Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

MUSA DA BANHEIRA

Luiza Ambiel revela que Gugu salvou sua pele no SBT: 'Pediam a minha cabeça'

REPRODUÇÃO/JOVEM PAN

Luiza Ambiel no programa De Tudo Um Pouco, da Jovem Pan, em 24 de novembro de 2020

Luiza Ambiel no programa De Tudo Um Pouco, da Jovem Pan; ex-A Fazenda 12 era protegida de Gugu Liberato

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 25/11/2020 - 0h55

Luiza Ambiel revelou que sua fama de barraqueira quase causou sua demissão da Banheira do Gugu, no Domingo Legal, no SBT. Por não aceitar ser assediada no quadro, a modelo brigava, discutia e enfrentava os famosos dentro e fora da água. Gugu Liberato (1959-2019) era quem salvava sua pele na emissora. "Eu sabia que tinha ele para me proteger porque pediam a minha cabeça mesmo", contou a ex-A Fazenda 12.

Em entrevista para o De Tudo Um Pouco, na Jovem Pan, na terça-feira (25), Luiza relembrou os tempos de musa da banheira e as situações que enfrentou por ser símbolo sexual nos anos 1990.

"Não vou mentir, sofri muito assédio, muita discriminação. Eu era tachada. Por exemplo, achavam que todo mundo que chegava ali passava a mão em mim. Não é verdade. Eu segurava [a pessoa na banheira], a produção conversava, o Gugu sempre conversava e falava: 'Não põe a mão nela porque você já sabe que ela é barraqueira'", disse.

"Eu tive que brigar muito. Esses barracos que eu fiz em A Fazenda foram ficha. Porque lá [na banheira] eu não era expulsa. Eu não pagava multa, não perdia cachê (risos)", comparou.

Em bate-papo com os apresentadores Fred Ring, Leandro Narloch, Vivi Tomasi e Renata Kuerten, a atriz assumiu que a fama de encrenqueira começou naquela época.

"Eu me tornava mais arisca, desconfiada e brava. No começo, eu tive que me impor muito, eu brigava muito, discutia, saía no tapa, por baixo [da água] eu dava soco. Já tive várias brigas para me defender. Quando fiquei com a fama de que eu me defendia, [o assédio] foi parando. Foi ficando tranquilo", destacou.

A ex-peoa evidenciou dois episódios marcantes dos tempos de Domingo Legal. "O Salgadinho [integrante do Katinguelê] pegou na minha coxa. Falei no ouvido dele: 'Tira a mão daí', 'o sabonete está lá, não está aí'. Mas ele foi mesmo assim. Lembro que levantei para ele não encostar em mim, peguei e torci o dedo dele", revelou.

"O Marcelo de Nóbrega, que foi meu diretor por muitos anos e era filho do Carlos Alberto de Nóbrega, ele desamarrou meu biquíni no programa ao vivo! Não pensei duas vezes, o pau rolou! E o Gugu ficou do meu lado, me defendeu", frisou.

Luiza não se arrepende das confusões que causou nos domingos no SBT e revelou que tinha uma sintonia com o comunicador. "Eu briguei mesmo. Podia ser filho de quem fosse, podia ser quem fosse. Inconscientemente, eu sabia que tinha o Gugu para me proteger porque, várias vezes no SBT, pediam a minha cabeça mesmo. Porque eu brigava mesmo com a galera para me proteger, para me impor", considerou.

"Teve um dia que o Gugu falou assim: 'Você se controla'. Tinha hora que eu só olhava para ele e ele já falava: 'Olha, cuidado! A Luiza é muito brava'", recordou.

Veja entrevista com Luiza Ambiel no De Tudo Um Pouco: 


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você quer ver no retorno de Amor de Mãe?