Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

MARCAS EMOCIONAIS

Traumatizada por assassinato da mãe, Maitê Proença desabafa: 'Ser atriz me curou'

Reprodução/Instagram

Maitê Proença, loira, de cabelo cacheado, sem maquiagem

Maitê Proença falou abertamente sobre os traumas que adquiriu ao longo da vida, após ter a mãe assassinada pelo pai

REDAÇÃO

Publicado em 15/9/2020 - 8h36
Atualizado em 15/9/2020 - 8h37

Maitê Proença resgatou memórias dolorosas, como a do assassinato de sua mãe, no monólogo virtual O Pior de Mim. A atriz, que ficou órfã de forma trágica quando tinha 12 anos, disse que só conseguiu superar o trauma devido à profissão escolhida para seguir ao longo da vida. "Ser atriz me curou de uma aridez emocional", declarou.

A mãe da veterana foi morta a facadas pelo marido em uma briga causada por ciúmes. O pai da atriz cometeu suicídio 19 anos após o crime, e o irmão dela também tirou a própria vida. "Eu teria sido uma pessoa trancada para dentro dos meus sentimentos. Mas por ser obrigada a sentir, investigar essas emoções, isso me forçou. Se não fosse por isso, teria criado um muro em torno de mim. Foi uma sorte", afirmou durante live com o jornalista Felipeh Campos.

Maitê destacou que, assim como ela, todo mundo enfrenta dramas ao longo da vida: "Quando falo das minhas experiências, é como uma referência. Em maior ou menor grau, todos temos aquilo guardado a sete chaves, que criamos mecanismos para nos defendermos, seja do abandono, do desprezo, ou algo que te apavora, e nem sempre encaramos isso".

Com a voz embargada, ela ainda frisou a importância de se entender emocionalmente e se dar abertura para o desconhecido.

"Há momentos sobre mim que só consegui sacar agora, outros foram há 20 anos. Eu vejo como percalços, que todos nós encontramos, que tropecei, mas não porque quis. É porque somos falhos e é errando que se aprende. Só que ninguém admite. E para consertarmos os erros é preciso olhar de frente. E eu pensei que se eu mostrasse onde errei, estaria falando com você [público], para dar coragem de olhar para dentro também e isso nos unisse", completou.

A artista --que no passado brigou com diretor de TV e foi punida-- revelou que recorreu a psicanálise a meditações experimentais. "O fato é que somos muito mais complexos que queremos ser. Quando a gente acha que fez uma limpeza, descobrimos outra coisa. Não estamos de férias nessa vida. Sempre me pergunto qual é a minha missão", encerrou.

Assista à entrevista completa abaixo:

Ver essa foto no Instagram

Quero assistir O PIOR DE MIM! Sigam-na tb no CANAL DA MAITÊ - YouTube !! Um beijo. Amei

Uma publicação compartilhada por 🎙Felipeh Campos 🦩💍 (@felipehcampos) em

TUDO SOBRE

Felipeh Campos

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Quem deve ser a nova Juma Marruá?

Vanessa Giácomo
21.13%
Lucy Alves
16.78%
Rafa Kalimann
12.63%
Isis Valverde
22.07%
Uma atriz desconhecida
27.40%