raul Seixas e Paulo Coelho, Júlio Andrade será Betinho em série do Globoplay

Divulgação/Globo Filmes

O ator Júlio Andrade caracterizado como Gonzaguinha e como Raul Seixas em filmes

Júlio Andrade como Gonzaguinha e Raul Seixas; ator viverá o sociólogo Betinho em nova série do Globoplay

DANIEL CASTRO - Publicado em 20/01/2020, às 06h10

Um dos atores mais elogiados e premiados da atualidade, Júlio Andrade está virando especialista em dar vida a pessoas que foram importantes para o Brasil da segunda metade do século 20. Ele, que já interpretou Gonzaguinha (1945-1991) e Paulo Coelho no cinema e Raul Seixas (1945-1989) na televisão, se prepara agora para dar vida ao sociólogo Herbert de Souza, o Betinho (1935-1997), "o irmão do Henfil" da música O Bêbado e o Equilibrista, eternizada por Elis Regina (1945-1982).

Betinho é a mais nova série do Globoplay. A decisão de produzi-la foi tomada na última sexta-feira (17) pela plataforma de streaming da Globo. O cineasta Sérgio Machado (Cidade Baixa, Irmãos Freitas) assinará a direção e dividirá os roteiros com Victor Navas (Cazuza, Carandiru). A produção será de José Júnior, da AfroReggae, em parceria com a Formata.

A série faz parte de um conjunto de pelo menos dez obras de ficção originais que o Globoplay estreará neste ano, em sua ofensiva para conquistar espaço no disputado mercado de streaming, dominado pela Netflix.

O pacote, que será anunciado nesta segunda (20), inclui Mal Secreto, Todas as Mulheres do Mundo,  Desalma, Onde Está Meu Coração, As Five, Minha Mãe É uma Peça e as segundas temporadas de A Divisão e Aruanas, além das musicais/documentais Sandy e Jr, Thiaghinho - Tardezinha, a segunda temporada de Marília Mendonça e Caso Evandro.

Combate à fome e à Aids

Apesar da morte precoce, aos 61 anos, a biografia de Betinho sintetiza três grandes bandeiras do Brasil dos anos 1960 aos 1990: a luta pela democracia, o combate à miséria e às injustiças e a "desguetificação" da Aids.

Líder estudantil na juventude e crítico do capitalismo, Betinho foi perseguido pela Ditadura Militar (1964-1985) e teve de fugir do país, se exilando primeiramente no Chile, onde foi assessor de Salvador Allende (1908-1973), e depois no México e no Canadá. Voltou ao Brasil em 1979 e passou a se engajar em causas como a Reforma Agrária.

Sua "grande obra social" foi a Ação da Cidadania contra a Fome, a Miséria e pela Vida, que articulou no início dos anos 1990 para "dar comida e gerar empregos para tirar 32 milhões de brasileiros da indigência". Considerado a maior campanha social da história do país, o movimento de Betinho inspirou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a lançar, em 2003, o projeto Fome Zero, que se transformaria no Bolsa Família.

Betinho também foi muito importante no combate à Aids, que contraiu durante transfusão de sangue, procedimento ao qual era submetido periodicamente por ser hemofílico, assim como seus irmãos Henfil (cartunista) e Chico Mário (compositor). A morte dos irmãos em 1988 o transformou em uma das principais vozes na defesa de políticas públicas e pesquisas contra a Aids. Graças a Betinho, Aids deixou de ser uma "doença de homossexuais".

A série do Globoplay, de acordo com nota a ser divulgada hoje, vai contar a história de "um brasileiro que dedicou sua vida à luta pela liberdade e contra as injustiças sociais", na interpretação de "um dos maiores atores do Brasil, Júlio Andrade".

Profissional com 21 anos de carreira, o antigalã Andrade só se tornou conhecido do grande público a partir de 2016, com a série Sob Pressão e a minissérie Justiça, da Globo. O ator é visto também como "antinovela", já que nunca fez uma inteira --recentemente, atuou na primeira semana de Amor de Mãe.

Sua trajetória é marcada por prêmios desde o começo da carreira, no cinema e no teatro. Com o filme Gonzaga - De Pai para Filho (2012), ganhou o Grande Prêmio do Cinema Brasileiro. Sua atuação como o músico Gonzaguinha na cinebiografia também rendeu um troféu da APCA (Associação Paulista dos Críticos de Arte).

Gonzaguinha, na verdade, foi o segundo personagem biográfico de Andrade. Em 2009, ele estreou na categoria dando vida a Raul Seixas em um especial da série Por Toda a Minha Vida, apresentado por Fernanda Lima na Globo. Em 2014, interpretou o escritor Paulo Coelho, amigo de Raul, no longa Não Pare na Pista.

O Globoplay também confirmará nesta segunda a realização de Mal Secreto, série de suspense com autoria de Bráulio Mantovani e direção de Mauro Mendonça Filho, sobre um renomado psiquiatra forense desvenda os mais sombrios mistérios; e Todas as Mulheres do Mundo, uma releitura de Jorge Furtado para "sobre a vida, o amor e a morte do autor, diretor e dramaturgo Domingos Oliveira [1936-2019]".

Daniel Castro
DANIEL CASTRO transformou a coluna de Televisão da Folha de S.Paulo na mais relevante do país durante sua passagem pelo jornal, entre 1991 e 2009. Trabalhou no Notícias Populares (1995-96) e R7 (2009-13). E-mail: dcastro@noticiasdatv.com

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Na casa de que famoso você passaria a quarentena?

Últimas notícias