Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

CASAL NO ALVO

Luiza Brunet defende Yasmin após polêmicas com Medina: 'Perseguição'

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Luiza Brunet em publicidade para seu Instagram em 19 de junho de 2021

Luiza Brunet em publicidade para seu Instagram; ativista sai em defesa da filha, Yasmin

ELBA KRISS

elba@noticiasdatv.com

Publicado em 7/8/2021 - 6h50

Ativista ferrenha dos direitos das mulheres, Luiza Brunet viu o nome de sua família liderar as buscas na internet recentemente. O casamento de Yasmin Brunet com o surfista Gabriel Medina virou alvo de especulações. A modelo de 33 anos foi apontada como pivô de uma crise do atleta com os pais. Na sequência, foi criticada por ter tentado acompanhar o marido nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Como mãe e militante, a empresária define a situação da herdeira como acossamento. "Perseguição. Ela passa por isso. Mas ela está bem e tranquila", defende.

"Ela está observando. De vez em quando, ela coloca uma coisa ali e outra ali [nas redes sociais], o que é natural. Você não consegue ficar 100% ilesa de algum tipo de comentário abusivo e agressivo. Então, ela responde, como eu respondia também. Hoje em dia, não respondo mais. É tudo aprendizado. O sofrimento serve para melhorarmos. Quem não melhora não vai ser nunca uma pessoa evoluída", considera em entrevista para o Notícias da TV.

O namoro de Medina e Yasmin começou em abril de 2020. Pelas circunstâncias da pandemia, de isolamento social, os dois foram rapidamente morar juntos, e o relacionamento logo ficou seríssimo. Casaram-se no Havaí em janeiro deste ano, num cenário paradisíaco.

Yasmin e Luiza Brunet: mãe aconselha filha após críticas na web (Foto: Reprodução/Instagram) 

Neste ano, surgiram especulações na imprensa sobre uma crise na família do surfista de 27 anos. Ele teria cortado relações com sua mãe, Simone Medina, e o padrasto, Charles Saldanha, que o criou e foi seu treinador até às vésperas da Olimpíada.

No mês passado, a história de amor do casal gerou comentários nas redes sociais e se tornou um dos principais assuntos dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Tudo porque a dupla expôs reclamações contra o Comitê Olímpico Brasileiro.

Pela primeira vez na história, o surfe fez parte do evento multiesportivo, e o atleta era um dos favoritos para ganhar a medalha de ouro. Yasmin gostaria de ter ido ao Japão como "coach" (técnica, em tradução para o português) de seu marido, mas o nome dela foi vetado pelo COB.

O casal passou a sofrer com o julgamento da internet. Tanto a modelo quanto o surfista usaram seus perfis na internet e deram entrevistas para reclamar da situação. Medina alegou que ter sua mulher ao seu lado na competição era um "direito" e que não estaria 100% sem ela.

Diante desse cenário, Luiza confidencia que deu para a filha conselhos que costuma dar para as mulheres com quem conversa em seu trabalho como ativista.

"Sempre falo para a Yasmin e para todas as jovens que não podemos nunca dizer assim: 'É uma desgraça isso que estou passando'. Não. [Tem que dizer:] 'Estou passando por isso, mas vou sair inteira, íntegra e melhor do que isso'. O sofrimento só traz uma série de reflexões, atitudes diferenciadas, amadurecimento, uma compressão maior. O sofrimento é bom. O ser humano consegue se reconstruir diante de qualquer problema", aponta.

reprodução/instagram

Yasmin Brunet e Gabriel Medina em junho último

"Aprendi com a minha própria experiência para não valorizar aquilo que a gente não é. Eu falo para a Yasmin: 'Você não é nada disso que estão atribuindo a você'. Então, siga no seu propósito com o seu marido. Não deixe que esses comentários te contaminem. Isso aprendi na minha própria experiência. E quando você tem esse entendimento, não se torna agressiva. As pessoas falam o que elas querem, sem embasamento nenhum, sem saber o que acontece de fato, se é que acontece de fato", completa.

A integrante do Observatório de Direitos Humanos do Conselho Nacional de Justiça, em Brasília, lamenta o tribunal da internet em relação a sua filha. Por vivenciar situações em que a mulher está em estado de vulnerabilidade, Luiza alerta sobre esse tipo de violência emocional causado por deboche público.

"Esse pré-julgamento e o julgamento pesado que as pessoas fazem contra mim, contra ela e contra todo mundo é doentio. São juízes da internet que magoam, destroem e matam mulheres e adolescentes. Quando apontam responsabilidades que as pessoas não têm, quando julgam de uma forma muito agressiva como se fosse um tribunal. A única maneira de nos mantermos com a saúde mental em dia é não deixar que isso interfira na nossa vida", finaliza.

Em entrevista exclusiva para o Notícias da TV, Luiza dá mais detalhes sobre o relacionamento com o genro famoso. O bate-papo completo com a ativista você confere neste domingo (8). Na conversa, a empresária também relembra o auge como modelo, o início da carreira de atriz na Globo e fala abertamente sobre como superou as dores de sua vida, transformando os pesadelos vividos em coragem para lutar pelos direitos das mulheres.

Confira os destaques da conversa de Luiza Brunet:


Leia também

Enquete

Você gostou dos primeiros capítulos de Verdades Secretas 2?

Web Stories

+
Como aconteceu acidente com Alec Baldwin que matou fotógrafa no set de novo filmeCinco casais que se formaram no Casamento às Cegas Brasil e você não sabiaElenco de Verdades Secretas 2: Conheça os novos personagens da novelaOutubro Rosa: Conheça cinco famosas que venceram o câncer de mamaAlém de José de Abreu: Sete atores brasileiros que se aventuraram na política

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas